Artigos Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

587 – Podres de Mimados
587 – Podres de Mimados
Você já reparou como estão mudando os padrões morais, ...

Ver mais

586 – LiderCast 7
586 – LiderCast 7
E o LíderCast vai para a sétima temporada! No programa ...

Ver mais

585 – Tolerância e relativismo
585 – Tolerância e relativismo
Quando aceitamos o relativismo, cada pessoa tem direito ...

Ver mais

Café Brasil 584 – O muitos e o um
Café Brasil 584 – O muitos e o um
Que loucura é essa na qual embarcamos? As pessoas estão ...

Ver mais

LíderCast 087 – Ricardo Camps
LíderCast 087 – Ricardo Camps
Ricardo Camps, empreendedor e fundador do Tocalivros, ...

Ver mais

LíderCast 086 – Gustavo Succi
LíderCast 086 – Gustavo Succi
Gustavo Succi, é especialista em empreendedorismo na ...

Ver mais

LíderCast 085 William Polis
LíderCast 085 William Polis
William é um daqueles empreendedores que a gente gosta: ...

Ver mais

LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LiderCast 084 – Rodrigo Azevedo – Rodrigo Azevedo é ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

A história secreta da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A história secreta da criatividade  Leitura com elevada agregação de conhecimento “Montar uma organização criativa é difícil, mas mantê-la criativa é muito mais. Por quê? Porque todo paradigma ...

Ver mais

Sobre uma incrível oportunidade que perdi na vida
Mauro Segura
Transformação
Nem sempre é fácil avaliarmos as oportunidades que a vida coloca diante de nós, principalmente quando somos muito jovens. Essa é uma história que nunca contei para ninguém, diz respeito a uma ...

Ver mais

Aplicando 5S na vida pessoal
Tom Coelho
Sete Vidas
“Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo, e fazer bem-feito.” (Pitágoras)   Em Administração, utilizamos um expediente importado lá do Oriente, mais precisamente do Japão ...

Ver mais

Irmãos cara de pau
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Tudo bem, o Brasil todo tá cansado de saber que ministério é apenas moeda de troca política; bons tempos em que servia só para alavancar os assuntos, prioridades e planejamento de cada pasta. ...

Ver mais

Cafezinho 20 – A professora
Cafezinho 20 – A professora
imagine se milhares, milhões de brasileiros pensassem ...

Ver mais

Cafezinho 19 – Mia Couto
Cafezinho 19 – Mia Couto
Mia Couto fala de umas coisas que têm sido esquecidas: ...

Ver mais

Cafezinho 18 – Indicativa x Impositiva
Cafezinho 18 – Indicativa x Impositiva
Indicativa x impositiva. Uma palavrinha muda tudo...

Ver mais

Cafezinho 17 – Oportunismo disciplinado
Cafezinho 17 – Oportunismo disciplinado
Oportunismo disciplinado. Mais que os 60% de ...

Ver mais

Os tortos e os direitos

Os tortos e os direitos

Luciano Pires -

Desarmem sim. Desarmem já. Desarmem os loucos. Desarmem os desequilibrados. Os irresponsáveis. Os inconseqüentes. Os imaturos. Os ignorantes. Os bandidos. Os desonestos. Os terroristas. Os anarquistas. Os seqüestradores. Os brutos. Os imorais. Os amorais. Os brutamontes. Os depressivos. Os neurastênicos. Os maus. Os ébrios. Os alucinados. Os amargos. Os mal humorados. Os vingativos. Os desesperados. Os estúpidos. Os idiotas. Os violentos. Os sem consciência. Os ladrões. Os assassinos. Os sádicos. Os indignos. Os torcedores uniformizados. Os pobres de espírito. Os esquizofrênicos… Os tortos.

Coloquem todos os voluntários, toda energia, toda a mídia e todo o dinheiro nos processos para separar os tortos dos direitos. 

Mas não desarmem só os direitos. 

Eu sou direito.

Sou pacífico, muito equilibrado. Fujo das confusões e provocações. Respeito as leis. Jamais partiria para o confronto físico, a não ser em defesa da minha família. E nessa hora, dependendo do oponente, quero ter uma arma. E, se for um bandido, quero uma arma de fogo. Conseguirei atirar? Depende da ameaça. Mas com a arma nas mãos eu teria garras e dentes. Rosnaria para o predador, que pensaria duas vezes antes de atacar, talvez preferindo procurar um animal indefeso, um filhote, que não esboçasse reação.

Mas quero que seja proibido que civis andem armados na rua. Quero que o processo para comprar uma arma e registrá-la, seja tão difícil quanto abrir uma empresa. Quero que periodicamente tenha que ser feito um novo registro. Quero que o registro custe caro. Quero fiscalização dura sobre as lojas que vendem armas. Quero exames psicológicos, psicotécnicos, físicos, antropológicos, sociológicos e todos os lógicos para quem quiser comprar armas. Quero que quem não cumprir a lei, seja punido exemplarmente. Quero que o governo faça sua parte no combate ao contrabando e aos bandidos. Quero polícia armada, preparada e ostensiva. Quero que a justiça acabe com a impunidade. Quero que a mídia dedique-se ao assunto com a mesma ênfase com que cobre o casamento do jogador de futebol.

Mas quero a liberdade de ter minha arma, seguramente guardada em casa, sob minha inteira e total responsabilidade. Eu sou direito. 

Quero tratamento diferente dos tortos. Quero liberdade de ter garras e dentes para resistir aos predadores. Quero poder rosnar em vez de miar.Respeito quem quer desarmar os tortos e os direitos. Mas primeiro, os tortos.

Por isso votarei contra o desarmamento. Contra esse que está aí.

São Paulo, 22 de setembro de 2005

Luciano Pires, o redundante.