Assine o Café Brasil
Artigos Café Brasil
A rã e o escorpião
A rã e o escorpião
Isca intelectual de Luciano Pires, dizendo que é como ...

Ver mais

Fake News
Fake News
Isca intelectual lembrando da teoria dos Quatro Rês, ...

Ver mais

Matrizes da Violência
Matrizes da Violência
Isca intelectual lembrando que os presídios brasileiros ...

Ver mais

Mudei de ideia
Mudei de ideia
Isca intelectual de Luciano Pires incentivando que você ...

Ver mais

544 – Persuadível
544 – Persuadível
Podcast Café Brasil 544 - Persuadível. Vivemos numa ...

Ver mais

543 – Desengajamento moral
543 – Desengajamento moral
Podcast Café Brasil 543 - Desengajamento moral. Como é ...

Ver mais

542 – Tapestry
542 – Tapestry
Podcast Café Brasil 542 - Tapestry. Em 1971 uma cantora ...

Ver mais

541 – A festa do podcast
541 – A festa do podcast
Podcast Café Brasil 541 - A festa do Podcast. ...

Ver mais

LíderCast 056 – Paula Miraglia
LíderCast 056 – Paula Miraglia
LiderCast 056 - Hoje conversaremos com Paula Miraglia, ...

Ver mais

LíderCast 055 – Julia e Karine
LíderCast 055 – Julia e Karine
LiderCast 055 - Hoje vamos conversar com duas jovens ...

Ver mais

LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LiderCast 054 - Hoje vamos falar com o empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LiderCast 053 - Hoje vamos entrevistar Adalberto ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
Apresentação de Luciano Pires no Epicentro em Campos de ...

Ver mais

43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
Gloria Alvarez, do Movimento Cívico Nacional da ...

Ver mais

Metamorfose ambulante
Tom Coelho
Sete Vidas
“Se hoje eu sou estrela amanhã já se apagou. Se hoje eu te odeio amanhã lhe tenho amor.” (Raul Seixas)   Foram necessários 18 séculos para que a teoria geocêntrica, segundo a qual a Terra ...

Ver mais

A verdade inconveniente da política atual
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca Intelectual de Bruno Garschagen, lembrando que o risco imediato para o futuro do mundo não é a desgraça do populismo: é o casamento incestuoso entre a degradação da política de hoje com a ...

Ver mais

A força da vocação
Tom Coelho
Sete Vidas
“Eu nunca quis ser o maior ou o melhor. Queria apenas desenhar.” (Mauricio de Sousa)   Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali. É quase impossível que estes personagens de histórias em quadrinhos ...

Ver mais

O caos no Rio de Janeiro tem muitos culpados. E uma explicação
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca intelectual de Bruno Garschagen, lembrando que o que está acontecendo neste momento no Rio de Janeiro revela que a relação do carioca com a política não mudou muito desde o final do século 19.

Ver mais

Quando eu crescer

Quando eu crescer

Luciano Pires -

Meu filho completou 26 anos! E durante aquelas viagens no tempo que – a cada aniversário – os pais fazem com seus bebês, revivi o momento em que, aos 19 anos de idade, diante do vestibular, ele teve que escolher o que seria “quando crescesse”. Até então eu havia dito que era cedo para definir o futuro, mas que ele deveria conversar com profissionais, visitar pessoas, fazer testes de aptidão, usar todos os recursos para avaliar as oportunidades de carreira profissional.

É claro que ele não fez nada daquilo. Seguiu o coração e um dia disse:

– Pai, tá decidido. Quero fazer Artes Plásticas.

Hein? Artes plásticas? Visualizei-o com trinta e cinco anos, cara de cinquenta, barbudo, de papete e bolsa a tiracolo, vendendo pulseirinhas na praia… Meu filho, pô! Meu investimento! Artista plástico? No Brasil? O coitado vai passar fome!

– Artes plásticas? Você tem certeza?
– Tenho, pai. É isso que quero fazer.

Enquanto eu segurava pelos cabelos a mãe dele, que havia saltado pela janela do segundo andar, contei até dez e disse o melhor que pude:

– Muito bem. Se é isso que você quer, vamos encarar. Não tenho a menor idéia se daqui a cinco ou dez anos você será artista, gerente de banco, dono de Pet Shop ou executivo de multinacional, mas uma coisa eu sei: você vai ter que cursar a melhor escola de artes plásticas do Brasil.

Ao transitar do emocional para o racional durante aquele “contei até dez”, me lembrei de um caro amigo, o Sidney, que se formou engenheiro químico e nunca mais olhou para uma tabela periódica. Foi trabalhar em vendas, transformando-se num grande executivo global, presidente de empresas multinacionais.
Recordei-me de outro amigo, o Marco, que se formou em agronomia e nunca trabalhou no ramo. Hábil em economia e finanças, tornou-se consultor especializado em franquias e venda e aquisição de empresas. E um dia me disse:

– Luciano, foi minha formação em agronomia que permitiu que eu tivesse uma visão de negócios completamente diferente dos outros consultores.

Lembrei-me também do suporte que recebi de meu pai em 1974 quando, aos 18 anos de idade, decidi sair de Bauru para estudar Comunicação Visual na capital. Até hoje não consigo explicar para minha mãe que raio de profissão é essa, mas foi com um diploma de “comunicador visual” que construí uma bem sucedida carreira de vinte e seis anos como executivo de uma multinacional de autopeças. Algo que nunca imaginei aos 19 anos…

Respeitando a carreira que escolhi seguir, meu pai preocupou-se em garantir que eu tivesse a melhor formação possível. Ele sabia que o resto viria como conseqüência.  

Muito bem. O Dani formou-se em artes plásticas na melhor escola e hoje, aos 26 anos de idade, trabalha com produção de vídeos, dando vazão à criatividade, atendendo clientes de grandes corporações e fazendo planos.

Quer saber? Não há o que pague o orgulho que sinto por ter apoiado seus sonhos.

Luciano Pires