Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 719 – Licença poética
Café Brasil 719 – Licença poética
Quem me acompanha há muitos anos sabe que tive um amigo ...

Ver mais

Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 12 – The Dark Side Of The Moon
Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 12 – The Dark Side Of The Moon
Olha, este é outro daqueles programas de sonho, ...

Ver mais

Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 11 – Qual é seu propósito?
Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 11 – Qual é seu propósito?
Eu acho que você já deve ter sido questionado sobre ...

Ver mais

Café Brasil 718 – No lugar do outro
Café Brasil 718 – No lugar do outro
É nos momentos de tempestade, de crise, quando não há ...

Ver mais

LíderCast 201 – Marco Piquini
LíderCast 201 – Marco Piquini
Ex-executivo da Fiat, um profissional de comunicação, ...

Ver mais

LíderCast 200 – Marcio Ballas
LíderCast 200 – Marcio Ballas
Apresentador de televisão, ator e palhaço profissional. ...

Ver mais

LíderCast 199 – Ricardo Corrêa
LíderCast 199 – Ricardo Corrêa
Empreendedor, fundador da Ramper, uma conversa ...

Ver mais

LíderCast 198 – Hélio Contador
LíderCast 198 – Hélio Contador
Ex-executivo de grandes empresas do setor automotivo, ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Minuto da Produtividade 1 – A arte de dizer não!
Minuto da Produtividade 1 – A arte de dizer não!
Produtividade é a arte de dizer NÃO!

Ver mais

5 desafios para os negócios nessa crise da COVID-19
Michel Torres
“Nada é permanente, exceto a mudança.” Heráclito de Éfeso À medida que a crise da COVID-19 continua impactando a todos, a pergunta sobre “quando vai passar?” vai dando lugar a “o que ...

Ver mais

A atualidade de Malthus
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A atualidade de Thomas Malthus “O famoso contraste que Malthus estabeleceu entre as duas espécies de progressões – o aumento geométrico da população e o crescimento aritmético da produção de ...

Ver mais

QI, educação e literatura
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O QI médio em praticamente todos os países do mundo cresceu muito nos últimos 100 anos.   Na Alemanha e nos EUA, o crescimento do QI médio foi de mais de 30 pontos. No Quênia e na Argentina, foi ...

Ver mais

Perfeccionismo só é defeito quando mal utilizado
Henrique Szklo
Iscas Criativas
Ao ser questionada sobre quais são seus defeitos, muita gente coloca, envergonhadamente, o perfeccionismo como um dos mais tóxicos, como está na moda dizer. Muitos, inclusive, culpam este ...

Ver mais

Cafezinho 285 – O Buraco Negro
Cafezinho 285 – O Buraco Negro
A única resposta é: “O senhor tem de aguardar”.

Ver mais

Cafezinho 284 – A polarização de araque
Cafezinho 284 – A polarização de araque
Assistir a rinha de galos diária tem o mesmo efeito que ...

Ver mais

Cafezinho 283 – COVID 20
Cafezinho 283 – COVID 20
Precisamos reconhecer quem fez um bom trabalho e punir, ...

Ver mais

Cafezinho 282 – O cochilo de 50 anos
Cafezinho 282 – O cochilo de 50 anos
Passada a pandemia, teremos de ser ainda mais ...

Ver mais

O que falta

O que falta

Luciano Pires -

Final de ano é sempre ativo para palestras, olha só o que aconteceu comigo nas últimas duas semanas: palestrei em São Paulo para a Ford, no segmento automobilístico; em Cuiabá para o SENAR, na área de educação rural; em Cabreúva para a Böllhoff, no segmento industrial; em Curitiba para a Volvo, também no segmento automotivo, e em Goiânia para o Ministério Público de Goiás, no setor do serviço público. E hoje estou com a Consinco, no segmento de tecnologia da informação, em Ribeirão Preto. Um pouco antes palestrei em Cuiabá para a IFMT, no setor da educação; na Bahia para o SimpoVidro, segmento vidreiro; em Minas Gerais para a Aperam, no setor do aço; em Ribeirão Preto para a Faculdade de Odontologia; em Foz do Iguaçú para os Agentes do Desenvolvimento do Sebrae… E para muitos, muitos outros.

Nos últimos anos viajei por todo o país, para completar o Brasil só falta Fernando de Noronha. O mais legal na profissão de palestrante é exatamente isso: o contato com diversos setores da sociedade, não só conhecendo cidades e pessoas de regiões diferentes, mas segmentos de atividades totalmente distintas.

Muito bem, já contei que sou um viajante. Agora quero ir ao que realmente interessa. Em todos os lugares em que estive palestrando encontrei grupos de pessoas promovendo alguma ação efetiva. Eram 100, 400, 1000 e até 3000 pessoas reunidas, todas, sem exceção, buscando fazer algo melhor, crescer, ampliar negócios, aumentar seus repertórios, inaugurar projetos, comunicar objetivos, planejar o futuro, conhecer pessoas. Nunca estive num evento com platéia de resignados esperando o futuro acontecer. E isso é impressionante, sabe por quê? Porque sou apenas um dos milhares de palestrantes que circulam pelo Brasil diariamente, cada um deles topando com uma realidade semelhante à que descrevi. E se somos milhares, significa que falamos para milhões. Todo dia. Em todo o país.

Por outro lado, raramente vi na televisão, no jornal, no rádio, algum dos eventos dos quais participei. Não vi a notícia de que milhões de brasileiros e brasileiras estiveram reunidos para trabalhar efetivamente por um futuro melhor. Isso nunca é notícia. No entanto, são milhões. Todo dia…

Encontrar essa gente é o que ainda me dá esperança de que conseguiremos construir um Brasil no qual valha a pena viver, crescer, criar nossos filhos, confiar nos que nos representam, sentir segurança, felicidade e orgulho. É gente demais querendo isso, não dá para não dar certo.

Bem, mas se somos milhões verdadeiramente interessados, o que é que falta? Se eu fosse ficar no trivial, diria que falta educação, faltam políticos honestos, faltam corruptos na cadeia, etc. Mas não acho que seja isso o que realmente falta.

O que falta mesmo é conectar as pessoas. Falta que os milhões interessados em fazer com que suas empresas, seus negócios, suas carreiras evoluam, comecem a pensar o mesmo para a nação.

Quero que minha empresa cresça, que seja um sucesso, que proporcione meu sustento e dos meus. Mas quero que isso aconteça de forma ética, enquanto contamino outras pessoas com ideias, com inspiração, com orientação, com iluminação. Quero ajudá-las a desenvolver ideias próprias, a entender causa e conseqüência, a perceber quando estão sendo manipuladas. E posso fazer isso palestrando, vendendo pão, produzindo parafusos, dirigindo um táxi ou trabalhando como engenheiro!

Quero que meu sucesso tenha um propósito maior que “o meu” sucesso. Quero que você seja bem sucedido junto comigo.

Já pensou se aqueles milhões passarem a pensar – e agir – nessa direção?

Luciano Pires