Portal Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

631 – O valor de seu voto – Revisitado
631 – O valor de seu voto – Revisitado
Mais discussão de ano de eleição: afinal o que é o ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
Segunda participação no LíderCast, com uma história que ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica “Nossos filhos terão mais de quase tudo, com uma gritante exceção: eles não terão mais tempo. À medida que a renda e os salários ...

Ver mais

Ah, se os políticos usassem sua criatividade para o bem
Henrique Szklo
Tem gente que acha que os políticos não são corruptos. Nós é que somos certinhos demais. Já o meu amigo Rodriguez diz que o pior tipo de político é o honesto, porque, além de trouxa, é traidor da ...

Ver mais

Somos quem podemos ser
Jota Fagner
Origens do Brasil
Já faz um tempo que venho desiludido quanto aos resultados da educação. Ainda acredito que ela seja essencial, mas já consigo enxergar que não basta. Uma pessoa bem instruída não é garantia de ...

Ver mais

História da riqueza no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
História da riqueza no Brasil  Cinco séculos de pessoas, costumes e governos “A proposta de uma revolução copernicana na análise e interpretação da história do Brasil – esta é a marca ...

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Meu voto é estratégico, para aquilo que o momento exige.

Ver mais

Clarence Spicer

Clarence Spicer

Luciano Pires -

Em pouco tempo Clarence já havia conquistado vários clientes e, em 1905, fundou a Universal Joint Manufacturing Company. Em 1909, Clarence mudou o nome da empresa para Spicer Manufacturing Company.

Em 1914, Charles Dana, um advogado de Nova Iorque, passou a ajudar Clarence administrativamente e, dois anos depois, passou a ser presidente e tesoureiro. Ainda em 1915 a empresa mudou sua operações para uma complexo maior, localizado em South Plainfield (Nova Jersey). Em 1919, a Dana adquiriu a Parish Pressed Steel Company e a Salisbury Axle Company e pode incrementar sua produção cm novos componentes. Em 1928, a empresa novamente mudou seu local de operações, desta vez para Toledo, em Ohio, e no ano seguinte a Dana expandiu suas atividades para o Canadá adquirindo parte da Hayes Wheels and Forgings Ltd. Nesse mesmo ano a empresa fez uma nova aquisição nos EUA comprando a Brown-Lipe Gear Company do estado de Nova Iorque.

Em novembro de 1939 Clarence Spicer faleceu, Charles Dana continuou no comando da empresa e, em 1946, renomeou a empresa como Dana Corporation. Nesse período a empresa já contratava aproximadamente 10 mil pessoas e havia feito outra aquisição, a Atlas Drop Forge Company (depois chamada de Atlas Division).

Em 1948, Ricardo Albarus do Brasil fundou a Albarus, que foi comprada pela Dana em 1957 (e posteriormente chamada de Dana Albarus), e Charles Dana passa a ser chairman (presidente) da empresa. A empresa continuou a adquirir empresas e expandir seu negócios no exterior.

Em 1975, Charles Dana faleceu e três anos depois a empresa alcançou, pela primeira vez, mais de US$ 2 bilhões em vendas. Em menos de uma década depois, em 1987, a empresa já alcançava mais de US$ 4 bilhões em vendas. Na década de 1990, a empresa fez mais algumas aquisições e bateu ser recorde mundial de vendas com um montante de US$ 6,6 bilhões.

A Dana emprega 46 mil pessoas em 28 países e obteve US$ 9,1 bilhões em vendas em 2004. No Brasil mantém 21 unidades industriais e 2 Centros de Serviços Compartilhados em Gravataí (RS), Diadema, São Bernardo do Campo, São Paulo, Sorocaba, Taubaté (SP) e Campo Largo (PR), com 4,2 mil empregados e vendas anuais da ordem de R$ 1,2 bilhões.

A empresa aparece na publicação das Melhores e Maiores da Revista Exame (2004) no 13o lugar entre as melhores do setor automotivo brasileiro, em 8o lugar entre as que mais cresceram no setor, em 9o entre aquelas que mais conquistaram mercado, em 8o em liquidez e em 4o entre as empresas que mais criaram riqueza por empregado. A empresa aparece, ainda, na publicação no 85o lugar entre as maiores empresas da Região Sul e em 10º em liquidez entre as indústrias.


Clarence Spicer