Assine o Café Brasil
Artigos Café Brasil
A rã e o escorpião
A rã e o escorpião
Isca intelectual de Luciano Pires, dizendo que é como ...

Ver mais

Fake News
Fake News
Isca intelectual lembrando da teoria dos Quatro Rês, ...

Ver mais

Matrizes da Violência
Matrizes da Violência
Isca intelectual lembrando que os presídios brasileiros ...

Ver mais

Mudei de ideia
Mudei de ideia
Isca intelectual de Luciano Pires incentivando que você ...

Ver mais

544 – Persuadível
544 – Persuadível
Podcast Café Brasil 544 - Persuadível. Vivemos numa ...

Ver mais

543 – Desengajamento moral
543 – Desengajamento moral
Podcast Café Brasil 543 - Desengajamento moral. Como é ...

Ver mais

542 – Tapestry
542 – Tapestry
Podcast Café Brasil 542 - Tapestry. Em 1971 uma cantora ...

Ver mais

541 – A festa do podcast
541 – A festa do podcast
Podcast Café Brasil 541 - A festa do Podcast. ...

Ver mais

LíderCast 056 – Paula Miraglia
LíderCast 056 – Paula Miraglia
LiderCast 056 - Hoje conversaremos com Paula Miraglia, ...

Ver mais

LíderCast 055 – Julia e Karine
LíderCast 055 – Julia e Karine
LiderCast 055 - Hoje vamos conversar com duas jovens ...

Ver mais

LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LiderCast 054 - Hoje vamos falar com o empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LiderCast 053 - Hoje vamos entrevistar Adalberto ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
Apresentação de Luciano Pires no Epicentro em Campos de ...

Ver mais

43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
Gloria Alvarez, do Movimento Cívico Nacional da ...

Ver mais

A verdade inconveniente da política atual
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca Intelectual de Bruno Garschagen, lembrando que o risco imediato para o futuro do mundo não é a desgraça do populismo: é o casamento incestuoso entre a degradação da política de hoje com a ...

Ver mais

A força da vocação
Tom Coelho
Sete Vidas
“Eu nunca quis ser o maior ou o melhor. Queria apenas desenhar.” (Mauricio de Sousa)   Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali. É quase impossível que estes personagens de histórias em quadrinhos ...

Ver mais

O caos no Rio de Janeiro tem muitos culpados. E uma explicação
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca intelectual de Bruno Garschagen, lembrando que o que está acontecendo neste momento no Rio de Janeiro revela que a relação do carioca com a política não mudou muito desde o final do século 19.

Ver mais

Que grandeza…
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Ah… nada como o amor sincero à Pátria, o dar-se pelo povo… Nada como ver políticos desprendidos, servindo à nação uma verdadeira aula de civismo, espalhando sabedoria e exemplo de ...

Ver mais

Um Beijo

Um Beijo

Luciano Pires -


UM BEIJO


 


Era 1951, na primeira novela brasileira, “Sua Vida me Pertence”, Walter Forster e Vida Alves, ao vivo, em preto-e-branco, foram o grande acontecimento daquele veículo que nascia para transformar a cultura brasileira: deram o primeiro beijo em frente às câmeras. Escândalo!!!


Em 2001, cinqüenta anos depois, outro beijo. No programa “Fica Comigo”, na MTV, dois homens beijam-se ao vivo e em cores, fazendo o grande acontecimento daquela emissora que também nasceu para transformar a cultura brasileira. Semanas antes, duas garotas haviam protagonizado a mesma cena, um beijo, bem dado, de língua, despudoradamente gay, no mesmo programa. A mídia falou bastante do assunto, mas não foi um escândalo.


E o Brasil sobreviveu aos dois beijos…


Chegamos em 2005. Na novela de maior audiência da rede de TV de maior audiência, anuncia-se outro beijo gay. De ficção. Dois atores, acho que heterossexuais, representam uma situação de paixão homossexual e no último capítulo selam sua atração com um beijo. De mentira, falso, representado.


Na MTV de 2001 os beijos eram reais, de casais gays que prometiam, no ar, em rede nacional, começar um namoro real. Na Globo de 2005 era beijo falso… E fez-se um escândalo, muito maior que o de 2001. Para piorar ou aliviar, a Globo desiste na última hora de levar o beijo gay ao ar, colocando apenas uma insinuação.


Não quero aqui promover um plebiscito ou referendo pra saber se você é contra ou a favor do beijo gay na TV. Quero apenas provocar duas reflexões.


A primeira: qual a razão do beijo real da MTV despertar menos polêmica que o beijo falso da Globo? A resposta só pode ser: o nível da audiência.


Quem assiste a MTV? Meia dúzia de jovens, transgressores, em busca de contestar o sistema. Beijo gay na MTV não era só normal… Era de se esperar…


E quem assiste a novela da Globo? Milhões de famílias. Interessadas na não-transgressão. Em não ter que explicar para uma criança a situação dos dois barbados se beijando… Isso incomoda…


Conclusão: se o Ibope é baixo, pode. Se o Ibope é alto, não pode.


Segunda reflexão: como é que viemos parar nesta situação, em que admitimos que na TV, em horário nobre, uma pessoa torture, humilhe ou assassine outra pessoa do mesmo sexo, mas não aceitamos que beije?


Independente de sua orientação sexual e convicções, isso não te incomoda?