Artigos Café Brasil
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

597 – Simplifique
597 – Simplifique
O programa de hoje é um presente. Reproduzimos na ...

Ver mais

596 – A complicada arte de ver – revisitado
596 – A complicada arte de ver – revisitado
“A árvore que o sábio vê não é a mesma árvore que o ...

Ver mais

595 – A empatia positiva
595 – A empatia positiva
Se você construir uma linha emocional imaginária, numa ...

Ver mais

594 – Sultans of Swing
594 – Sultans of Swing
Láááááá em 1977 uma obscura banda inglesa começou a ...

Ver mais

LíderCast 96 – Ricardo Geromel
LíderCast 96 – Ricardo Geromel
Ricardo Geromel, que sai do Brasil para jogar futebol, ...

Ver mais

LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
Pascoal da Conceição, que fala sobre a vida de ator no ...

Ver mais

LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
Marcelo e Evelyn Barbisan. O Marcelo é médico, a Evelyn ...

Ver mais

LíderCast 93 – Max Oliveira
LíderCast 93 – Max Oliveira
Max Oliveira, empreendedor que fundou a Max Milhas, uma ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

País de Santos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Há dias um assunto artificialmente inflado ocupa sites e jornais: A posse interrompida da ex-quase-futura ministra do Trabalho, deputada federal Cristiane Brasil (PTB/RJ), filha do conhecido ...

Ver mais

Jonatan, o Tolo
Bruno Garschagen
Ciência Política
Jonatan é o tolo cuja credulidade fantasiosa corrompeu qualquer traço de inocência

Ver mais

Projeções econômicas do Brasil para 2018
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Projeções econômicas do Brasil para 2018[1] Com uma sólida formação humanista, um economista pode afirmar que quanto menor a intervenção do Estado na economia de mercado, mais rico será este país ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Cafezinho 39 – Como fazer críticas nutritivas
Cafezinho 39 – Como fazer críticas nutritivas
Num cafezinho anterior falei sobre a importância de ...

Ver mais

Cafezinho 38 – A agarra
Cafezinho 38 – A agarra
Basta implantar uma dúvida, uma agarra... e pronto! A ...

Ver mais

Cafezinho 37 – Sobre críticas
Cafezinho 37 – Sobre críticas
Saber avaliar as críticas é fundamental, mas saber ...

Ver mais

Cafezinho 36 – Velhos problemas
Cafezinho 36 – Velhos problemas
O Brasil não tem problemas novos.

Ver mais

O importômetro

O importômetro

Luciano Pires -

A Associação Comercial de São Paulo instalou no centro financeiro da cidade um grande placar luminoso chamado Impostômetro. O placar mostra em tempo real a quantidade de dinheiro arrecadada em impostos no país. No dia 13 de setembro de 2011 chegou à marca de R$ 1 trilhão no ano. Quer ver quanto é um trilhão? É isto: R$ 1.000.000.000.000,00…

A marca foi atingida 35 dias mais cedo que em 2010, indicando aumento de velocidade na arrecadação. Estimativas calculam que o brasileiro trabalha cerca de 150 dias por ano apenas para pagar impostos.

Um material que circula pela internet, chamado CARREGANDO O ELEFANTE, tem um raciocínio interessante logo na abertura:

Digamos que você receba de salário R$ 5 mil por mês. Impostos como o de Renda e o INSS, levarão 35% para o governo. Restarão R$ 3.250,00 que você usará para comprar os produtos e serviços que precisa e sobre os quais tornará a pagar impostos. O IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário elaborou uma tabela mostrando quanto pagamos de impostos quando compramos alguns produtos. É bom saber:

Produtos alimentícios básicos: Carne bovina, 18,63%. Frango, 17,91%. Peixe, 18,02%. Sal, 29,48%. Trigo, 34,47%. Arroz, 18%. Óleo de soja, 37,18%. Farinha, 34,47%. Feijão, 18%. Café, 36,52%. Açúcar, 40,4%. Leite, 33,63%. Macarrão, 35,20%. Biscoito, 38%.

Passagens aéreas, 8,65%. Transporte rodoviário interestadual de passageiros, 16,65%; transporte urbano, 22,98%. Medicamentos, 36%. Conta de água, 29,83%. Conta de luz, 45,81%. Conta de telefone, 47,87%. Cigarro, 81,68%. Gasolina, 57,03%. Achocolatado, 37,84%. Ovos, 21,79%. Frutas, 22,98%. Detergente, 40,50%. Sabão em pó, 42,27%. Desinfetante, 37,84%. Água sanitária, 37,84%. Sabonete, 42%. Shampoo, 52,35%. Condicionador, 47,01%. Desodorante, 47,25%. Aparelho de barbear, 41,98%. Papel Higiênico, 50%. Pasta de dentes, 42,00%.

Material escolar. Caneta, 48,69%. Lápis, 36,19%. Borracha, 44,39%. Papel sulfite, 38,97%. Mochilas, 40,82%. Régua, 45,85%. Pincel, 36,90%.

Bebidas. Água, 45,11%. Cerveja, 56%. Cachaça, 83,07%. Refrigerante, 47%.

Digamos que você precise de R$ 2.000,00 para cobrir esses gastos básicos. Desse valor, em média 40% serão impostos: R$ 800,00. Os produtos e serviços propriamente consumirão R$ 1.200,00. Daqueles R$ 3.250,00 restaram R$ 1.250,00…

É desse dinheiro que você terá que tirar escola, saúde, transporte e outros serviços que o governo deveria entregar em troca dos impostos pagos, mas que não entrega ou entrega com um nível de qualidade horroroso, obrigando você a buscar em outras fontes por sua conta. Em média, você gastará mais R$ 1.200,00.

Resumindo: dos R$ 5.000,00 que você recebeu pelo seu trabalho, R$ 2.550,00 foram para Impostos, R$ 1.200,00 para serviços que o governo deveria proporcionar, R$ 1.200,00 em produtos e serviços que você precisa para viver e R$ 50,00 restaram para você torrar com mulheres, bebidas e jogo.

Mas aguarde. Vem aí uma nova CPMF.

Como anda seu importômetro?

Luciano Pires