Assine o Café Brasil
Artigos Café Brasil
A rã e o escorpião
A rã e o escorpião
Isca intelectual de Luciano Pires, dizendo que é como ...

Ver mais

Fake News
Fake News
Isca intelectual lembrando da teoria dos Quatro Rês, ...

Ver mais

Matrizes da Violência
Matrizes da Violência
Isca intelectual lembrando que os presídios brasileiros ...

Ver mais

Mudei de ideia
Mudei de ideia
Isca intelectual de Luciano Pires incentivando que você ...

Ver mais

544 – Persuadível
544 – Persuadível
Podcast Café Brasil 544 - Persuadível. Vivemos numa ...

Ver mais

543 – Desengajamento moral
543 – Desengajamento moral
Podcast Café Brasil 543 - Desengajamento moral. Como é ...

Ver mais

542 – Tapestry
542 – Tapestry
Podcast Café Brasil 542 - Tapestry. Em 1971 uma cantora ...

Ver mais

541 – A festa do podcast
541 – A festa do podcast
Podcast Café Brasil 541 - A festa do Podcast. ...

Ver mais

LíderCast 056 – Paula Miraglia
LíderCast 056 – Paula Miraglia
LiderCast 056 - Hoje conversaremos com Paula Miraglia, ...

Ver mais

LíderCast 055 – Julia e Karine
LíderCast 055 – Julia e Karine
LiderCast 055 - Hoje vamos conversar com duas jovens ...

Ver mais

LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LiderCast 054 - Hoje vamos falar com o empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LiderCast 053 - Hoje vamos entrevistar Adalberto ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
Apresentação de Luciano Pires no Epicentro em Campos de ...

Ver mais

43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
Gloria Alvarez, do Movimento Cívico Nacional da ...

Ver mais

Homens Gentis
Suely Pavan Zanella
Iscas Comportamentais
Homens Gentis   Suely Pavan Zanella A repercussão nas Redes Sociais do tratamento dispensado por Obama à sua esposa Michelle em comparação ao de Trump junto à Melania, mostrou que as ...

Ver mais

Explicando Política Para Crianças
Isqueiro isqueiro
Isca intelectual de Rubem Alves, necessária até mesmo para adultos...

Ver mais

Metamorfose ambulante
Tom Coelho
Sete Vidas
“Se hoje eu sou estrela amanhã já se apagou. Se hoje eu te odeio amanhã lhe tenho amor.” (Raul Seixas)   Foram necessários 18 séculos para que a teoria geocêntrica, segundo a qual a Terra ...

Ver mais

A verdade inconveniente da política atual
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca Intelectual de Bruno Garschagen, lembrando que o risco imediato para o futuro do mundo não é a desgraça do populismo: é o casamento incestuoso entre a degradação da política de hoje com a ...

Ver mais

Sobre adrenalina e empreendedorismo

Sobre adrenalina e empreendedorismo

Luciano Pires -

Participei de uma discussão bem legal sobre a diferença entre o empreendedorismo de quem é executivo numa empresa e o de quem é dono do nariz. Foi muito legal, se tiver curiosidade, veja aqui: http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/ponto_de_vista/2015/08/Mitos-do-Empreendedorismo.html

Empreendi pela primeira vez dos 24 aos 26 anos de idade, fui executivo de uma multinacional dos 27 aos 52 e me tornei empreendedor novamente aos 52. Durante minha carreira como executivo, fiz verdadeiras loucuras na empresa, sempre andando sobre uma linha tênue, com meu pescoço exposto. E isso se tornou um mantra para mim: não há como fazer a diferença, sair da média, sem correr riscos. Risco é o nome do jogo e é ele que começa a definir a questão do empreendedorismo. Hoje corro riscos diariamente e me vejo praticando quase tudo que praticava quando executivo: buscar obsessivamente o novo, não me conformar com as regras, tentar sempre além das possibilidades, me expor de forma transparente, provocar as pessoas e entrar em frias, escolher os caminhos mais arriscados… Tudo pela consciência de que do risco nascem as grandes recompensas. Eu empreendia como executivo e hoje empreendo como empreendedor independente.

Então qual é a diferença?

Perdoem a metáfora, mas é ela que me acompanha: na multinacional eu praticava bungee jump. Hoje vôo de wing suit.

Para quem não sabe, bungee jump é aquele salto que as pessoas dão de cima de pontes, com uma espécie de elástico preso nos calcanhares. Chegam até perto do chão e o elástico as puxa para cima. Veja: https://www.youtube.com/watch?v=e8np2IaTv_s

Wing suit é aquele macacão especial que alguns indivíduos usam para saltar de cima de penhascos. Quando abrem os braços e as pernas a roupa possibilita planar e dirigir o vôo até um limite, quando um paraquedas é aberto e o sujeito aterrisa em segurança. Veja: https://www.youtube.com/watch?v=rnvvsjstveM

Nas duas situações, pouca gente pratica, há muita adrenalina, um risco imenso, tem que ter uma dose de loucura e, quem gosta, diz que o resultado é compensador. Digamos que o resultado das duas atividades é o mesmo: aquela carga de adrenalina que nos dá a certeza de que estamos vivos. Mas no bungee jump, existe um elástico preso no calcanhar. Se você errar o salto, talvez dê um mau jeito nas costas ou desloque uma vértebra. A coisa só fica séria se o elástico arrebentar.

Na outra situação, da wingsuit, é você, suas habilidades e… deu. Se errar, morre.

Respeito profundamente os empreendedores corporativos, a turma do bungee jump. Não é todo mundo que tem a coragem deles, acho que são necessários e têm um valor gigantesco, pois lutam contra inimigos internos, contra um sistema engessado e contra gente que não faz e não deixa fazer. Se você é um deles, parabéns.

Mas wing suit… é outra praia.

Resumo: acho que o que define um empreendedor é o grau de risco pessoal que ele assume. Em minha carreira na multinacional, aprendi a lidar com riscos, a me preparar, a planejar, a ampliar a visão, a desafiar as convenções. Com uma corda de segurança na canela, fui um bungee jumper, um baita empreendedor.

Mas hoje, dono do meu nariz, me lançando no espaço sem o elástico de segurança, sou muito mais.