Artigos Café Brasil
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

661 – A teoria do valor subjetivo
661 – A teoria do valor subjetivo
O mercado é o resultado da interação entre milhões de ...

Ver mais

660 – Na esquina da sua casa
660 – Na esquina da sua casa
Não espere que o Estado se preocupe com o indivíduo. O ...

Ver mais

659 – Empreendedorismo no Palco
659 – Empreendedorismo no Palco
Muitos anos atrás, acho que uns 20, fui convidado para ...

Ver mais

658 – Chá com a gente
658 – Chá com a gente
Este programa reproduz a edição especial do Podcast Chá ...

Ver mais

LíderCast 149 – Ronaldo Tenório
LíderCast 149 – Ronaldo Tenório
Empreendedor, que vem lá do nordeste para mudar a vida ...

Ver mais

LíderCast 148 – Bruno Busquet
LíderCast 148 – Bruno Busquet
CEO da Tupiniq,In Inside Out Agency e president do ...

Ver mais

LíderCast 147 – Sherlock Gomes
LíderCast 147 – Sherlock Gomes
Músico, um guitarrista e baixista excepcional cuja ...

Ver mais

LíderCast 146 – Cândido Pessoa
LíderCast 146 – Cândido Pessoa
Um intelectual, professor no Paradigma centro de ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Os polirretos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quando a esperteza é muita, come o dono, já dizia Tancredo Neves (1910-1985). Em tempos do politicamente correto, a onda mais ridícula desde a modinha do ioiô ou, quem sabe, fotografar comida,  é ...

Ver mais

Paciência, adjetivos e o amigo do amigo do papai….
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157273773468631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade: indispensável, mas ainda desconhecida “Existe criatividade sem inovação, mas não existe inovação sem criatividade”. Bill Shephard Dois fatores levaram-me a escrever este breve ...

Ver mais

TRIVIUM: CAP.2 – AS DEZ CATEGORIAS DO SER (parte 6)
Alexandre Gomes
Eu tenho que ser sincero com você guria (ou velhinho…) esta parte do segundo capítulo será bem chata, pois iremos tratar de algo realmente formal e de certa forma, burocrático: as Dez ...

Ver mais

Cafezinho 170 – Os monstros da negatividade II
Cafezinho 170 – Os monstros da negatividade II
Os monstros da negatividade são incapazes de ver ...

Ver mais

Cafezinho 169 – O silêncio das pedras
Cafezinho 169 – O silêncio das pedras
Há silêncios e silêncios. Há o silêncio das pedras. Há ...

Ver mais

Cafezinho 168 – O que nos define
Cafezinho 168 – O que nos define
O que nos define são os adversários que vencemos.

Ver mais

Cafezinho 167 – Monstros da negatividade
Cafezinho 167 – Monstros da negatividade
“O otimista é o pessimista bem informado”, lembra ...

Ver mais

Serviço que presta

Serviço que presta

Luciano Pires -

Quando saí da empresa onde trabalhei por 26 anos para me dedicar a palestras, um amigo sugeriu uma corretora para tratar do seguro saúde. Chamei-os e fui muito bem atendido, fizeram várias planilhas mostrando as várias opções e acabei escolhendo uma delas, um plano empresarial Omint. Fechei o contrato numa reunião com os gerentes da corretora e da seguradora. É claro que não li as dezenas de cláusulas em minúcia, mas fui perguntando e eles respondendo as dúvidas. Escolhi um dos planos, caro pra danar, e combinei com eles que depois de um período eu decidiria se permaneceria naquele plano ou baixaria de categoria.

– Sem problemas! 

Fechei o contrato. Ao receber os documentos para assinar vi que fui classificado como “obeso”, o que jogou dentro da carência qualquer complicação que pudesse ser creditada ao excesso de peso. Um absurdo. Estou fora do peso, mas daí para “obeso” tem pelo menos um Faustão magro de distância. Mas relevei. Fechamos o plano em abril. Em junho completei 54 anos e recebi a segunda surpresa: um aumento gigantesco, absurdo, aviltante, por “mudança de faixa”. Liguei para a corretora para reclamar e a resposta foi protocolar: 

– Está no contrato. 

Após três meses de experiência senti que o plano era um excesso e solicitei à corretora um estudo para redução. Mais uma surpresa: modificações, só no aniversário do plano, dali a nove meses.  

– Tá no contrato. 

Nove meses depois, retomo o assunto para ter outra surpresa: a Omint não aceita reduzir, só aumentar. 

– Mas nós combinamos naquela reunião!

– Tá no contrato.

E aqui estou, com meu advogado, começando a brigar com a Omint. O corretor? Lavou as mãos, afinal tudo “tá no contrato”…

Praticamente ao mesmo tempo consegui um corretor para o seguro do automóvel. O critério foi alguém que estivesse perto de mim. O atendimento foi tão bom quanto o do corretor do plano de saúde, mas depois de fechado o contrato as coisas começaram a se diferenciar.

Meu corretor do seguro automóvel – o dono da empresa – liga de quando em quando. Faz sugestões sobre o que e como fazer para aproveitar oportunidades. Mostra as planilhas de cálculo, oferece-se para buscar melhores negociações e tem obtido reduções nos valores que pago anualmente. Quando cogitei trocar de automóvel, quem foi a primeira pessoa para quem liguei? Foi para ele, claro! Recebi as dicas dos carros que estão com problemas de peças de reposição, os que tem manutenção cara e os com seguro mais baixo.

Sacou a diferença? O corretor do seguro-automóvel virou meu consultor, o cara que eu chamo com prazer para tomar um cafezinho e trocar uns dedos de prosa. Recomendo-o para todo mundo. É claro que estamos envolvidos num negócio, mas ele demonstra querer o meu bem. O corretor do seguro saúde é só um intermediário com uma resposta burocrática: “tá no contrato”. Ele só quer o meu dinheiro.

Pois é, meu caro, existem corretores e Corretores. Um presta serviço. O outro presta serviço que presta.

Um continua comigo. O outro mandei à ponte que partiu. 

Meu contrato pessoal tem essa cláusula.

Luciano Pires