Assine o Café Brasil
Portal Café Brasil
Por que eu?
Por que eu?
Ela foi a primeira mulher a assumir publicamente que ...

Ver mais

Cobertor de solteiro
Cobertor de solteiro
Cobertor de solteiro. Isca intelectual de Luciano Pires ...

Ver mais

O véinho
O véinho
Isca intelectual de Luciano Pires que pergunta: que ...

Ver mais

Pluralidade narrativa 2
Pluralidade narrativa 2
Revendo uma Isca Intelectual de Luciano Pires que tenta ...

Ver mais

538 – Caçadores da verdade perdida
538 – Caçadores da verdade perdida
Podcast Café Brasil 538 - Caçadores da verdade perdida. ...

Ver mais

537 – VAMO, VAMO CHAPE
537 – VAMO, VAMO CHAPE
Podcast Café Brasil 537 - Vamo,vamo, Chape. Este é um ...

Ver mais

536 – A política da pós-verdade
536 – A política da pós-verdade
Podcast Café Brasil 536 - A política da pós-verdade. ...

Ver mais

535 – Hallelujah
535 – Hallelujah
Podcast Café Brasil 535 - Hallelujah. Poucos dias atrás ...

Ver mais

LíderCast 050 – Bia Pacheco
LíderCast 050 – Bia Pacheco
LiderCast 050 - Hoje vamos conversar com Bia Pacheco, ...

Ver mais

LíderCast 051 – Edu Lyra
LíderCast 051 – Edu Lyra
LiderCast 051 - Hoje conversaremos com Edu Lyra, um ...

Ver mais

LíderCast 049 – Luciano Dias Pires
LíderCast 049 – Luciano Dias Pires
Lídercast 049 - Neste programa Luciano Pires conversa ...

Ver mais

LíderCast 048 – Jonas e Alexandre
LíderCast 048 – Jonas e Alexandre
LiderCast 048 - Hoje recebemos o Jonas e o Alexandre, ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
Apresentação de Luciano Pires no Epicentro em Campos de ...

Ver mais

43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
Gloria Alvarez, do Movimento Cívico Nacional da ...

Ver mais

A carta que mudou a minha vida
Mauro Segura
Transformação
Mauro Segura conta em vídeo uma história pessoal, que teve origem numa carta recebida há 30 anos.

Ver mais

Tempo de escolher
Tom Coelho
Sete Vidas
“Um homem não é grande pelo que faz, mas pelo que renuncia.” (Albert Schweitzer)   Muitos amigos leitores têm solicitado minha opinião acerca de qual rumo dar às suas carreiras. Alguns ...

Ver mais

O caso é o caso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Sobre a morte do assassino nojento, tudo já já foi dito; Fidel Castro foi tarde e deve estar devidamente instalado no caldeirão-suíte número 13, com aquecedor forte, decoração vermelha e vista ...

Ver mais

SmartCamp: as startups transformam o mundo
Mauro Segura
Transformação
Vivemos o boom das startups no Brasil e no mundo. O que está por trás disso? Mauro Segura esteve no SmartCamp, que é uma competição global de startups, e fez um vídeo contando a sua experiência.

Ver mais

Alan Lomax

Alan Lomax

Luciano Pires -

alt
Alan Lomax

Alan Lomax (15 de janeiro de 1915 – 19 de maio de 2002) foi um folclorista, musicólogo, pesquisador e arquivista estadunidense da música folclórica norte-americana, caribenha e européia. O folclorista Alan Lomax foi um prodigioso colecionador de música tradicional de todo o mundo. Muito antes de surgir a internet ele já visualizava um “jukebox global” para disseminar o material que tinha coletado.

Filho de outro entusiasta da música folk, John Lomax, gravou, a princípio acompanhado de seu pai e posteriormente sozinho, músicos como Leadbelly, Jelly Holl Morton e Muddy Waters.

Suas gravações formam o Arquivo de Música Folclórica Americana, uma coleção de cerca de 15.000 músicas compilada para a Biblioteca do Congresso.

Lomax gravou não apenas em todos os cantos dos Estados Unidos, mas também no Caribe, Reino Unido, Irlanda, Espanha, Itália e União Soviética. As gravações suscitaram seu interesse por comparar estilos de dança globais, razão pela qual o arquivo também inclui algo que, segundo Anna Lomax Wood, filha de Lomax, é “a maior coleção particular no mundo de filmes de dança de todas as partes do mundo”.

“Alan Lomax foi uma figura épica, alguém dotado de um apetite musical onívoro e épico”, comentou o escritor Tom Piazza, que escreveu um texto de introdução no “The Southern Journey of Alan Lomax”, um livro de cerca de 200 fotos de Lomax que será lançado em setembro nos EUA.

A partir de meados dos anos 1930, Lomax foi o maior folclorista musical dos Estados Unidos. Ele foi o primeiro a gravar Muddy Waters e Woody Guthrie. Seus esforços foram responsáveis também pelo sucesso da música folk e do skiffle nos Estados Unidos e no Reino Unido, popularidade essa que moldou a revolução da música pop nos anos 1960 e depois.

Numa época em que havia uma divisão rígida entre o alto e o baixo na cultura americana e quando a música afro-americana e hillbilly eram desprezadas, Lomax argumentou que esses estilos populares representavam a maior contribuição dos Estados Unidos à música.

Lomax dedicou suas duas últimas décadas de vida ao projeto Global Jukebox. Procurando elementos em comum entre estilos musicais de todo o mundo, ele começou desde cedo a usar computadores pessoais, criando algo semelhante aos algoritmos empregados hoje pelo Pandora e por outros serviços de streaming.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Alan_Lomax

http://va.mu/WEEp – coleção de Alan Lomax é digitalizada

http://www.lastfm.com.br/music/Alan+Lomax

http://va.mu/WEE5 – coleção de Alan Lomax na Biblioteca do Congresso Americano