Iscas Intelectuais
Iscas Intelectuais de Fernando Lopes

Posts de Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas

Ver Perfil
Palanque fúnebre
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

Nunca espere de um lulista qualquer respeito à decência ou mesmo à lógica. Qualquer ideia, qualquer fiapo de pantomima serve pra transformar tijolinho em palanque, sempre na defesa de nós (eles) contra eles (nós). Não há teoria tão loucamente conspiratória, não existe argumento tão falacioso que não possa ser utilizado como desculpa para o vitimismo […]

| 10/02/2017 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
República do mimimi
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

É tanta sandice política por aí… E sempre remetem ao excelente Febeapá – Festival de Besteira que Assola o País, livro icônico de Stanislaw Ponte Preta (um dos pseudônimos utilizados pelo escritor carioca Sérgio Porto). Não leu? Pena. Pois é. Mas nem sendo denunciada, demonstrada, comprovada, ou mesmo ridicularizada, essa modalidade de sandice dá sinais […]

| 27/01/2017 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Que grandeza…
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

Ah… nada como o amor sincero à Pátria, o dar-se pelo povo… Nada como ver políticos desprendidos, servindo à nação uma verdadeira aula de civismo, espalhando sabedoria e exemplo de honestidade – sem jamais pensar em si. Homens de grandeza infinita no meio governamental recente. E temos brilhantes exemplos nas extraordinárias figuras de José Eduardo […]

| 13/01/2017 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Três quilos de dinheiro
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

O governo venezuelano, bem como toda essa demência dita bolivariana, já morreu faz tempo; só esqueceu de deitar. É uma espécie de zumbi teimoso, um walking dead latino. E sem audiência. Embora Nicolás Maduro, psicopata de atestado, use suas milícias armadas e o exército para calar o povo e sustentar essa fantasia doentia de comunismo […]

| 15/12/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
O caso é o caso
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

Sobre a morte do assassino nojento, tudo já já foi dito; Fidel Castro foi tarde e deve estar devidamente instalado no caldeirão-suíte número 13, com aquecedor forte, decoração vermelha e vista pro trono do capeta – não mais a dizer. Idem sobre a “revolução” cubana de 1959, que trocou um ditador, Fulgêncio Batista, por outro […]

| 02/12/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Não, o mundo não vai acabar
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

                           Alerta aos navegantes: Este NÃO é um texto em defesa de Donald Trump. Portanto, pode guardar o tacape e tirar seu cavalinho apocalíptico-distópico da chuva.                            Deu pra entender ou precisa desenhar? Ufa. Ótimo.                            A paranoia parece ter atingido 2/3 do mundo depois da inesperada eleição de Trump. A coisa variou da cara […]

| 10/11/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
1956, 1968, 1989 e a insanidade de 2016
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

Invasões às escolas de ensino fundamental e médio se repetem pelo País, predominantemente no Paraná. Seus mentores alegam lutar contra a Proposta de Emenda Constitucional 241 (PEC do teto) e pela melhoria do ensino. Aham. Senta lá, Cláudia. Chamam essa loucura de “Primavera Estudantil”, ou “Primavera do Paraná”. Embora não passem de invasões a prédios […]

| 28/10/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Teto ou esgoto. Escolham.
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

A moda agora é discutir o tal “teto”, o limite de gastos do governo federal, objeto da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 241, em trâmite no Congresso. Resumidamente, o cerne da PEC é incluir na Constituição um mecanismo que obrigue o governo (este e os vindouros) a não gastar mais do que arrecada. O texto […]

| 14/10/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
O Buk apareceu!
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

Dilma Roskoff, a demitida, é imbatível – consegue ser ignorante em qualquer assunto, mesmo nos que ela diz dominar. Bom, nada a estranhar em alguém que falsificou o próprio currículo, inventando mestrados e doutorados que nunca existiram. Sem contar suas expressões em Dilmês, Portunhol e Portinglês de fazer chorar. Realiza a façanha de dizer asneiras […]

| 30/09/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Tavo lá não, dotô
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

Quem transita no meio jurídico sabe: Por mais que os determinados réus tenham sido fotografados, filmados, e cometido o crime na frente de 300 testemunhas idôneas, reconhecidos por todas elas na cena do delito – e durante o inquérito também – acreditam que negar o óbvio é uma saída magistral, inteligentíssima. Junto com as variantes […]

| 16/09/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
A nova farsa
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

A quadrilha que vai sendo desmantelada no Brasil não vai entregar o osso de mão beijada, mesmo com Dilma fora. Vão, como todo movimento quadrilheiro lulista, negar a realidade e impingir uma mentira completa (nem se pode chamar tamanha safadeza de “versão”) para, como sempre, negar o óbvio e optar pela ilusão. Reescrever a história […]

| 02/09/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Chega de robôs
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

Isca Intelectual de Fernando Lopes. A verdadeira libertação mostra seu rosto, depois de tantos anos de estagnação e lama. É o rosto de Flávio Canto, é o rosto de Rafaela Silva.

| 12/08/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Hipérboles Olímpicas
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

                                          A piada é antiga: Em uma cidade da França, havia várias padarias numa mesma rua, separadas por alguns quarteirões. À porta da primeira lia-se: “O melhor pão da cidade”. Metros à frente, a concorrente anunciava: “Aqui, o melhor pão da região”; e na seguinte: Temos o melhor pão da França!” A última padaria anunciava, […]

| 29/07/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Acende o farol, Tim Maia
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

                      Beleza. Todo mundo acendendo o farol durante o dia nas estradas. Sem problema; a causa é nobre, é pela segurança, é lei e ponto final. Só que, pra variar, mais uma lei bem ao estilo Brasil: Muita imaginação, boas intenções, mas feita de qualquer jeito, tipo fé-em-Deus-e-pé-na-tábua.                       O resoluto deputado autor dessa pérola […]

| 15/07/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
Peppa Dog e Peppa Pig
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

Essa da foto é Peppa Dog, minha cachorra. Ela, evidentemente, não é famosa e rica como sua xará americana, Peppa Pig, mas tem lá seus atributos artísticos. Como se vê na foto, a cara de coitada que ela faz é impagável. É uma atriz de mão cheia. Digo, pata cheia. Não tem nem pra Rin-Tin-Tin […]

| 30/06/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas
As batatas
Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas

“O que é o que é: Tem dois quilômetros, e no final você compra um quilo de batatas pelo preço de vinte? Fila do açougue em país comunista.”         A piada é tão velha quanto certeira. Quem duvidar, que vá à Venezuela, enquanto ainda existe. E, se a razão e a democracia não voltarem àquele […]

| 16/06/2016 - Fernando Lopes em Iscas Politicrônicas