Assine o Café Brasil
Artigos Café Brasil
A rã e o escorpião
A rã e o escorpião
Isca intelectual de Luciano Pires, dizendo que é como ...

Ver mais

Fake News
Fake News
Isca intelectual lembrando da teoria dos Quatro Rês, ...

Ver mais

Matrizes da Violência
Matrizes da Violência
Isca intelectual lembrando que os presídios brasileiros ...

Ver mais

Mudei de ideia
Mudei de ideia
Isca intelectual de Luciano Pires incentivando que você ...

Ver mais

544 – Persuadível
544 – Persuadível
Podcast Café Brasil 544 - Persuadível. Vivemos numa ...

Ver mais

543 – Desengajamento moral
543 – Desengajamento moral
Podcast Café Brasil 543 - Desengajamento moral. Como é ...

Ver mais

542 – Tapestry
542 – Tapestry
Podcast Café Brasil 542 - Tapestry. Em 1971 uma cantora ...

Ver mais

541 – A festa do podcast
541 – A festa do podcast
Podcast Café Brasil 541 - A festa do Podcast. ...

Ver mais

LíderCast 056 – Paula Miraglia
LíderCast 056 – Paula Miraglia
LiderCast 056 - Hoje conversaremos com Paula Miraglia, ...

Ver mais

LíderCast 055 – Julia e Karine
LíderCast 055 – Julia e Karine
LiderCast 055 - Hoje vamos conversar com duas jovens ...

Ver mais

LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LiderCast 054 - Hoje vamos falar com o empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LiderCast 053 - Hoje vamos entrevistar Adalberto ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
Apresentação de Luciano Pires no Epicentro em Campos de ...

Ver mais

43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
Gloria Alvarez, do Movimento Cívico Nacional da ...

Ver mais

A verdade inconveniente da política atual
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca Intelectual de Bruno Garschagen, lembrando que o risco imediato para o futuro do mundo não é a desgraça do populismo: é o casamento incestuoso entre a degradação da política de hoje com a ...

Ver mais

A força da vocação
Tom Coelho
Sete Vidas
“Eu nunca quis ser o maior ou o melhor. Queria apenas desenhar.” (Mauricio de Sousa)   Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali. É quase impossível que estes personagens de histórias em quadrinhos ...

Ver mais

O caos no Rio de Janeiro tem muitos culpados. E uma explicação
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca intelectual de Bruno Garschagen, lembrando que o que está acontecendo neste momento no Rio de Janeiro revela que a relação do carioca com a política não mudou muito desde o final do século 19.

Ver mais

Que grandeza…
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Ah… nada como o amor sincero à Pátria, o dar-se pelo povo… Nada como ver políticos desprendidos, servindo à nação uma verdadeira aula de civismo, espalhando sabedoria e exemplo de ...

Ver mais

“Seu” Pasquim

“Seu” Pasquim

Luciano Pires -

 

“SEU” PASQUIM

O Pasquim foi um jornal que por treze anos revolucionou o jornalismo brasileiro. Era feito por gente brilhante como Ziraldo, Henfil, Jaguar, Ivan Lessa, Millôr Fernandes…

Eu ficava na banca de jornais esperando a chegada do meu Pasquim, toda semana. Naquele pequeno grande jornal havia idéias, opiniões, conteúdo que explicitava, para um quase adolescente de Bauru, um Brasil muito diferente daquele que eu vivia. Colecionei o jornal por um tempo, até que um dia ele acabou. Para tristeza da gente. Sou um órfão do Pasquim…

Pois bem. Acaba de ser lançado um livro, Antologia do Pasquim. Era tanta minha pressa que deixei de ir até minha livraria favorita, onde o atendente sabe das novidades, me conduz a descobertas, liga para dizer que chegou coisa nova. Parei na primeira loja que encontrei, de uma das grandes redes de livrarias e fui direto para as pilhas de novidades. Olhei, olhei e não achei. Recorri a um dos atendentes. De avental, com um olhar distante. Cabelinho “fashion” educado e prestativo. Perguntei:

– Estou procurando o livro “Antologia do Pasquim”…

E então o mundo ficou em câmera lenta. Enquanto eu dizia a frase, sílaba por sílaba, fui reparando na expressão do rapaz.
-… an…to..lo..gi…a…….do….pas….qui…mmmm……

O rosto dele foi mudando… A expressão de “pois não”, passou a espanto. Depois, a dúvida. E então, a horror. As sobrancelhas elevando-se, as narinas abrindo-se, a boca descendo e tomando aquele formato de quando dizemos “uuuuu”… Tudo em câmera lenta…

Não sei se foi por causa da “antologia” ou do “Pasquim”. O rapaz balbuciou alguma coisa e enquanto nos encaminhávamos ao terminal de consulta, fez a pergunta reveladora:

– Foi ele mesmo que escreveu?

– Ele quem?

– O “seu” Pasquim?

Santa Graúna! O moleque pensou que Pasquim era o nome do escritor! Em sua televisiva cabecinha, o único pasquim possível era o Marcos Pasquim, o ator de novelas da Globo…
Mas o Pasquim (o jornal) acabou vinte anos atrás! O atendente da livraria não tem obrigação de saber de sua existência.
Será?
Eu até poderia dar um desconto, afinal duvido que se ensine algo sobre o Pasquim nas escolas. Mas a Antologia do Pasquim está lá, entre os “dez mais vendidos” que a revista Veja publica toda semana e que é a grande referência das redes de livrarias e da massa de leitores do Brasil.
Bem feito. Quem mandou eu sair pra comprar em qualquer lugar?
E mais uma vez vi um retrato do Brasil na minha frente. O profissional encarregado de orientar os leitores na compra de livros, não sabe sobre livros.
Imaginei que se eu pedisse “Apocalípticos e Integrados”, de Umberto Eco, sairia da loja com um gibi. E se pedisse “Psicologia de Massas do Fascismo”, de Wilhelm Reich, com um livro de culinária.
Agradeci e me mandei. Mas ainda pude ouvir quando o rapaz ofereceu:

– Senhor, tem o Pasquim aqui na revista Caras. Serve?
Pai nosso, que estais no céu…