Artigos Café Brasil
#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Ao longo de 2018 o Café Brasil Premium decolou e ...

Ver mais

#Retrospectiva PodSumários
#Retrospectiva PodSumários
Comece 2019 praticando o Fitness Intelectual. A barriga ...

Ver mais

657 – Brumadinho e a Challenger
657 – Brumadinho e a Challenger
A tragédia da explosão da Challenger em 1986 marcou ...

Ver mais

656 – Rua Ramalhete
656 – Rua Ramalhete
Este programa é uma homenagem ao Tavito, que faleceu em ...

Ver mais

655 – É carnaval
655 – É carnaval
Tem gente boa, muito boa, fazendo a legítima música de ...

Ver mais

654 – Sarau Café Brasil III
654 – Sarau Café Brasil III
Realizamos mais uma edição do Café Brasil Premium, ...

Ver mais

LíderCast 145 – Ana Paula Andrade
LíderCast 145 – Ana Paula Andrade
CEO de uma multinacional de trademarketing, a Marco ...

Ver mais

LíderCast 144 – Daniel Arcoverde e Rafael Belmonte
LíderCast 144 – Daniel Arcoverde e Rafael Belmonte
Os jovens empreendedores que criaram a netshow.me, uma ...

Ver mais

LìderCast 143 – Doug Alvoroçado
LìderCast 143 – Doug Alvoroçado
Esse alvoroçado não é nome não, é adjetivo. Um ...

Ver mais

LíderCast 142 – Marcelo Pimenta
LíderCast 142 – Marcelo Pimenta
O Menta é um facilitador da inovação, um inquieto ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Uma certa ideia de Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Uma certa ideia de Brasil Excelente retrospectiva de 2003 a 2018 “Precisamos ter uma ideia de como nos vemos como país, de nosso passado, nosso presente e nosso futuro.” Pedro Malan Este não é, ...

Ver mais

CAPÍTULO 2 – LINGUAGEM E SEUS SÍMBOLOS (parte 4)
Alexandre Gomes
O caminho até agora está ficando longo, não é? Por mais que eu use exemplos próximos da realidade; ainda assim, eu e você estamos buscando entender conceitos abstratos. Afinal, estamos falando ...

Ver mais

Só envelhece quem perde a curiosidade
Henrique Szklo
O mundo está muito óbvio. As coisas têm sido analisadas pelos pontos de vista mais superficiais e, em geral, equivocados. Julga-se por aparência, por condição financeira, por orientação sexual, ...

Ver mais

Defendam Douglas também
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não conhece Douglas Leandro Clizesqui? Sem problemas. Ninguém conhece. Ele é pai de Douglas Murilo, uma das oito vítimas fatais no massacre da escola estadual em Suzano; o caso todos conhecem. ...

Ver mais

Cafezinho 161 – A prisão do ex-presidente
Cafezinho 161 – A prisão do ex-presidente
Embora pareça que tudo está dentro da esfera criminal, ...

Ver mais

Cafezinho 160 – Os cinco estágios
Cafezinho 160 – Os cinco estágios
Ajudando a compreender o cenário político brasileiro.

Ver mais

Cafezinho 159 – O bobo da corte
Cafezinho 159 – O bobo da corte
O palhaço, o bobo, o gozador, é o único a perceber a ...

Ver mais

Cafezinho 158 – O tempo que lhe resta
Cafezinho 158 – O tempo que lhe resta
Dê o primeiro passo para fazer com que o tempo de vida ...

Ver mais

Ô Tédio…

Ô Tédio…

Luciano Pires -



Ô TÉDIO…



E a turma da área de comunicação decidiu inovar e criou uma mensagem de espera telefônica diferente. Aproveitando umas propagandas de rádio bem humoradas, fez com que quem ligasse para a empresa, ouvisse uma mensagem alegre, engraçada e diferente daquela musiquinha de crematório que outras empresas escolhem… Resultado?


Alguns diretores da empresa entraram em pânico. Onde já se viu? Uma mensagem alegre e bem humorada para quem liga para uma empresa séria como a nossa? Depois de muita pressão, a mensagem foi retirada do ar e substituída por algo mais… digamos… normal.


Agora, quem liga para a empresa ouve uma mensagem de gente séria…


Essa história me faz lembrar de como é perigoso atender às expectativas de nossos clientes. No caso da chamada telefônica, os diretores não entenderam que os clientes não eram eles, os diretores, mas sim os clientes externos da empresa. E deram vazão a seus preconceitos.


A mensagem telefônica bem humorada foi feita para superar, quebrar, e não simplesmente atender, as expectativas. Quando atendemos expectativas, somos previsíveis. Fazemos o esperado, o “normal”. Falamos o que os outros querem ouvir… Sabe que estratégia é essa?


É a estratégia do cagaço.


É mais seguro fazer o que as pessoas acham que é normal. Isso evita que elas pensem a respeito. Evita o risco de alguém não gostar. É a estratégia da previsibilidade, da aposta só na segurança, Do tédio…


Ser tedioso é transmitir falta de sensibilidade, de garra, de coração. Falta de alma, de tesão, de entusiasmo: cagaço!


Pense bem, ao botar a cabeça no travesseiro para dormir e repassar o seu dia, do que é que você se lembra? Das coisas rotineiras? Ou das coisas que quebraram a rotina?


Garanto que você só vai se lembrar das quebras da rotina. Afinal, como diz Washington Olivetto, “se ninguém se incomoda, todo mundo acha que está tudo correto, tudo certinho, a chance de não acontecer nada é muito grande”.


Vou mais longe. Além de não acontecer nada, a inteligência é deixada de lado. Tudo fica no automático. Seguem-se as regras e o que temos é:


“Você ligou para a empresa tal. Nossa empresa é o máximo. Sua ligação é muito importante para nós. Aguarde que um de nossos colaboradores vai atendê-lo assim que possível”.


É chato, né? Igual a todos os outros, né? Previsível, né?


É. Mas é seguro.


Ô tédio…