Portal Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 28 – No grito
Cafezinho 28 – No grito
Não dá pra construir um país no grito.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

ABBA

ABBA

Luciano Pires -

alt

ABBA foi um quarteto de disco e pop formado em 1972 em Estocolmo, na Suécia, que atingiu grande popularidade nos anos 70 e teve uma carreira oficial de 10 anos durante a qual lançou vários singles de sucesso, dominando as paradas músicas em todos os continentes e vendendo centenas de milhões de discos, vindo a se tornar uma das bandas mais bem sucedidas comercialmente assim como um dos maiores ícones pop de todos os tempos. O nome do grupo foi criado com a junção das iniciais de seus quatro membros, Agnetha Fältskog, Björn Ulvaeus, Benny Andersson e Anni Lyngstad.

Durante os anos 60 todos os quatro integrantes já desfrutavam de sucesso musical individual na Europa e decidiram se juntar em 1972 para representar a Suécia no Festival Eurovisão da Canção, mas só venceram na edição de 1974 com a canção “Waterloo”, que veio a se tornar o primeiro hit internacional do grupo, e mais tarde com o sucesso do single “Fernando”, que vendeu mais de 10 milhões de cópias, o sucesso da banda estava assegurado.

Nos anos seguintes o ABBA lançou uma sequência de hits mundiais que incluem sucessos muito lembrados até hoje como “Mamma Mia”, “SOS”, “Money, Money, Money”, “Super Trouper”, “Take a Chance on Me”, “Chiquitita” e “The Winner Takes It All”. Em 1976 foi lançada “Dancing Queen”, que viria a se tornar a canção de maior sucesso do grupo, atingindo o topo da Billboard Hot 100 e das paradas de outros 12 países, tendo também vendido mais de 6 milhões de cópias ao redor do mundo.

Em 1979 a banda anunciou sua primeira turnê em terras americanas onde fizeram uma série de concertos pela América do Norte, e em 1981 o grupo lançou seu oitavo e último disco, The Visitors, e com o single final, “Thank You for the Music”, de 1983. A decisão de encerrar a banda nunca foi tomada, os integrantes concordaram com a necessidade de uma pausa por algum tempo, mas a iniciativa de regressarem nunca foi tomada e por muitos é considerado o fim da banda.

Durante a segunda metade década de 80 a banda foi totalmente esquecida, somente em 1992 a banda voltou aos holofotes com o lançamento do ABBA Gold uma das maiores coletâneas de todos os tempos com mais 28 milhões de cópias comercializadas pelo mundo, quando o interesse pela banda foi novamente aumentando lançaram em 1993 More ABBA Gold que seria uma continuação do bem sucedido Gold.

Na virada do milênio as vendas da banda já superavam as 300 milhões de cópias mundialmente. Em 1999 a discografia da banda foi adaptada para o musical Mamma Mia!, que estreou em Londres e depois ganhou versões em dezenas de países, muitos nos quais está em cartaz permanentemente; até hoje o musical já foi assistido por mais de 42 milhões de pessoas e teve um faturamento mundial de cerca de 2 bilhões de dólares, sendo a peça teatral mais bem sucedida de todos os tempos.

O sucesso do musical levou a uma adaptação para o cinema em 2008, também titulada Mamma Mia!; o filme teve uma bilheteria total de mais 600 milhões de dólares, tornando-se também o filme musical de maior sucesso de todos os tempos.

Outro recorde do ABBA inclui o sucesso da coletânea Gold: Greatest Hits, de 1992, que vendeu mais 28 milhões de cópias e se tornou a terceira coletânea mais vendida da história da música.[8]

Hoje em dia as vendas do grupo já superam 370 milhões de cópias mundialmente, o que faz do ABBA o quarto maior vendedor de discos da história. Além disso, a Indústria Fonográfica Mundial (IFPI) estima que a banda ainda venda de 2 a 3 milhões de discos por ano, o que faz do ABBA a banda inativa que mais fatura nos dias de hoje.

http://pt.wikipedia.org/wiki/ABBA

http://www.abbasite.com/ – em inglês

http://www.abba-world.net/ – em inglês

[youtube]aPgtv_IPc6o[/youtube]
[youtube]k52GrSkdVoY[/youtube]
[youtube]cjVcL5G472Y[/youtube]
[youtube]unfzfe8f9NI[/youtube]