Artigos Café Brasil
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

661 – A teoria do valor subjetivo
661 – A teoria do valor subjetivo
O mercado é o resultado da interação entre milhões de ...

Ver mais

660 – Na esquina da sua casa
660 – Na esquina da sua casa
Não espere que o Estado se preocupe com o indivíduo. O ...

Ver mais

659 – Empreendedorismo no Palco
659 – Empreendedorismo no Palco
Muitos anos atrás, acho que uns 20, fui convidado para ...

Ver mais

658 – Chá com a gente
658 – Chá com a gente
Este programa reproduz a edição especial do Podcast Chá ...

Ver mais

LíderCast 149 – Ronaldo Tenório
LíderCast 149 – Ronaldo Tenório
Empreendedor, que vem lá do nordeste para mudar a vida ...

Ver mais

LíderCast 148 – Bruno Busquet
LíderCast 148 – Bruno Busquet
CEO da Tupiniq,In Inside Out Agency e president do ...

Ver mais

LíderCast 147 – Sherlock Gomes
LíderCast 147 – Sherlock Gomes
Músico, um guitarrista e baixista excepcional cuja ...

Ver mais

LíderCast 146 – Cândido Pessoa
LíderCast 146 – Cândido Pessoa
Um intelectual, professor no Paradigma centro de ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Os polirretos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quando a esperteza é muita, come o dono, já dizia Tancredo Neves (1910-1985). Em tempos do politicamente correto, a onda mais ridícula desde a modinha do ioiô ou, quem sabe, fotografar comida,  é ...

Ver mais

Paciência, adjetivos e o amigo do amigo do papai….
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157273773468631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade: indispensável, mas ainda desconhecida “Existe criatividade sem inovação, mas não existe inovação sem criatividade”. Bill Shephard Dois fatores levaram-me a escrever este breve ...

Ver mais

TRIVIUM: CAP.2 – AS DEZ CATEGORIAS DO SER (parte 6)
Alexandre Gomes
Eu tenho que ser sincero com você guria (ou velhinho…) esta parte do segundo capítulo será bem chata, pois iremos tratar de algo realmente formal e de certa forma, burocrático: as Dez ...

Ver mais

Cafezinho 170 – Os monstros da negatividade II
Cafezinho 170 – Os monstros da negatividade II
Os monstros da negatividade são incapazes de ver ...

Ver mais

Cafezinho 169 – O silêncio das pedras
Cafezinho 169 – O silêncio das pedras
Há silêncios e silêncios. Há o silêncio das pedras. Há ...

Ver mais

Cafezinho 168 – O que nos define
Cafezinho 168 – O que nos define
O que nos define são os adversários que vencemos.

Ver mais

Cafezinho 167 – Monstros da negatividade
Cafezinho 167 – Monstros da negatividade
“O otimista é o pessimista bem informado”, lembra ...

Ver mais

Veneno

Veneno

Luciano Pires -

“Luciano, pare de enviar esses seus textos. Na boa, você escreve mal. Vá fazer outra coisa.”

Recebi esse comentário cerca de oito anos atrás, quando comecei a escrever meus artigos semanais. Foi um soco no estômago. Nem tanto pela crítica, mas pelo: “na boa”.  O desgraçado dava a entender que estava me ajudando! Ele não sugeriu que eu praticasse mais, que lesse mais. Era uma crítica venenosa, destrutiva, negativa, com o único propósito de exterminar a fonte da inconveniência. Não obedeci, claro. E passado algum tempo outra pessoa me escreveu:

“Olá Luciano, comprei seu livro esse fim de semana e simplismente estou adorando hehehhehehe. Tenho 17 anos e nao gosto de ler muito afinal nunca tive muita motivação nem responsabilidade, porem agora ja com quase 18 anos já é a hora de tomar vergonha, entao descidi começar o habito da leitura num livro que me interessase, procurei varios na fnac até que encontrei o maravilhoso “BRASILEIROS POCOTÓ” ja de cara adorei e au ler o fundo do livro jurava que seria escrito por meu idolo Gabriel o Pensador, entao vi seu nome que ainda era desconhecido por minha cultura e estou lendo desde entao. Minha mae que sempre adorou pegar no meu pé para mim ler, esta ate curiosa para ler o livro para saber que que tem de tao bom nele. Assim que terminar vou dar a ela. grato! Daniel”

E recebo mais um, olhe só:

“Meu nome é Alessio. Sou italiano. Descobri seu programa uns meses atras, enquanto estava procurando podcasts brasileiros na Internet para aprender e desenvolver o meu portuguêse. Apaixonei-me por Café Brasil. Todo dia levo as gravações com o meu toca-mp3 e as escuto enquanto vou para o escritorio onde trabalho.  O seu programa me conforta, divirte, me faz pensar e me ajuda a mantêr uma atitude positiva. Por tudo isso, obrigado Luciano.”

Ou que tal este?

“Mr. Pires, I just wanted to thank you for your podcast ”Cafe Brasil”. I”m learning portugese and I use your podcast to practice listening. Your podcast not only have let me improve my listening skills, but also I enjoy your and learn from your topics. I”m Mexican and my first language is Spanish, but I currently live in Los Angeles.”

É um mexicano que vive em Los Angeles agradecendo por meu podcast Café Brasil que o ajuda a aprender português. E recebi outros parecidos de japoneses e estadunidenses.

Aos poucos vou descobrindo jovens que estão entrando no mundo das letras por minhas mãos. Estrangeiros que estão aprendendo português e um pouco sobre a cultura brasileira por meio de meus programas. Professores que utilizam meus trabalhos em sala de aula. Pessoas afirmando que as provoco a observar o mundo sob um ponto de vista diferente. E também críticas, muitas críticas. As venenosas eu descarto. As nutritivas eu uso para melhorar. 

Minha resposta tem sido produzir: sites, programas de rádio, podcasts, artigos, palestras, vídeos, entrevistas e o que mais aparecer. E no sábado, 25 de julho, lanço oficialmente meu quinto livro “NÓIS…QUI INVERTEMO AS COISA.” E já estou trabalhando no sexto.

Felizmente não me deixei envenenar oito anos atrás.