Portal Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

631 – O valor de seu voto – Revisitado
631 – O valor de seu voto – Revisitado
Mais discussão de ano de eleição: afinal o que é o ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
Segunda participação no LíderCast, com uma história que ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica “Nossos filhos terão mais de quase tudo, com uma gritante exceção: eles não terão mais tempo. À medida que a renda e os salários ...

Ver mais

Ah, se os políticos usassem sua criatividade para o bem
Henrique Szklo
Tem gente que acha que os políticos não são corruptos. Nós é que somos certinhos demais. Já o meu amigo Rodriguez diz que o pior tipo de político é o honesto, porque, além de trouxa, é traidor da ...

Ver mais

Somos quem podemos ser
Jota Fagner
Origens do Brasil
Já faz um tempo que venho desiludido quanto aos resultados da educação. Ainda acredito que ela seja essencial, mas já consigo enxergar que não basta. Uma pessoa bem instruída não é garantia de ...

Ver mais

História da riqueza no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
História da riqueza no Brasil  Cinco séculos de pessoas, costumes e governos “A proposta de uma revolução copernicana na análise e interpretação da história do Brasil – esta é a marca ...

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Meu voto é estratégico, para aquilo que o momento exige.

Ver mais

Cangaia de Jegue

Cangaia de Jegue

Luciano Pires -

alt

Autobiografia

A nossa história começa em Jequié, cidade do sudoeste da Bahia, conhecida como Cidade Sol, apelidada carinhosamente assim devido ao calor em demasia que faz nessa região. No início tudo era novidade, uma brincadeira que foi se solidificando ate formar o que todos conhecem hoje como a Banda Cangaia de Jegue.

Em 17 de Agosto de 2002, quatros jovens universitários se reuniram para tocar em uma modesta festa de república. Como na maioria das coisas que dão certo, foi sem pretensão de fazer sucesso e sem ensaiar quase nada que aquele grupo sem nome se apresentou e agradou bastante. No outro dia a repercussão foi mais que positiva, chegou a ser surpreendente. Os comentários entre os amigos de que um grupo de forró pé-de-serra animou bastante a festa “Solterapia”, promovidas por alunos do curso de Fisioterapia da UESB, ecoou pela cidade.

Logo outros convites foram feitos, outras festas estavam aparecendo e ainda não tínhamos escolhido um nome. Apareceram diversas sugestões, uma mais engraçada que a outra. A princípio foi decidido que se chamaria Banda Cangaia, porém este nome já havia sido registrado. Então, para garantir a característica nordestina e manter o nome anterior, tínhamos que completar essa “cangaia”. E nos perguntamos: “Cangaia de que?”. Os componentes do grupo aproveitaram o nome da república em que moravam, a República dos Jegues, para completar o que faltava. Nada representa melhor o sertão que o jegue, assim oficialmente nasceu a banda Cangaia de Jegue.

A primeira formação da banda foi: o vocalista Norberto Curvello na viola, Marcelo Capucho na zabumba, Junior Bomfim no triângulo e Humberto Júnior no baixo.

Desde o inicio criou-se um laço muito forte entre a banda e a cidade de Jequié, reflexo do apoio que a população e amigos deram no inicio da formação. Em homenagem à cidade onde tudo começou, o vocalista Norberto Curvello, fez uma música que traduz todo sentimento por este município que o acolheu e que permitiu a realização deste sonho, que foi “Saudade do Interior”.

Buscando alçar vôos mais altos, em 2004 gravamos o primeiro CD, “Cangaia de Jegue”, com sucessos emplacados na maioria das rádios no interior da Bahia, como “O Beijo Teu”, “De Frente pro Mar”, entre outras.

Em Jequié, o estilo irreverente da banda foi criando fãs e o nome foi tomando peso. Logo estávamos participando de eventos importantes como: o são João de Jequié, o Forró da Margarida, o Forró da Onça, em Jaguaquara e o Forró Coffe, em Itiruçu. Em cada festa, cada evento, a resposta do público nos empolgava bastante e percebíamos que se continuássemos trabalhando com a mesma dedicação alcançaríamos muito além do que havíamos sonhado outrora.

Em seguida, a banda decide sair do interior e ir para a capital baiana, buscando mais oportunidades, o que realmente aconteceu. Desde 2006 a banda está sediada em Salvador.

Após trabalhar bastante o repertorio do primeiro álbum, em 2007 lançamos o segundo CD, “Você Vai Ver”, nome também de uma das faixas, que fez grande sucesso.

Elevamos a banda Cangaia de Jegue a um grau de profissionalismo e dedicação nunca imaginados no inicio desta trajetória. Esse passo rumo à capital nos proporcionou coisas maravilhosas, permitiu que a Cangaia crescesse cada vez mais e fosse reconhecida pelo seu trabalho por outros públicos.

Em dezembro de 2008, a Cangaia de Jegue conseguiu gravar seu primeiro DVD. A festa contou com uma estrutura fantástica e grandes participações como: Wando, as bandas Rastapé, Circuladô de Fulô e o Trio Virgulino, grupo referência no estilo forró pé-de-serra. O lançamento do DVD será realizado em diversos municípios do estado, e a primeira cidade que recebeu esse evento foi Jequié, onde tudo começou, como não poderia deixar de ser.

Um novo CD acabou de ser gravado e será lançado em março de 2010. O repertório passeia por diversos ritmos, e por isso é cantado com diversas participações do cenário musical baiano, como: Júnior do Batifun, Léo Macedo da Estakazero, Marco Leandro do Tio Barnabé e o forrozeiro Adelmário Coelho.

A Banda Cangaia de Jegue hoje tem uma formação um pouco diferente da do início de sua trajetória. Ocorreram alguns desligamentos por motivos profissionais diversos e novas inclusões. Em sua base a banda é composta por: Norberto Curvello (voz e violão), Júnior Bomfim (triângulo), Allê Barbosa (baixo), Clécio Carvalho (acordeon) e Serginho di Boca (bateria), complementados pelos músicos Bruno Valverde (guitarra) e Marcelo Tribal (zabumba e percussão).

Hoje a Cangaia de Jegue tem um show irreverente e inovador, característica que tem chamado muito a atenção da mídia, e que promete muito para o São João desse ano.

http://www.cangaiadejegue.com.br/banda

[youtube]-uIepZ9POfY[/youtube]
[youtube]06AVuFe-ZqQ[/youtube]
[youtube]17hHD6zvj7c[/youtube]