Artigos Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

635 – De onde surgiu Bolsonaro?
635 – De onde surgiu Bolsonaro?
O pau tá quebrando, a eleição ainda indefinida e nunca ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

LíderCast 128 – Leide Jacob
LíderCast 128 – Leide Jacob
Empreendedora cultural e agora cineasta, que ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Marxistas brasileiros vivem espécie de alucinação coletiva recorrente
Carlos Nepomuceno
O jornal Folha de São Paulo publica um artigo feita por uma petista confessa: Ver aqui: https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/posts/10156853246303631 …sem nenhum fato, baseado em ...

Ver mais

Sempre, sempre Godwin
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O advogado Mike Godwin criou em 1990 a seguinte “lei” das analogias nazistas: “À medida que uma discussão online se alonga, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou os ...

Ver mais

É mais fácil seguir o grupo
Jota Fagner
Origens do Brasil
Existe uma crença muito difundida de que a história humana avança em etapas gradativas e que culminará numa revolução transformadora. O tipo de revolução muda conforme o viés ideológico. A ...

Ver mais

Bolsonaro e Transformação Digital
Carlos Nepomuceno
Vivemos o início de Revolução Civilizacional na qual ao se plantar um "pé de cooperativa de táxi" por mais que se tome litros de Design Thinking não nasce nunca um Uber.

Ver mais

Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
O que vem por aí? Uma mudança ou nova brochada?

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

#VemPraRua

#VemPraRua

Luciano Pires -

Domingo, 15 de março de 2015, está programada uma manifestação popular que promete tomar as ruas do país. Uma leitora de meu Facebook, a Ana Paula Maia, mandou um texto tão interessante sobre o assunto que decidi aproveitar algumas partes para este artigo da semana. O texto original da Ana, se você quiser ler, é um comentário neste post http://on.fb.me/1F3JuDX:

Nós, cidadãos, temos o direito e o dever de exercer a democracia. O movimento #VemPraRua, que é suprapartidário, tem objetivos muito claros: é a favor da retirada do PT e do seu projeto de poder do planalto central; é contra o desrespeito à constituição e às leis; é contra a roubalheira e corrupção institucionalizadas no Brasil; é a favor da apuração dos fatos e punição dos culpados pelos sucessivos assaltos cometidos contra o patrimônio brasileiro; é contra o aumento da inflação, alta descontrolada do dólar, maiores juros do mundo, resultados da incapacidade administrativa do governo do PT; é a favor da DEMOCRACIA.

Se no domingo você não vai pra rua por esses motivos, não vá.

Se o que você quer é que os militares assumam o poder, não vá pra rua. Ditadura não é democracia.

Se é pra tomar uma cerveja com os amigos ou estrear uma roupa nova, não vá pra rua. Existem momentos mais adequados.

Pela legalização da maconha? Por direitos iguais para mulheres, negros, pobres, homossexuais? Não vá pra rua. Promova outra manifestação, outro dia, com esse fim.

Não vá pra rua porque é flamenguista, corintiano, vascaíno ou tricolor. Fique em casa assistindo um jogão na TV.

Não vá para roubar, saquear ou destruir o patrimônio público ou privado.

Não vá para brigar. Se você está satisfeito com o governo e não concorda com os que não estão, não vá pra rua. Não vale o risco.

Mas se você vai pra rua, lembre-se que para que seu projeto de perpetuação no poder siga em frente, o PT precisa de tensão, precisa de brasileiros lutando contra brasileiros, classe contra classe, região contra região. Seu líder, Lula, tem como princípio não ter princípios, pensa apenas em seu projeto pessoal. E quem pensa assim, antes de ser brasileiro é um oportunista.

É hora de mostrar que queremos um país unido. Que temos todas as condições de voltar a crescer, acabando com a corrupção, tendo um projeto econômico, um congresso que trabalhe com independência e em harmonia com o poder executivo. E uma justiça que cumpra com suas atribuições.

É fundamental ficar atento às tentativas de sabotagem. É preciso se diferenciar daqueles que querem a barbárie, a anarquia. Quem defende a democracia e a liberdade o faz através da lei, da constituição. É possível mudar assim. É possível mudar, sim.

O trabalho de contrainformação está pegando fogo. Boatos correm por todos os lados com o objetivo de amedrontar as pessoas para que não saiam às ruas. A movimentação das milícias do MST pelo Brasil, com imagens de seus integrantes invadindo áreas portando foices, facões e bandeiras vermelhas são claramente intimidatórias. Indivíduos estarão infiltrados nas manifestações para as desestabilizar pela violência, pelo desvio de foco, pelo conflito. Jornalistas a serviço dos que querem que tudo fique como está estarão nas ruas à cata de gente caricata, com discursos extremistas, para assim caracterizar o movimento como “fascista, golpista, direitista” e outros istas.

Não entre no jogo dessa gente. Se você vai pra rua, faça mais que simplesmente caminhar ou gritar palavras de ordem. Fiscalize. Denuncie aos organizadores e à polícia os que estiverem promovendo enganação, vandalismo e violência.

Vá de cara limpa, leve um sorriso no rosto. Cante, abrace os outros brasileiros e mantenha a perspectiva de que você não está lá para odiar, para dividir, mas para construir o Brasil com o qual você sonha.

Se é esse seu entendimento, vem pra rua!

Que Deus, Maomé, Budha, Iemanjá ou simplesmente você, estejam conosco.