Artigos Café Brasil
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

710 – Todo mundo junto
710 – Todo mundo junto
Cara... que tempo louco estamos vivendo, não é? E no ...

Ver mais

709 – Sobre perguntas
709 – Sobre perguntas
O Sandro Magaldi e o José Salibi Neto são dois ...

Ver mais

708 – Manifesto do Educador Honesto
708 – Manifesto do Educador Honesto
Afinal de contas, o que é um educador? É uma professora ...

Ver mais

707 – O benefício da dúvida – Revisitado
707 – O benefício da dúvida – Revisitado
O programa de hoje é a revisita a um episódio publicado ...

Ver mais

LíderCast 192 – Eduardo Villela
LíderCast 192 – Eduardo Villela
Homem dos livros, mas de fazer livros. Com extensa ...

Ver mais

LíderCast 191 – Giovani Colacicco
LíderCast 191 – Giovani Colacicco
Professor do Departamento de Ciências Contábeis da ...

Ver mais

LíderCast 190 – Alcides Braga
LíderCast 190 – Alcides Braga
De office boy a dono da Truckvan, uma história ...

Ver mais

LíderCast 189 – Deborah Alves
LíderCast 189 – Deborah Alves
Jovem empreendedora, formada em Ciência da Computação e ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Aprenderemos algo?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Sim… afinal, não é possível que atravessemos esse inferno “coronário” sem tirar algum ensinamento, alguma aprendizagem, disso tudo. No caso do brasileiro, alguma disciplina e respeito, e já ...

Ver mais

Liga e desliga
Chiquinho Rodrigues
Ela disse pra mim que gostar e desgostar eram coisas simples! Que existia dentro dela um botão de “liga e desliga”. Quando esse botão estava no “liga” era porque ela ...

Ver mais

Vivendo e aprendendo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vivendo e aprendendo  Lições da quarentena “Vivendo e aprendendo a jogar Vivendo e aprendendo a jogar Nem sempre ganhando Nem sempre perdendo Mas, aprendendo a jogar.” Guilherme Arantes O mundo ...

Ver mais

Analogias inusuais
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Analogias inusuais  Para desenvolver a criatividade… e para entender as crises econômicas “Para os historiadores cada evento é único. Os economistas, entretanto, sustentam que as forças da ...

Ver mais

Cafezinho 267 – Cafezinho.Live
Cafezinho 267 – Cafezinho.Live
Escolha bem suas conexões para não infectar também a mente.

Ver mais

CAFEZINHO 266 – O QUE NÃO SE VÊ
CAFEZINHO 266 – O QUE NÃO SE VÊ
Neste momento em que para deter uma epidemia os ...

Ver mais

Cafezinho 265 – O Lado Cheio do Copo
Cafezinho 265 – O Lado Cheio do Copo
Vamos combater o novo Coronavirus com Fitness Intelectual.

Ver mais

Cafezinho 264 –  Não adianta mudar o rótulo.
Cafezinho 264 –  Não adianta mudar o rótulo.
Quando você muda o rótulo, pode até mudar o sentido da ação.

Ver mais

Tudo É Possível

Tudo É Possível

Luciano Pires -

Recebi por e-mail o que seria a carta de despedida do jogador Zé Roberto, da seleção brasileira e do Santos, que decidiu voltar para a Alemanha. Leia uns trechos e reflita:

“Por muitos anos vivi com minha família na Alemanha e me identifiquei completamente com o país.. Minhas filhas mal falam português e são totalmente fluentes em alemão. Para voltar ao Brasil, isso pesou muito. Queria que elas se sentissem, como me sentia, brasileiro. Queria que conhecessem o meu país, que falassem a minha língua nativa, queria mostrar o lado bom do Brasil, um pouco diferente daquilo que volta e meia aparece nos noticiários da TV alemã.. A tentativa foi em vão. Todo o tempo em  que estivemos no Brasil, ainda que livres fisicamente, éramos reféns psicológicos. Assistir o noticiário televisivo alimentava ainda mais nossos medos. Por sorte, minhas filhas não entendem muito bem  o português. Se entendessem, descobririam um país em que o crime está por todos os lados: está nas escolas, está nas faculdades, está no Judiciário, está no Congresso e está até mesmo na família do presidente. Me ponho no lugar delas e penso como deve ter sido desagradável esta estadia no Brasil. O que pensavam quando dizia que era melhor não dizer às amigas que eram minhas filhas? Minhas filhas devem ter detestado o Brasil. Foi com muita alegria que receberam a notícia de que voltaríamos à Alemanha. Batalhei a vida inteira para sair da pobreza e ter sucesso profissional. Hoje, a felicidade de minha família tem como pré-requisito afastar-se do Brasil. Por isso que, ainda que com tristeza, faço o melhor para elas. Aos meus fãs, muito obrigado. Ao Brasil, boa sorte.”

Forte, né?
Zé Roberto descreve o lado negro do Brasil. O lado que não admite o sucesso. O lado da injustiça social, da impunidade, do deboche, da desonestidade,da corrupção, da violência, da desorganização.
Mas tem um detalhe. Essa carta é falsa.
Zé Roberto desmentiu oficialmente. Alguém escreveu, colocou seu nome e lançou na internet, como vem acontecendo com centenas de outros textos. E todo mundo caiu, afinal a situação era muito verossímil. Era possível.
E se amanhã aparecer uma notícia dizendo que passageiros enfurecidos esquartejaram o piloto do avião, é possível! E o que você acha de uma notícia dizendo que o Presidente da Câmara comprou um avião maior que o aerolula? É possível. E se aparecer no jornal que os traficantes do morro do Alemão, no Rio, estão usando tanques de guerra para combater a polícia, o que você achará? É possível. E se o ônibus com o time de vôlei dos Estados Unidos fosse seqüestrado pelo PCC durante o Pan? É possível. E se aquele avião da Gol foi derrubado porque dentro dele viajavam vários cientistas brasileiros que desenvolviam uma tecnologia que ameaçava interesses de grandes grupos estrangeiros? É possível. E se descobrirem que o dinheiro do Fome Zero foi desviado para as Farc, a organização terrorista da Colômbia? É possível. E se o Lula for sócio de FHC e tudo o que assistimos não passa de armação? É possível…
Pois é… O que é que esses absurdos têm a ver com a carta falsa do Zé Roberto? Simples: são absurdos possíveis.
E o mero fato de passar por nossas cabeças que um absurdo desses possa ser possível mostra a que ponto chegamos no Circo Brasil do novo milênio. Nenhum absurdo é tão absurdo que não possa ser possível.
A manipulação das informações é tanta que já não sabemos mais o que é verdade e o que é mentira. Nem mesmo em nossos valores ou convicções confiamos mais para definir o que é certo ou errado. E assim, atitudes absurdas que algum tempo atrás eram impossíveis – por imorais, não éticas, desumanas, burras ou preconceituosas -,  passam a ser, ao menos no imaginário das pessoas – possíveis.
Esse é o Brasil possível, onde tudo é possível.