Artigos Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 28 – No grito
Cafezinho 28 – No grito
Não dá pra construir um país no grito.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Valores E Convicções

Valores E Convicções

Luciano Pires -

VALORES E CONVICÇÕES

Luciano Pires

Aquele depoimento da esposa do Marcos Valério foi chocante.
Principalmente quando os questionamentos colocavam nos holofotes a família dela e dele. Quando os filhos de ambos foram mencionados, pelo menos em minha cabeça, um drama se desenrolou.
Deixei de lado as razões sórdidas que colocaram tanto ele como ela na situação em que estão e examinei os acontecimentos com um pensamento humanitário, desprovido de julgamentos sobre o comportamento de corruptos e corruptores.
E foi impossível não comparar a família deles com a minha. Os laços de amor e amizade entre marido e mulher, pais e filhos. As conseqüências da exposição pública dos pais, nos filhos. A forma como a sociedade tratará essas crianças. Imaginei-as na escola… Primeiro sofrendo por causa do pai. E depois vendo a mãe chorando em rede nacional…
Senti pena daquelas crianças. E de todas as outras que serão atingidas nesse processo, que é duro mas necessário.
Lembrei-me de uma discussão sobre a questão dos valores pessoais e das convicções. O tema era a senadora Heloísa Helena, que estava prestes a ser expulsa do PT. Na época eu dizia que admirava os valores da senadora, mas tinha restrições às suas convicções.
Valores são ideais que guiam ou qualificam sua conduta pessoal, sua interação com os outros. Eles ajudam você a distinguir o que é certo do que é errado e a conduzir sua vida com propósito. A senadora manteve-se irredutível no questionamento daquilo que, conforme seus valores, julgava ser um comportamento errado. Foi expulsa e o tempo mostrou que ela estava coberta de razão. Compartilho seus valores e admiro sua fibra.
Convicções são crenças em alguma coisa sem necessidade de provas ou evidências. É aquilo que é aceito por uma pessoa como verdade. E a senadora, petista de primeira hora, era mais uma das raivosas vozes que combatia qualquer iniciativa do governo FHC, independente do mérito, em nome de convicções discutíveis. Foram essas convicções que atrasaram o Brasil em vários anos, que impediram a aprovação de leis e propostas importantes, que desdenharam de idéias que não combinavam com suas verdades.
Pois o que assistimos neste momento é uma revelação chocante envolvendo valores e convicções.
O PT eleito pelo voto direto de 53 milhões de brasileiros, trazia em seu programa valores fundamentais que lhe garantiram a imagem de partido ético, honesto, interessado no desenvolvimento do país, na defesa dos indefesos, na justiça social. Mas infelizmente, partidos são formados por pessoas. E o que se vê neste momento são pessoas para as quais valores éticos como honestidade, generosidade e respeito ao próximo, não são prioridades. Essa turma tem, no máximo, convicções. A principal delas, de que estariam acima da lei, acima do bem, acima do mal.
Coitados.
Convicções que não fundamentam-se em valores éticos são apenas bravatas.
E pobres dos que educam seus filhos com bravatas.