Artigos Café Brasil
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

579 – A arte de falar merda
579 – A arte de falar merda
Tenha um filtro, meu caro, minha cara. Para o bem do ...

Ver mais

578 – O Círculo de ouro
578 – O Círculo de ouro
Você já parou para pensar que talvez ninguém faça ...

Ver mais

577 – Dois pra lá, dois pra cá
577 – Dois pra lá, dois pra cá
Existe uma divisão política, social e cultural no ...

Ver mais

576 – Gratitude
576 – Gratitude
Gratitude vem do inglês e francês e significa que ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 – Lúcia Helena Galvão Maya é diretora da ...

Ver mais

LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 – Tito Gusmão – Tito Gusmão é um jovem ...

Ver mais

LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 –Marcio Appel executivo à frente da ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Aplicando 5S nos escritórios de advocacia
Tom Coelho
Sete Vidas
“Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo, e fazer bem-feito.” (Pitágoras)   Em Administração, utilizamos um expediente importado lá do Oriente, mais precisamente do Japão ...

Ver mais

Sorte? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Chamam a atenção frases do tipo… “Não me inveje, trabalhe!”. Costuma enfeitar vidros traseiros e para-choques de caminhão. E o motivo é simples: Pode não decorar um luxuosíssimo Bugatti ...

Ver mais

Os jacobinos da “nova direita”
Bruno Garschagen
Ciência Política
Quando os antissocialistas mimetizam a mentalidade e a ação política do inimigo, tornam-se o espelho da perfídia.

Ver mais

A hora e a vez da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A hora e a vez da criatividade  Por que não no Brasil? “Eu olho para as coisas como elas sempre foram e pergunto: Por quê? Eu olho para as coisas como elas poderão vir a ser e pergunto: Por que ...

Ver mais

Cafezinho 7 – Polícia Federal – O filme
Cafezinho 7 – Polícia Federal – O filme
Ou eu dei azar ou quem PRECISA assistir o filme, para ...

Ver mais

Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Sobre como aprender com nossos insucessos, ...

Ver mais

Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
O nome disso é livre mercado, goste você de Pimenta ...

Ver mais

Cafezinho 4 – A intolerância
Cafezinho 4 – A intolerância
Uma organização conhecida por investir em cultura ...

Ver mais

O sexagenário

O sexagenário

Luciano Pires -

Fila de embarque no voo para o nordeste. Nos alto falantes, algo parecido com “passageiros do voo x para a cidade y, vamos iniciar os procedimentos de embarque. Na fila da direita as prioridades reconhecidas por lei, seguidas dos portadores dos cartões x,y,z.” Prioridades reconhecidas por lei são gestantes, pessoas com problemas de locomoção e com mais de 60 anos. Eu tinha acabado de completar 60 anos, entrei na fila. Enquanto me aproximava do portão, pude sentir dezenas de olhares fulminantes. Eu não tenho cara de 60, não me visto como quem tem 60, não ando como que tem 60, aparento ter menos. Ao me ver na fila, a moça da companhia aérea veio na minha direção:

– Senhor, esta é a fila de prioridades.

– Eu sei.

– O senhor está com eles? (apontando para um casal de velhinhos na minha frente).

– Não.

– Então o senhor tem de ir para a outra fila. Aqui é prioridade por lei.

– Eu tenho 60 anos.

– Ah…

Ela vira as costas e vai embora, mas continuo a sentir o fuzilamento dos olhares dos passageiros nas outras filas, provavelmente xingando de todos os nomes o espertinho que furava a fila dos velhinhos. E me bateu uma sensação de culpa, deu vontade de mostrar meu RG pra todo mundo. Bateu a necessidade de me justificar… Cara, mas é meu direito!

Convenhamos: o embarque e desembarque em aviões não é uma coisa agradável, é um processo jurássico, especialmente no Brasil. Todo mundo quer ser o primeiro a entrar, tem uma turma confusa, o avião é apertado, se bobear ocupam seu espaço de bagagem, é um saco. Se surgir a chance de facilitar, vou usar. Por isso sempre fiz questão e usar a fila de quem tem o cartão ouro de milhagem das companhias aéreas, a fila que entra logo depois dos velhinhos. Nunca me questionei ou senti necessidade de me justificar, afinal eu estava usando um direito adquirido, pelo qual paguei ao voar as milhas necessárias para usar a fila de prioridades.

Mas desta vez era diferente. Passar à frente dos outros porque paguei por isso nunca me trouxe qualquer constrangimento. Era mérito. Fiz por merecer e tinha em mãos meu cartão. Mas passar à frente porque tenho idade suficiente para isso, me constrangeu, mesmo eu tendo em mãos meu documento de identidade. Eu não me esforcei pra ficar velho… Envelhecer não é mérito.

Pensei muito a respeito e cheguei à conclusão. A questão é que ninguém precisa parecer ter o cartão de milhagens, mas precisa parecer ter mais de 60. Parecer ter. Aparência. O que me incomoda é o olhar de censura dos que ignoram a idade que eu tenho. Me incomoda o que os ignorantes pensam de mim! Me incomoda a certeza de que a maioria acha que sou mais um pequeno corrupto me aproveitando da situação!

E aí vem uma questão moral: devo exercer um direito mesmo não precisando dele? Ué, mas isso não se aplica ao direito do cartão de milhagem também?

Bem… to mergulhado nessa reflexão. Enquanto não resolvo a questão, tomei uma providência. Mandei fazer uma camisa com a inscrição: “tenho mais de 60” pra usar quando viajar de avião.