Artigos Café Brasil
Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

Café Brasil 613 – Biologia política
Café Brasil 613 – Biologia política
E aí? Você é de direita ou de esquerda? Se incomoda com ...

Ver mais

612 – O Efeito Genovese
612 – O Efeito Genovese
Em 1964, Kitty Genovese foi assassinada em Nova York. ...

Ver mais

611 – Momentos felizes
611 – Momentos felizes
Felicidade não existe. O que existe na vida são ...

Ver mais

610 – Abre-te Sésamo
610 – Abre-te Sésamo
Abre-te Sésamo é a frase mágica do conto de Ali-Babá e ...

Ver mais

LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 - Hoje conversamos com Romeo Busarello, É ...

Ver mais

Lídercast 108 – Leandro Nunes
Lídercast 108 – Leandro Nunes
LíderCast 108 - Hoje conversamos com Leandro Nunes, um ...

Ver mais

Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Hoje conversamos com Lucia Bellocchio, uma jovem ...

Ver mais

LíderCast 106 – Labi Mendonça
LíderCast 106 – Labi Mendonça
LíderCast 106 - 106 - Hoje conversamos com Labi ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Interpretações do Brasil X – As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Interpretações do Brasil X As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo “Bons jogos dependem mais de boas regras do que de bons jogadores.” James Buchanan  Considerações iniciais A ...

Ver mais

O que aprender quando o futuro já era
Mauro Segura
Transformação
A minha experiência no ano passado mostrou que a história de viver cada dia como se fosse o último é uma baboseira. Aprendi que eu não preciso ter planos mirabolantes para ter uma vida digna, ...

Ver mais

MInha culpa é sua, camarada!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A tragédia do edifício que pegou fogo e desabou no Largo do Paissandu, em São Paulo, desvendou mais um bem bolado golpe; e golpe, novamente, travestido de “movimento social”: A máfia das invasões ...

Ver mais

O domínio esquerdista na dramaturgia brasileira
Bruno Garschagen
Ciência Política
Hoje, não há qualquer ameaça ao domínio da esquerda nas novelas, filmes, séries, teatro, programas de TV, jornalismo. Por isso a reação agressiva quando alguma obra fura a ditadura cultural.

Ver mais

Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Não interessa determinar o que é verdade e o que é ...

Ver mais

Cafezinho 72 – Fake News 1
Cafezinho 72 – Fake News 1
Quem julga o juiz?

Ver mais

Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Reenquadre o otário e ele vira ouro. Reenquadre a ...

Ver mais

Cafezinho 70 – O Efeito Genovese
Cafezinho 70 – O Efeito Genovese
O comportamento de quem vê algo errado e nada faz a ...

Ver mais

Poder e responsabilidade

Poder e responsabilidade

Luciano Pires -

Patrick Snay, 69, era diretor da Gulliver Preparatory School em Miami, Florida. Quando seu contrato de trabalho não foi renovado para o período 2010/11, processou a escola por discriminação etária. Acharam que ele estava velho demais para o cargo. Em Novembro de 2011 ele e a escola entraram em acordo. Snay receberia US$10.000 em salários atrasados, uma indenização de US$80.000 e mais US$60.000 para seus advogados.?Mas antes que a tinta do acordo secasse, a filha de Snay postou para seus 1.200 amigos no Facebook o seguinte: “Mamãe e papai ganharam a causa contra a Gulliver. A Gulliver agora está oficialmente pagando minhas férias de verão na Europa. SUCK IT.”?”Suck it” é nosso popular “chupa”. O post foi visto por dezenas de estudantes da Gulliver, chegando à diretoria da escola que alegou quebra da cláusula de confidencialidade. E o Sr. Snay perdeu os 80 mil dólares…

A filha de Snay tinha 1.200 amigos no Facebook. Você consegue imaginar alguém em contato com 1.200 amigos em 1990? 1980? 1970? Impossível. Não havia como fazê-lo, estávamos limitados a quem conseguíamos alcançar por carta, telegrama, telefone e email. Ninguém conseguia se comunicar diretamente com 1.200 pessoas com um simples toque numa tecla. Essa capacidade surgiu quando os Facebooks tornaram-se acessíveis. E isso é uma maravilha.

Com 100 curtidores, amigos ou seguidores, você já é um potencial formador de opinião, alguém capaz de contribuir positivamente compartilhando opiniões e conhecimento, coisa que só jornalistas e escritores podiam fazer, indiretamente, pouco tempo atrás. Mas com essa capacidade vem uma coisinha chamada responsabilidade, que muita gente relega para segundo plano. Especialmente os mais jovens.

Em minha palestra O Meu Everest falo de duas palavrinhas que tem tudo a ver com essa questão da responsabilidade: impacto e influência. Que impacto causo nas pessoas com as quais tenho contato? Que influência exerço sobre elas? Se eu fizer isto, o que é que vai acontecer na sequência? E se eu fizer aquilo, que reação terão as pessoas afetadas? O que aconteceu antes da minha tomada de decisão? O que acontecerá depois? Impacto e influência.

Não sei como você faz, eu ajo assim: sempre que vou tocar no botão “enter” para enviar um email, publicar um post, terminar um texto, releio tudo que escrevi e presto atenção no meu estômago. Se ele gelar, eu leio de novo e mais uma vez. Imagino que sou outra pessoa lendo aquilo. Se me sentir incomodado, deixo de lado para reler mais tarde, suavizando alguma passagem mais dura, complementando uma informação, revendo algum conceito ou simplesmente desistindo da postagem. O exercício é de responsabilidade moral: estou tratando as outras pessoas da forma como gostaria de ser tratado por elas? A filha do Sr. Snay não tomou esse cuidado. Ela tripudiou sobre a escola, achando que estava falando com um grupo de amigos. E estava mesmo, mas num ambiente onde sua falta de responsabilidade moral virou falta de responsabilidade legal. E deu no que deu.

Com os “Facebooks” à mão, você é muito mais poderoso do que pensa. Mas poder traz responsabilidades.

Você tem a força. Cuidado com ela.

Luciano Pires