Artigos Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

631 – O valor de seu voto – Revisitado
631 – O valor de seu voto – Revisitado
Mais discussão de ano de eleição: afinal o que é o ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
Segunda participação no LíderCast, com uma história que ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica “Nossos filhos terão mais de quase tudo, com uma gritante exceção: eles não terão mais tempo. À medida que a renda e os salários ...

Ver mais

Ah, se os políticos usassem sua criatividade para o bem
Henrique Szklo
Tem gente que acha que os políticos não são corruptos. Nós é que somos certinhos demais. Já o meu amigo Rodriguez diz que o pior tipo de político é o honesto, porque, além de trouxa, é traidor da ...

Ver mais

Somos quem podemos ser
Jota Fagner
Origens do Brasil
Já faz um tempo que venho desiludido quanto aos resultados da educação. Ainda acredito que ela seja essencial, mas já consigo enxergar que não basta. Uma pessoa bem instruída não é garantia de ...

Ver mais

História da riqueza no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
História da riqueza no Brasil  Cinco séculos de pessoas, costumes e governos “A proposta de uma revolução copernicana na análise e interpretação da história do Brasil – esta é a marca ...

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Meu voto é estratégico, para aquilo que o momento exige.

Ver mais

Serviço que presta

Serviço que presta

Luciano Pires -

Quando saí da empresa onde trabalhei por 26 anos para me dedicar a palestras, um amigo sugeriu uma corretora para tratar do seguro saúde. Chamei-os e fui muito bem atendido, fizeram várias planilhas mostrando as várias opções e acabei escolhendo uma delas, um plano empresarial Omint. Fechei o contrato numa reunião com os gerentes da corretora e da seguradora. É claro que não li as dezenas de cláusulas em minúcia, mas fui perguntando e eles respondendo as dúvidas. Escolhi um dos planos, caro pra danar, e combinei com eles que depois de um período eu decidiria se permaneceria naquele plano ou baixaria de categoria.

– Sem problemas! 

Fechei o contrato. Ao receber os documentos para assinar vi que fui classificado como “obeso”, o que jogou dentro da carência qualquer complicação que pudesse ser creditada ao excesso de peso. Um absurdo. Estou fora do peso, mas daí para “obeso” tem pelo menos um Faustão magro de distância. Mas relevei. Fechamos o plano em abril. Em junho completei 54 anos e recebi a segunda surpresa: um aumento gigantesco, absurdo, aviltante, por “mudança de faixa”. Liguei para a corretora para reclamar e a resposta foi protocolar: 

– Está no contrato. 

Após três meses de experiência senti que o plano era um excesso e solicitei à corretora um estudo para redução. Mais uma surpresa: modificações, só no aniversário do plano, dali a nove meses.  

– Tá no contrato. 

Nove meses depois, retomo o assunto para ter outra surpresa: a Omint não aceita reduzir, só aumentar. 

– Mas nós combinamos naquela reunião!

– Tá no contrato.

E aqui estou, com meu advogado, começando a brigar com a Omint. O corretor? Lavou as mãos, afinal tudo “tá no contrato”…

Praticamente ao mesmo tempo consegui um corretor para o seguro do automóvel. O critério foi alguém que estivesse perto de mim. O atendimento foi tão bom quanto o do corretor do plano de saúde, mas depois de fechado o contrato as coisas começaram a se diferenciar.

Meu corretor do seguro automóvel – o dono da empresa – liga de quando em quando. Faz sugestões sobre o que e como fazer para aproveitar oportunidades. Mostra as planilhas de cálculo, oferece-se para buscar melhores negociações e tem obtido reduções nos valores que pago anualmente. Quando cogitei trocar de automóvel, quem foi a primeira pessoa para quem liguei? Foi para ele, claro! Recebi as dicas dos carros que estão com problemas de peças de reposição, os que tem manutenção cara e os com seguro mais baixo.

Sacou a diferença? O corretor do seguro-automóvel virou meu consultor, o cara que eu chamo com prazer para tomar um cafezinho e trocar uns dedos de prosa. Recomendo-o para todo mundo. É claro que estamos envolvidos num negócio, mas ele demonstra querer o meu bem. O corretor do seguro saúde é só um intermediário com uma resposta burocrática: “tá no contrato”. Ele só quer o meu dinheiro.

Pois é, meu caro, existem corretores e Corretores. Um presta serviço. O outro presta serviço que presta.

Um continua comigo. O outro mandei à ponte que partiu. 

Meu contrato pessoal tem essa cláusula.

Luciano Pires