Portal Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 28 – No grito
Cafezinho 28 – No grito
Não dá pra construir um país no grito.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Fred Menendez

Fred Menendez

Luciano Pires -

alt
Fred Menendez

Fred Menendez iniciou sua carreira musical aos 13 anos e aos 14 já era solista do Trio Elétrico Misto Quente, passando por outros Trios Elétricos, como o Top 69 e Chuks.

Foi discípulo de Osmar Macedo, um dos pais do trio elétrico e inventor da guitarra baiana, com quem aprofundou os conhecimentos técnicos da arte que abraçou – a música. Ainda adolescente dividiu os palcos do Centro de Salvador com grandes nomes da música popular brasileira, como Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Luis Caldas, Armandinho, dentre outros.

Autodidata, é considerado um excelente instrumentista tanto no Brasil como no exterior. A criatividade e a dedicação no manejo dos instrumentos que executa principalmente a Guitarra Baiana, que requer bastante agilidade e precisão, fazem com que Fred Menendez recrie “clássicos” com arranjos inusitados para músicas brasileiras de autores e épocas distintas, bem como para sucessos internacionais.

Gravou quatro álbuns autorais e independentes de música instrumental (bandolim e guitarra baiana): Cadências, Fred Menendez Instrumental, 7 Notas, Outros Tons, Evolution (promocional, com apoio do Ministério da Cultura e tiragem limitada para divulgação durante a turnê na Itália, em 2007) e Metamorfose. Também participou de coletâneas de música brasileira gravadas na Europa e no Brasil, uma delas pela gravadora inglesa “Nimbus” , outra pelo Programa Itaú Cultural e uma pela Rádio Educadora FM.

Fred Menendez vem construindo sua carreira e resistindo todos esses anos com um trabalho independente, procurando colocar em evidência a sua música através do pequeno instrumento, tanto no Brasil como no exterior.

Pelo 4º ano consecutivo, representou o Brasil no Ferrara Buskers Festival, o maior e mais importante festival de músicos de Rua da Europa, realizado na cidade de Ferrara (Itália), fato inédito em todos os anos do Festival. Neste festival, foi eleito o “topo do festival” dentre os 250 músicos participantes do evento e recordista de venda de discos, em 2005; em 2006, foi mais uma vez recordista em venda de CDs; em 2007 foi o artista com maior público de todo o festival; e em 2008, foi a sensação com o Guiban, instrumento de 2 braços (bandolim e guitarra baiana), idealizado por ele.

Também na Itália participou do Chietinstrada Buskers Festival em 2007 e 2008, como representante brasileiro. Fez participação especial no show de reinauguração do disc club La Mela, tocando com a jazz band de Paolo Bartelli, além de shows em Milão e Bolonha.

Em sua trajetória internacional, também fez shows memoráveis na França, nas cidades de Paris e Marseille (“Fiesta des Suds”), para um público de mais de 10 mil pessoas.

No Brasil, por muitos anos vem comandando o Carnaval de Salvador em cima de trios elétricos. Em 2008 e 2009 foi escolhido pela Emtursa e Comissão Curadora do Carnaval como artista notório. Apresentou-se em projetos como a Terça da Boa Música, Pelourinho Dia e Noite, Música nas Esquinas, Concertos de Câmara, Projeto Doze e Meia, Expresso 2001, dentre outros. Fez parte da pauta de shows do Aeroclube Plaza Show, de 2003 a 2007, onde lançou o projeto autoral “Quintas Instrumentais”.

Em 2008, lançou os projetos Inverno Instrumental em Humaitá e Domingos Instrumentais, criados para divulgar a música instrumental em apresentações abertas ao público e abrir novos espaços culturais para música instrumental em Salvador.

http://www.myspace.com/fredmenendez

http://www.fredmenendez.com/

http://www.balcaodomusico.com.br/profile/FredMenendez

[youtube]2gldoTs04Tc[/youtube]
[youtube]c0OqIV0OUjs[/youtube]
[youtube]EecobP337WI[/youtube]