Assine o Café Brasil
Portal Café Brasil
Culpa e vergonha
Culpa e vergonha
Culpa e vergonha. Um artigo de 2007 revela o tamanho da ...

Ver mais

Por que eu?
Por que eu?
Ela foi a primeira mulher a assumir publicamente que ...

Ver mais

Cobertor de solteiro
Cobertor de solteiro
Cobertor de solteiro. Isca intelectual de Luciano Pires ...

Ver mais

O véinho
O véinho
Isca intelectual de Luciano Pires que pergunta: que ...

Ver mais

538 – Caçadores da verdade perdida
538 – Caçadores da verdade perdida
Podcast Café Brasil 538 - Caçadores da verdade perdida. ...

Ver mais

537 – VAMO, VAMO CHAPE
537 – VAMO, VAMO CHAPE
Podcast Café Brasil 537 - Vamo,vamo, Chape. Este é um ...

Ver mais

536 – A política da pós-verdade
536 – A política da pós-verdade
Podcast Café Brasil 536 - A política da pós-verdade. ...

Ver mais

535 – Hallelujah
535 – Hallelujah
Podcast Café Brasil 535 - Hallelujah. Poucos dias atrás ...

Ver mais

LíderCast 052 – Thiago Oliveira
LíderCast 052 – Thiago Oliveira
LiderCast 052 - Hoje vamos conversar com Thiago ...

Ver mais

LíderCast 050 – Bia Pacheco
LíderCast 050 – Bia Pacheco
LiderCast 050 - Hoje vamos conversar com Bia Pacheco, ...

Ver mais

LíderCast 051 – Edu Lyra
LíderCast 051 – Edu Lyra
LiderCast 051 - Hoje conversaremos com Edu Lyra, um ...

Ver mais

LíderCast 049 – Luciano Dias Pires
LíderCast 049 – Luciano Dias Pires
Lídercast 049 - Neste programa Luciano Pires conversa ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
Apresentação de Luciano Pires no Epicentro em Campos de ...

Ver mais

43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
Gloria Alvarez, do Movimento Cívico Nacional da ...

Ver mais

A carta que mudou a minha vida
Mauro Segura
Transformação
Mauro Segura conta em vídeo uma história pessoal, que teve origem numa carta recebida há 30 anos.

Ver mais

Tempo de escolher
Tom Coelho
Sete Vidas
“Um homem não é grande pelo que faz, mas pelo que renuncia.” (Albert Schweitzer)   Muitos amigos leitores têm solicitado minha opinião acerca de qual rumo dar às suas carreiras. Alguns ...

Ver mais

O caso é o caso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Sobre a morte do assassino nojento, tudo já já foi dito; Fidel Castro foi tarde e deve estar devidamente instalado no caldeirão-suíte número 13, com aquecedor forte, decoração vermelha e vista ...

Ver mais

SmartCamp: as startups transformam o mundo
Mauro Segura
Transformação
Vivemos o boom das startups no Brasil e no mundo. O que está por trás disso? Mauro Segura esteve no SmartCamp, que é uma competição global de startups, e fez um vídeo contando a sua experiência.

Ver mais

Giana Viscardi

Giana Viscardi

Luciano Pires -

Giana Viscardi interessou-se cedo por música e desde criança cultivava a idéia de ser cantora. “Cresci ouvindo samba e bossa nova”, diz ela. A primeira música que aprendeu, gravada em seu primeiro disco, já indicava o caminho que veio a seguir: o clássico samba “Rosa Morena”, de Dorival Caymmi, inspirada na versão bossanovista de João Gilberto.

Mais tarde, estudou no CLAM, escola de música do Zimbo Trio, em São Paulo. Precocemente, aventurou-se na composição. O hábito de escrever surgiu na adolescência e rendeu até hoje centenas de poemas e letras de canções, inspiradas em poetas e letristas como Fernando Pessoa, Drummond, Chico Buarque, e Gilberto Gil e Arnaldo Antunes.

Finalmente em 1999, incentivada por Tom Zé, com quem participou do Circuito Universitário de Música, decidiu-se pela carreira musical. Deixou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e foi para os Estados Unidos cursar a Berklee College of Music em Boston – celeiro de talentos musicais espalhados por todos os continentes.

Lá conheceu Michael Ruzitschka, um violonista austríaco apaixonado por Baden Powell e por Bossa Nova em geral. A parceria entre os dois surgiu aos poucos e gerou canções e canções – muitas delas ainda inéditas. Outras foram gravadas por novas intérpretes, como as brasileiras Mariana Aydar e Ana Paula Lopes, e a alemã Sophie Wegener.

Além de dividir o palco com nomes de expressão na cena do jazz norte-americano, como Jerry Bergonzi, George Garzone e Bill Pierce, Giana já fez sete turnês pela Europa (de 2001 a 2006) incluindo apresentações no Festival de Montreux, e duas temporadas na Tailândia e no Japão (2005 e 2006). Ao voltar a São Paulo em 2003, Giana foi premiada pelo Rumos Musical com a participação de uma coletânea e a gravação de DVD ao vivo no palco do Itaú Cultural – São Paulo.

Seu CD, 4321 inspirado na mais rica tradição da MPB, é recheado de influências jazzísticas e mostra canções essencialmente acústicas. Com exceção de “Vem Morena”, clássico de Luiz Gonzaga, todas as faixas são assinadas por ela. Além de “Deslumbrada Lua”, que Giana compôs com o cantor e compositor Chico César, o repertório inclui oito canções em parceria com o violinista austríaco Michael Ruzitschka, produtor musical do trabalho. Entre as participações especiais estão a das cantoras Mariana Aydar e Céu, do percussionista Armando Marçal.

O CD ganhou nova versão e foi lançado no Japão pelo selo Rambling Records, com três faixas bonus – a inédita “Sabores” de Giana e Michael, uma versão em espanhol, remixada, de “Colorida” e um remix eletrônico da canção que dá nome ao disco, “4 3 2 1”.

http://www.gianaviscardi.com.br


Giana Viscardi

[youtube]vfYhLzHsfAc[/youtube]
[youtube]sXnM7KgE0Vk[/youtube]
[youtube]i1eu7bFgtNc[/youtube]