Artigos Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

587 – Podres de Mimados
587 – Podres de Mimados
Você já reparou como estão mudando os padrões morais, ...

Ver mais

586 – LiderCast 7
586 – LiderCast 7
E o LíderCast vai para a sétima temporada! No programa ...

Ver mais

585 – Tolerância e relativismo
585 – Tolerância e relativismo
Quando aceitamos o relativismo, cada pessoa tem direito ...

Ver mais

LíderCast 087 – Ricardo Camps
LíderCast 087 – Ricardo Camps
Ricardo Camps, empreendedor e fundador do Tocalivros, ...

Ver mais

LíderCast 086 – Gustavo Succi
LíderCast 086 – Gustavo Succi
Gustavo Succi, é especialista em empreendedorismo na ...

Ver mais

LíderCast 085 William Polis
LíderCast 085 William Polis
William é um daqueles empreendedores que a gente gosta: ...

Ver mais

LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LiderCast 084 – Rodrigo Azevedo – Rodrigo Azevedo é ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

O exercício da perda
Tom Coelho
Sete Vidas
“Enquanto o poço não seca, não sabemos dar valor à água.” (Thomas Fuller)   Um dia você depara com a logomarca da empresa em que trabalha estampada numa página de revista, numa folha de ...

Ver mais

A história secreta da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A história secreta da criatividade  Leitura com elevada agregação de conhecimento “Montar uma organização criativa é difícil, mas mantê-la criativa é muito mais. Por quê? Porque todo paradigma ...

Ver mais

Sobre uma incrível oportunidade que perdi na vida
Mauro Segura
Transformação
Nem sempre é fácil avaliarmos as oportunidades que a vida coloca diante de nós, principalmente quando somos muito jovens. Essa é uma história que nunca contei para ninguém, diz respeito a uma ...

Ver mais

Aplicando 5S na vida pessoal
Tom Coelho
Sete Vidas
“Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo, e fazer bem-feito.” (Pitágoras)   Em Administração, utilizamos um expediente importado lá do Oriente, mais precisamente do Japão ...

Ver mais

Cafezinho 21 – Perguntas difíceis
Cafezinho 21 – Perguntas difíceis
Por isso meu conselho é: siga quem faz perguntas ...

Ver mais

Cafezinho 20 – A professora
Cafezinho 20 – A professora
imagine se milhares, milhões de brasileiros pensassem ...

Ver mais

Cafezinho 19 – Mia Couto
Cafezinho 19 – Mia Couto
Mia Couto fala de umas coisas que têm sido esquecidas: ...

Ver mais

Cafezinho 18 – Indicativa x Impositiva
Cafezinho 18 – Indicativa x Impositiva
Indicativa x impositiva. Uma palavrinha muda tudo...

Ver mais

O Tiozinho

O Tiozinho

Luciano Pires -

O TIOZINHO

Sábado, 25 de junho, completo 49 anos de idade. A cada manhã diante do espelho, custo a acreditar que estou prestes a me tornar um cinqüentão. Mas os cabelos brancos, as rugas e a olheira não deixam dúvidas. Virei um tiozinho.
Meio século de vida aumenta as dores nas costas, diminui a audição, a vista enfraquece… Fisicamente, envelhecer é uma merda.
Mas pra compensar (será?), mentalmente fiquei mais rico. Estou me tornando o mala que, pra cada assunto, tem uma história antiga pra contar.
E hoje tomo decisões com uma facilidade que não tinha aos trinta anos. É o benefício da vivência, da experiência. Tenho mais jogo de cintura para lidar com os idiotas, por exemplo. Se antigamente eu me incomodava com eles, hoje simplesmente deixo pra lá. Não tenho tempo a perder com imbecilidades.
Crianças…Tomaram outro significado. Não são mais aqueles pentelhos barulhentos. Agora são explosões de energia, cujo som traz alegria à minha vida. Mas… Minhas crianças agora têm 21 e 15 anos. Não são mais crianças, justamente no momento em que sinto que preciso de crianças por perto.
Acho que entrei na fase pré-avô…
O mundo tomou outros significados. O preto e branco passou a ter tons de cinza. Não tenho mais posições radicais, compreendo que nada é definitivo, nada é totalmente bom nem totalmente ruim. E não existem deuses sobre a face da terra. Os homens e mulheres, não importa em que posição, são iguais a mim: cheios de defeitos. Incapazes de resolver os grandes problemas da humanidade ou do vizinho.
Não existem mais heróis. Nem santos.
Pois é…
Sou um brasileiro chegando aos cinqüenta. Minha geração, de certa forma, perdeu o bonde. Éramos jovens demais em 1968 para participar das mudanças do mundo. Amadurecemos entre o amor livre e a Aids. Fomos crianças quando quase não havia televisão. Achávamos que no ano 2000 estaríamos vivendo em outros planetas. Vimos o computador nascer. Incorporamos o automóvel em nossas vidas desde pequenos. Adotamos o controle remoto e o celular com dificuldade…
Minha geração é a da perplexidade.
E é assim, perplexo, que no ano que vem chegarei aos cinqüenta.
Por enquanto, posso assegurar que jamais estive tão ativo. Construí uma rede de amigos pela Internet, cujo alcance e tamanho, desconheço. Mas que a cada dia, a cada semana, me dá o prazer de perceber que, do lado de lá deste teclado, existe inteligência.
Muito bem.
Amanhã a casca do Lucianinho fica mais velha. Mas o moleque continua lá, doidinho pra sacanear os cinqüentões.
Vida longa ao moleque.
E tiozinho, é a mãe.