Artigos Café Brasil
#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Ao longo de 2018 o Café Brasil Premium decolou e ...

Ver mais

#Retrospectiva PodSumários
#Retrospectiva PodSumários
Comece 2019 praticando o Fitness Intelectual. A barriga ...

Ver mais

652 – A realidade real
652 – A realidade real
Vivemos um tempo no qual muita gente tem dificuldades ...

Ver mais

651 – Era uma vez…
651 – Era uma vez…
A melhor forma de ensinar política para crianças – e ...

Ver mais

650 – A Espiral do Silêncio
650 – A Espiral do Silêncio
Temos um sexto sentido para perceber a tendência da ...

Ver mais

649 – Quando eu tiver 64
649 – Quando eu tiver 64
Fui dar uma olhada nos comentários dos ouvintes do Café ...

Ver mais

LíderCast 140 – Carlos Nepomuceno
LíderCast 140 – Carlos Nepomuceno
Doutor em Ciência da Informação, jornalista, escritor e ...

Ver mais

Vem aí a Temporada 11 do LíderCast
Vem aí a Temporada 11 do LíderCast
Está chegando a Temporada 11 do LíderCast!

Ver mais

LíderCast 139 – Nívio Delgado
LíderCast 139 – Nívio Delgado
De carinha do Xerox a Diretor Superintendente da maior ...

Ver mais

LíderCast 138 – Ricardo Abiz
LíderCast 138 – Ricardo Abiz
Empreendedor também, um pioneiro em diversas áreas de ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

A vida é muito melhor com boechatividade
Henrique Szklo
Como a maioria dos brasileiros, fiquei consternado com a morte do jornalista Ricardo Eugênio Boechat. Não posso dizer que eu era exatamente um fã, mas como sob minha perspectiva, ele utilizou em ...

Ver mais

Noblesse Oblige
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não dá pra saber quem é pior: A autora da bobagem, orgulhosa de sua total falta de noção, ou quem a defende, alegando lutar contra uma misoginia tão falsa quanto a cara de pau do arrivismo ...

Ver mais

Venezuela, Reforma Previdência & Futuro PT
Carlos Nepomuceno
Resumo da Live: Assistir completa: Formação Digital Bimodal: Programa de Formação Bimodal Lives antigas: https://nepo.com.br/category/o-melhor-de-2019/lives-do-nepo-o-digital-na-politica/

Ver mais

Metade cheia do copo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Metade cheia do copo Um pouco de otimismo, pra variar  “A troca está para a evolução cultural como o sexo está para a evolução biológica.” Matt Ridley Em agosto do ano passado, a convite do ...

Ver mais

Cafezinho 151 – Chato à Bessa
Cafezinho 151 – Chato à Bessa
É impressionante ver como o mundo mudou.

Ver mais

Cafezinho 150 – O PAI
Cafezinho 150 – O PAI
No Brasil, imediato é longo prazo.

Ver mais

Cafezinho 149 – Nação, não governo
Cafezinho 149 – Nação, não governo
O Ministro da Educação anuncia que vai impulsionar o ...

Ver mais

Cafezinho 148 – Os Hostis
Cafezinho 148 – Os Hostis
Neste final de semana o Brasil parou para assistir a ...

Ver mais

Xerxesando

Xerxesando

Luciano Pires -

XERXESANDO

Estou relendo um livro precioso. Chama-se Ética & Negócios e foi escrito por Julio Lobos. É uma publicação independente, não está à venda em livrarias. Foi publicado em 2003 e nunca esteve tão atual. Julio trata de ética no ambiente empresarial, numa linguagem simples e objetiva. É uma delícia. Lá pelas tantas, encontro uma história saborosa. No ano 480 a.C., o rei persa Xerxes, após ser derrotado pelos gregos, foge em seu navio abarrotado de cortesãos, para a Turquia. No meio do caminho, com o navio açoitado por fortes ventos, o rei ouve o comandante alertar que o peso está excessivo e podem naufragar a qualquer momento. O comandante lança, então, um olhar significativo em direção à comitiva real. O rei entende o recado e faz um discurso:


– Homens da Pérsia, eis o momento de demonstrar o quanto amam o seu rei. Pois é de vocês, ao que tudo indica, que depende a sorte dele.


Um a um, os cortesãos atiram-se ao mar, aliviando o peso do navio, que chega com segurança ao destino. Em terra firme, o rei, satisfeito e já com a cara cheia de vinho, premia o comandante com uma coroa de ouro. Ele salvara a vida do rei! Em seguida Xerxes manda decapitar o comandante, por ter provocado a morte de muitos súditos.


Julio Lobos comenta a história: “Ao sugerir veladamente o sacrifício dos cortesãos, o comandante afasta-se do código ancestral dos humanos, que manda: ´não matarás´. Xerxes é conivente. Mas também é rei – precisa se conservar inocente. Após concordar com a imolação dos cortesãos, joga a culpa no comandante – ´Não falou claramente´; ´Fui usado´; ´Ignorava as conseqüências´… E assim premia-o primeiro por honrar o direito divino – proteger o rei, que é um deus -, e depois o pune por ter induzido a ele, Xerxes, um mero mortal, a desrespeitar o direito humano à vida. Finalmente, deita-se a desfrutar tranqüilamente o sono dos justos.” 


Xerxes, dois mil e quinhentos anos atrás…


Enquanto lia a história, um filme passava na minha cabeça. Nele, eu via personagens muito conhecidos, que freqüentam nossas televisões, jornais e revistas diariamente. Todos vestidos de Xerxes. E outros com a roupa do comandante… Quantas histórias semelhantes você consegue encontrar no nosso Brasil varonil de hoje, hein? Quantos Xerxes conseguiria apontar? E quantos comandantes? Estou me mordendo aqui para não começar a listar os nomes… Se o fizer, as patrulhas e os ideologicamente estressados dirão que sou preconceituoso, que sou de direita ou de esquerda, que sou da elite ou que sou comunista… Então deixo pra você fazê-lo, vamos lá. Releia a historinha e me aponte um Xerxes na política nacional. E outro no futebol. Mais um na justiça. E outro na segurança pública. Um na empresa onde você trabalha! Quem sabe você não é um Xerxes? Talvez não. Pra ser um Xerxes, tem de ter poder, coisa que nem todos têm.


Pois estou tentado a criar o verbo “xerxesar”.


Eu xerxeso, tu xerxesas, ele xerxesa.


Nós xerxesamos, vós xerxesais, eles xerxesam…


Eu xerxesei, tu xerxesaste, ele xerxesou.


Nós xerxesamos, vós xerxesastes, ele xerxesou. 


Que ótimo!



O xerxesador usa seu poder para jogar a responsabilidade nos ombros de um subalterno, que vai arcar com as conseqüências enquanto ele afirma: “eu não sabia de nada”…


Êpa!