Portal Café Brasil
Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

A selhófrica da pleita
A selhófrica da pleita
Isca intelectual de Luciano Pires tratando do nonsense ...

Ver mais

Freestyle
Freestyle
Isca Intelectual de Luciano Pires dizendo que quando ...

Ver mais

571 – Fala sério
571 – Fala sério
Podcast Café brasil 571 - Fala Sério - Todo povo tem o ...

Ver mais

Café Brasil Curto 12 – Viver do passado
Café Brasil Curto 12 – Viver do passado
Que triste sina. Em vez de aprender com o passado, ...

Ver mais

Café Brasil Curto 11 – Os mais vivos
Café Brasil Curto 11 – Os mais vivos
Os vivos serão sempre, e cada vez mais, governados ...

Ver mais

570 – LíderCast 6
570 – LíderCast 6
Hoje apresentamos nosso elenco de convidados da ...

Ver mais

LíderCast 073 Lucas Mendes
LíderCast 073 Lucas Mendes
LíderCast 073 Lucas Mendes está à frente da implantação ...

Ver mais

LíderCast 072 Oscar Maroni
LíderCast 072 Oscar Maroni
Oscar Maroni se identifica como “dono de uma empresa ...

Ver mais

LíderCast 071 Bene Barbosa
LíderCast 071 Bene Barbosa
LíderCast 071 Bene Barbosa é um dos mais ferrenhos ...

Ver mais

LíderCast 070 – Alexandre Barroso
LíderCast 070 – Alexandre Barroso
Hoje conversamos com Alexandre Barroso, num programa ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

A Era da Integração
Tom Coelho
Sete Vidas
“Eu sou eu mais as minhas circunstâncias.” (José Ortega y Gasset)   Um dia você apanha um velho álbum de fotografias e começa a revisitar seu passado. Entre as imagens registradas nas fotos ...

Ver mais

Nas redes sociais, você é o que publica
Mauro Segura
Transformação
A facilidade e a displicência com que publicamos algo numa rede social são incríveis. As vezes publicamos coisas que não entendemos bem e nem temos consciência do impacto que causamos.

Ver mais

Abaixo a polícia, viva o bandido!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não, pára. Tudo bem que nós, viventes dessa nau dos insensatos chamada Brasil, estamos com o couro grosso de tanta asneira, e achávamos que discursos de Dilma seriam o ápice da fronteira entre a ...

Ver mais

O Festival de Besteira que Assola a Esquerda Brasileira
Bruno Garschagen
Ciência Política
Diante da condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, intelectuais, professores, artistas, estudantes e os demais suspeitos de sempre negam que Lula tenha cometido os crimes pelos ...

Ver mais

Alberto Paz

Alberto Paz

Luciano Pires -

Compositor. Pandeirista. Foi integrante do grupo vocal Anjos do Inferno.

Em 1938, substituiu Milton Campos como pandeirista do grupo Anjos do Inferno. No ano seguinte, teve o samba “Dura lex sed lex”, com Domício Augusto, gravado pelos Anjos do Inferno. Em 1942, deixou o grupo Anjos do Inferno sendo substituído por Hélio Verri. Em 1957, fez com o maestro Severino Filho a música “Bazar de Ilusões”, gravada na Continental pelo grupo vocal Os Cariocas, e com Carlinhos o samba-canção “Eu sei”, lançada por Marilena Cairo. Nesse ano, o samba-canção “Um milhão de vezes não”, com Carlos Monteiro de Souza, foi gravado por Zezé Gonzaga no LP “Vivo a cantar”, lançado pela Columbia. Em 1958, o samba “Pé de chumbo”, parceria com Carlos Monteiro de Souza, foi gravado na Odeon por Raul de Barros no LP “Ginga de gafieira”, e o samba-canção “Frases de amor”, com Nestor Campos, foi lançado na Odeon por Alaíde Costa. No mesmo ano, no LP “Calendário musical”, lançado por Emilinha Borba pela Continental, teve gravadas as músicas “Férias de julho” e “Em outubro vou pagar”, ambas com Carlos Monteiro de Souza. Teve ainda o samba-canção “Duas notas, nada mais”, gravado por Nora Ney, e o samba “Vamos cochichar” lançado pelos Vocalistas Modernos, ambos parcerias com Carlos Monteiro de Souza.

Seu choro “Pense mais baixo”, com Severino Filho, foi gravado em 1959 por Ademilde Fonseca no LP “Voz+ Ritmo = Ademilde Fonseca”, da gravadora Philips, o samba “Não foi saudade”, com Severino Filho, foi lançado por Silvinha Chiozzo, e a balada “Minha canção de amor”, também com Severino Filho foi registrada por Tito Madi, as duas na Continental.

Em 1960, seu samba “Não”, com Carlos Monteiro de Souza, foi gravado por Aracy de Almeida no LP “Samba”, lançado pela Philips, e a valsa “Desta vez”, com Alberto Lazzolli, foi gravada por Vicente Celestino no LP “Alma e coração”, da RCA Victor. No ano seguinte, teve o samba-canção “Dizem por aí”, com Manoel da Conceição, gravado por Marisa Barroso no LP “Cantigas de enganar o tempo”.

Em 1963, a canção “Lembro-me ainda”, com Dilermando Reis, foi gravada no LP “30 anos de sucesso”, de Vicente Celestino. No mesmo ano, Baden Powell gravou “Manequim 46”, com Carlos Monteiro de Souza, no LP “Baden Powell Swings with Jimmy Pratt”, do selo Elenco. Em 1965, o samba “Ziguezague”, com Edson Menezes, foi gravado no LP “Dois na bossa” por Elis Regina e Jair Rodrigues. No mesmo ano, o samba “Deixa isso pra lá” foi gravado por Walter Wanderlei no LP “O Toque Inconfundível de Walter Wanderley”, lançado na Philips. O samba “Zig-zag” por sinal se tornaria a marca registrada do cantor Jair Rodrigues e seu maior sucesso assim como o do compositor.

Em 1985, teve as músicas “Papagaio do futuro”, “Zig-zag” e “Deixa isso pra lá”, as três com Édson Menezes, gravadas por Alceu Valença no LP “Alceu Valença ao vivo” lançado pela Barclay/Polygram. Em 2002, Jair Rodrigues regravou “Zig-zag” no CD “Intérprete”. Seu principal parceiro foi Carlos Monteiro de Souza. Seu principal sucesso no entanto foi o samba “Zigue zague”, parceria com Edson Menezes. Teve músicas gravadas, entre outros, pelos Anjos do Inferno, Jair Rodrigues, Aracy de Almeida, Alceu Valença, Os Cariocas, Baden Pawell, Vicente Celestino e Marisa Barroso.    

http://www.dicionariompb.com.br/alberto-paz