Artigos Café Brasil
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

674 – Balde de Caranguejos
674 – Balde de Caranguejos
O termo “mentalidade de caranguejo” é utilizado em ...

Ver mais

673 – LíderCast 12
673 – LíderCast 12
Mais uma temporada do LíderCast, agora é a 12. Mais um ...

Ver mais

672 – A mão invisível do mercado
672 – A mão invisível do mercado
Você certamente já ouviu falar de livre mercado, aquele ...

Ver mais

Café Brasil 671 – Antifrágil
Café Brasil 671 – Antifrágil
Um dos livros sumarizados no Café Brasil Premium foi o ...

Ver mais

LíderCast 160 – Parker Treacy
LíderCast 160 – Parker Treacy
Norte americano do setor automotivo ­financeiro, ...

Ver mais

LíderCast 159 – Paulo Ganime
LíderCast 159 – Paulo Ganime
Jovem deputado federal pelo partido Novo, engenheiro e ...

Ver mais

LíderCast 158 – Georgios Frangulis
LíderCast 158 – Georgios Frangulis
Fundador e CEO da Oakberry Açaí Bows, que está ...

Ver mais

LíderCast 157 – Marcel Van Hattem
LíderCast 157 – Marcel Van Hattem
Marcel Van Hattem é um jovem Deputado Federal pelo ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Não se sai do campo de concentração de ônibus com ar condicionado….
Carlos Nepomuceno
LIVE COMPLETA.

Ver mais

Velhos amigos
Chiquinho Rodrigues
Como é que pôde um simples pedaço de pau, preso em seis cordas, mexer tanto  com a vida de uma pessoa?

Ver mais

A análise do discurso histórico do Paulo Guedes na XP
Carlos Nepomuceno
LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157462927933631

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – AMBIGUIDADE DA NATUREZA DO FANTASMA (parte 11)
Alexandre Gomes
Enfim chegamos no final (do capítulo) gentil leitora (querido leitor)! Este é o penúltimo texto sobre o Capítulo 2 do Trivium. No texto seguinte ( final deste mês), terá uma conclusão do que foi ...

Ver mais

Cafezinho 194 – O banco
Cafezinho 194 – O banco
E aquele monte de dinheiro à minha disposição? Esqueça. ...

Ver mais

Cafezinho 193 – A zona do equilíbrio
Cafezinho 193 – A zona do equilíbrio
Quer saber? Antes de ser do meretrício, as zonas eram ...

Ver mais

Cafezinho 192 – A arte de comer picanha
Cafezinho 192 – A arte de comer picanha
Antes de dizer “não comi e não gostei” ou “não leio ...

Ver mais

Cafezinho 191 – Cuidado
Cafezinho 191 – Cuidado
Tanto o ingênuo quanto o estúpido são ingênuos e ...

Ver mais

Seis dicas para o Eureka

Seis dicas para o Eureka

Luciano Pires -

Em 2001 o neurocientista da Universidade de Washington, Marcus Raichle, observou cérebros em estado de descanso e descobriu que havia algo acontecendo numa parte escondida, lá na área do inconsciente. Ele descobriu uma febril atividade que queimava 20 vezes mais recursos metabólicos, combustível, que o cérebro consciente.

O neurologista Marcus Raichle

O neurologista Marcus Raichle

Raichle concluiu que os circuitos teoricamente em repouso do cérebro são paradoxalmente ligados quando você para de pensar e entra em repouso. Sua consciência repousa, mas a maquininha lá no fundo está a mil. É como o Windows, com centenas de tarefas rodando em segundo plano. E é ali, naquela área livre que empregamos as melhores mecânicas criativas.

O cérebro é considerado uma máquina de predição. Ele lida com as ideias e sentimentos quase sempre da mesma forma, construindo modelos de tudo que espera que aconteça, faça e sinta, e rapidamente recalcula as coisas quando está diante de uma novidade. Entendeu? O cérebro tenta transformar tudo em rotina, em hábitos, pois assim economiza energia.

Mas no subconsciente isso não acontece. Nele as ideias estão ativas, em turbilhões de conexões, filtragens e cruzamentos, até que de repente… Eureka! Surge a ideia, a solução, a inspiração!

Eu chamo isso de cozinhar as ideias. Quando estou lidando com problemas complexos, ou mesmo escrevendo um podcast, costumo deixar as ideias fluírem e depois boto o texto pra descansar e vou pensar em outras coisas. E sempre, eu disse SEMPRE, aparece uma ideia num momento que nada tem a ver com aquele texto. Surge o eureka e eu mando um e-mail pra mim mesmo com a dica que será incorporada ao texto na primeira oportunidade. E isso acontece até quando estou dormindo…

Com você não deve ser diferente.

O segredo então é acumular informação para que o subconsciente possa trabalhar com ela. O eureka de Arquimedes na banheira, por exemplo, aconteceu depois de muuuuito tempo de reflexão. A experiência por ele acumulada estava sendo trabalhada em seu íntimo e observar a água foi o gatilho. Mas havia muita experiência e reflexão acumulada.

Acumule informações, dados, de todas as formas possíveis, reflita sobre o problema e deixe seu cérebro descansar. Mas lembre-se: se você acumular dados demais, ficará indefinidamente perdido num tsunami de informações. E se acumular dados de menos, sentirá falta para tomar as decisões acertadas. Achar o equilíbrio é o segredo, que surgirá com a prática.

Será que dá então para provocar a inspiração, o insight, o eureka? Bem, vamos lá com umas dicas simples que sempre funcionam comigo.

  1. Desligue-se do problema. Pare para refletir. Saia fora do tiroteio. Dê tempo para o cérebro ativar o inconsciente.
  2. Mexa-se. Vá fazer um exercício, ande. Faça com que o cérebro preste atenção em seu corpo deixando em paz a área inconsciente, que vai trabalhar no problema.
  3. Saia do ambiente. Vá para outro lugar, viaje, visite um museu, distraia a atenção do problema e se exponha a estímulos. Arquimedes teve o eureka tomando um banho.
  4. Leia, assista, ouça coisas. Podcasts, por exemplo. Recentemente publiquei o depoimento de um ouvinte que teve um eureka ouvindo o programa, e a partir dali mergulhou num projeto que certamente mudará sua vida. Mas ele se expôs a algo fora de sua casinha, sacou?
  5. Tome nota. Desenhe. Rabisque. Eu sou maníaco por rabiscar, anotar e um dia olhar para aquele monte de coisas aparentemente sem sentido e fazer uma conexão.
  6. E por fim, preste atenção nos sinais de seu inconsciente. Acredite neles. E parta para a ação. Aceite esses sinais como uma missão dada. E cumpra. Mesmo que a ideia não esteja completa.Faça simples, deixe que as pessoas usem e depois sofistique. É claro que isso vale para mim, que trabalho com conhecimento.

Resumo: abra a porta para o subconsciente, curta as inspirações malucas, acostume-se a fazer conexões.

Louis Pasteur uma vez disse que “a sorte favorece a mente preparada”.

Boa sorte.