Portal Café Brasil
Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

614 – Limão ou limonada
614 – Limão ou limonada
No começo dos anos 1970 apareceu um termo que anos mais ...

Ver mais

Café Brasil 613 – Biologia política
Café Brasil 613 – Biologia política
E aí? Você é de direita ou de esquerda? Se incomoda com ...

Ver mais

612 – O Efeito Genovese
612 – O Efeito Genovese
Em 1964, Kitty Genovese foi assassinada em Nova York. ...

Ver mais

611 – Momentos felizes
611 – Momentos felizes
Felicidade não existe. O que existe na vida são ...

Ver mais

LíderCast 110 – Rafael Baltresca
LíderCast 110 – Rafael Baltresca
LíderCast 110 - Hoje conversamos com Rafael Baltresca, ...

Ver mais

LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 - Hoje conversamos com Romeo Busarello, É ...

Ver mais

Lídercast 108 – Leandro Nunes
Lídercast 108 – Leandro Nunes
LíderCast 108 - Hoje conversamos com Leandro Nunes, um ...

Ver mais

Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Hoje conversamos com Lucia Bellocchio, uma jovem ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Interpretações do Brasil X – As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Interpretações do Brasil X As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo “Bons jogos dependem mais de boas regras do que de bons jogadores.” James Buchanan  Considerações iniciais A ...

Ver mais

O que aprender quando o futuro já era
Mauro Segura
Transformação
A minha experiência no ano passado mostrou que a história de viver cada dia como se fosse o último é uma baboseira. Aprendi que eu não preciso ter planos mirabolantes para ter uma vida digna, ...

Ver mais

MInha culpa é sua, camarada!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A tragédia do edifício que pegou fogo e desabou no Largo do Paissandu, em São Paulo, desvendou mais um bem bolado golpe; e golpe, novamente, travestido de “movimento social”: A máfia das invasões ...

Ver mais

O domínio esquerdista na dramaturgia brasileira
Bruno Garschagen
Ciência Política
Hoje, não há qualquer ameaça ao domínio da esquerda nas novelas, filmes, séries, teatro, programas de TV, jornalismo. Por isso a reação agressiva quando alguma obra fura a ditadura cultural.

Ver mais

Cafezinho 74 – O valor subjetivo
Cafezinho 74 – O valor subjetivo
Os impostos estão lá sim, altíssimos, exorbitantes, mas ...

Ver mais

Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Não interessa determinar o que é verdade e o que é ...

Ver mais

Cafezinho 72 – Fake News 1
Cafezinho 72 – Fake News 1
Quem julga o juiz?

Ver mais

Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Reenquadre o otário e ele vira ouro. Reenquadre a ...

Ver mais

Franklin da Flauta

Franklin da Flauta

Luciano Pires -

Toca flauta em dó, flauta em sol, flauta baixo e piccolo.

Autodidata, iniciou-se na flauta aos 14 anos, incentivado por Lenir Siqueira, buscando, em suas próprias palavras, “uma sonoridade lisa, sem vibrato, inspirada no som de Bebeto do Tamba Trio, característica também do cool jazz de Frank Wess e Herbie Mann”.

Estilisticamente, seu fraseado reflete o aprendizado informal em sessões de gravação com Altamiro Carrilho, Copinha, Jorge Ferreira da Silva (Jorginho) e a influência estrutural do flautista Eric Dolphy. Aos 15 anos de idade, começou a freqüentar o Clube de Jazz e Bossa, organizado por Jorginho Guinle, Sylvio Túlio Cardoso e Ricardo Cravo Albin.Nessa época formou, com Luiz Cláudio Ramos e outros, os conjuntos Rio 5 e Eco 5, apresentando-se em festas e em clubes.

Em 1968, entrou para a Faculdade de Engenharia Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro, abandonando o curso para dedicar-se exclusivamente à música. Fotógrafo, registrou com sua câmera, para capas de discos e divulgação, vários artistas nas décadas de 60 e 70. Atua, também, como tradutor para a língua portuguesa, de textos escritos em inglês, francês e espanhol.

Iniciou sua carreira profissional em 1967, acompanhando Roberto Carlos em sua primeira interpretação de um samba, “Maria, carnaval e cinzas” (Luís Carlos Paraná), música classificada em 5º lugar no III Festival de Música Popular Brasileira, realizado no Teatro Paramount (SP).

Participou de shows e gravações de vários artistas, como Sérgio Ricardo (1972), Toquinho, Vinicius e Marília Medalha (1972), Toquinho, Vinicius e Clara Nunes, no espetáculo e disco “Poeta, moça e violão” (1973), Toquinho, Vinicius e Clara Nunes, no evento “Phono 73” (SP), Toquinho e Paulinho Nogueira (1974), Toquinho, Vinicius e Maria Creuza (turnê no exterior -1974), Alaíde Costa (1974), Clara Nunes em apresentação no Midem (1974), Chico e Bethânia, em temporada de cinco meses no Canecão (RJ, 1975), Tom Jobim, Elis Regina, Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa, Jorge Ben, Márcia, Francis Hime, Petula Clark, Gal Costa, Chico Buarque, Quarteto em Cy, Antonio Adolfo, Miúcha e Simone Guimarães, entre outros.

Atuou, também, na gravação de jingles para campanhas publicitárias e em trilhas sonoras de cinema e teatro, como o musical “Pippin”, com Marília Pêra e Marco Nanini (1974).

Em 1977, compôs e executou a trilha sonora da peça infantil “Princesa do mar sem fim”, de Benjamim Santos, encenada no Museu de Arte Moderna (RJ).

Sua música “Santo Amaro” (c/ Luiz Cláudio Ramos e Aldir Blanc) foi gravada por Miúcha, Quarteto em Cy, Dobrando a Esquina e pelos próprios autores.

Como arranjador, atua com Geraldo Azevedo, Os Flautistas da Pró-Arte, conjunto Dobrando a Esquina, entre outros.

Além de dar aulas particulares, lecionou no Centro Musical Antonio Adolfo e no Centro Calouste Gulbenkian.

Mantém, desde 1982, uma oficina de conserto de flautas, clarinetas e saxofones, prestando serviço a inúmeros profissionais das áreas erudita e popular. Para ele, o maestro Tom Jobim cunhou a expressão “fluthier”, parafraseando, para o campo da flauta, a expressão “luthier” (reparador de instrumentos de corda).

É um dos integrantes do Quinteto Pixinguinha e do conjunto Choro na Feira.

http://musicosdobrasil.com.br/franklin-da-flauta


Franklin da Flauta

[youtube]1K1GVciZCVQ[/youtube]