Artigos Café Brasil
A fábrica de conteúdo
A fábrica de conteúdo
A Confraria Café Brasil dá um passo adiante e começa a ...

Ver mais

Um jeito de ver o mundo
Um jeito de ver o mundo
Isca Intelectual de Luciano Pires que tenta explicar o ...

Ver mais

LíderCast 5
LíderCast 5
Acabamos de lançar a Temporada 5 do podcast LíderCast, ...

Ver mais

O padrão
O padrão
Isca intelectual de Luciano Pires demonstrando que ...

Ver mais

553 – Exponential Talks
553 – Exponential Talks
Podcast Café Brasil 553 - Exponential Talks - Luciano ...

Ver mais

552 – LíderCast 5
552 – LíderCast 5
Podcast Café Brasil 552 - LíderCast 5 . Este programa ...

Ver mais

999 – Hotel Califórnia
999 – Hotel Califórnia
Podcast Café Brasil - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

551 – Todo mundo é deficiente
551 – Todo mundo é deficiente
Podcast Café Brasil 551 - Todo mundo é deficiente. ...

Ver mais

LíderCast 061 – Flavio Azm
LíderCast 061 – Flavio Azm
Hoje recebemos Flavio Azm que é cineasta, mas é muito ...

Ver mais

LíderCast 060 – Raiam Santos
LíderCast 060 – Raiam Santos
Hoje recebo Raiam Santos, um jovem brasileiro que não ...

Ver mais

LíderCast 059 – Geraldo Rufino
LíderCast 059 – Geraldo Rufino
Hoje recebemos Geraldo Rufino um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
Hoje recebemos Marcelo Wajchenberg, que é médico ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 07 Se a sua ...

Ver mais

Diferentes olhares
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Diferentes olhares Metade cheia e metade vazia do copo “Nós tivemos uma economia no ano passado caindo, e no ano anterior também, uma queda que se acentuou um pouco mais do que se estava ...

Ver mais

Não contrate um comunista
Raiam Santos
Só com esse título, já deve ter gente se coçando para buscar meu CPF e tentar me processar por incitação ao ódio e preconceito. Calma, meus amigos! Sou o tipo do cara que odeia discutir política, ...

Ver mais

Carta aberta aos podcasters
Mauro Segura
Transformação
Por que os podcasts não crescem como negócio no Brasil? A resposta pode estar nessa carta aberta de Mauro Segura para os podcasters.

Ver mais

Somos responsáveis pela beleza que herdamos
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca intelectual de Bruno Garshagen. No Brasil, basta consultar fotos antigas das cidades para verificar que o padrão de beleza urbana tradicional deu lugar a um ambiente novo, às vezes ...

Ver mais

O Comandante

O Comandante

Luciano Pires -

Meu irmão esteve em Cuba trabalhando. Foi recebido como turista, hospedou-se como turista e viveu uns dias de turista, no bem-bom dos hotéis e praias do Caribe. Comida da melhor qualidade, paisagens maravilhosas, música de primeira e um tratamento de rei. Até botar os pés na rua e ser assaltado por um moleque.



No dia seguinte, ao sair do hotel foi abordado por um cubano que, falando um português perfeito, ofereceu-se para ser o guia informal do grupo. Disse ser professor de português e ver na oportunidade de conviver com os brasileiros uma chance preciosa de praticar o idioma e aprender sobre nossa cultura. Aos poucos, pela simpatia, humildade e honestidade, o cubano conquistou a confiança de meu irmão e de seus amigos. Transformou-se no guia oficial do grupo durante a estadia em Havana.



E então meu irmão começou a falar dos choques. O primeiro aconteceu quando o grupo voltou para o hotel. Todos entraram, menos o guia, que parou na porta. Ele não podia entrar no hotel dos turistas. É proibido para os cubanos.



O segundo choque aconteceu quando o guia apontou uns indivíduos estranhos. Eram policiais sem farda, vigiando os turistas e seus contatos com os cubanos.
O terceiro choque foi quando o grupo parou para comer. Pediram hambúrgueres, inclusive para o guia. Quando o sanduíche chegou, o rapaz começou a chorar. Perguntado, explicou que seus filhos jamais tiveram a oportunidade de comer algo parecido… Quando meu irmão me contou essa história achei exagerada, melodramática. Mas conheço meu irmão. Melodramas não fazem parte de seu repertório. Se ele disse que foi assim, assim foi.



Sobre a questão da educação ele contou um fato curioso.  Uma das entidades visitadas estava com dificuldades para contratar “obreiros”, que aqui no Brasil são os que fazem serviços gerais. Os candidatos que apareciam para as vagas eram engenheiros, médicos, professores todos excessivamente qualificados. Mas o governo cubano proíbe que gente formada nas escolas públicas seja contratada para posições que não exigem qualificação. As vagas permaneciam abertas, pois não havia gente não qualificada para preenchê-las. No entanto, aqueles médicos, professores e engenheiros não tinham outra opção. Existe educação, mas não existem empregos com remuneração decente.



E assim, de choque em choque, meu irmão conheceu Cuba, um país miserável, sem liberdades, com a população sofrida e sem perspectivas nas mãos de um governo totalitário e anacrônico.



De tudo que li e ouvi a respeito de Cuba desde que Fidel Castro anunciou a renúncia, só acredito no relato de meu irmão. Pouca gente entende mais do que ele das grandes questões cubanas.



Meu irmão é especialista em educação para todos. Meu irmão é expert em segurança para todos. Meu irmão é mestre em saúde para todos. Meu irmão sabe exatamente o que é ter o poder em mãos por décadas. Meu irmão sabe manter uma sociedade de desiguais em harmonia. Meu irmão sabe tudo sobre controle da mortalidade infantil. Meu irmão conhece como ninguém as técnicas para controle da natalidade. Meu irmão sabe exatamente como manter a ordem e a disciplina. Meu irmão sabe como angariar recursos de entidades, do governo – até de outros países – e das empresas para manutenção de sua atividade. Meu irmão sabe como encantar os visitantes. Meu irmão fala muito bem em público. Quando meu irmão aparece, quem está sob sua influência faz festa! A maioria absoluta dos que vivem sob as ordens de meu irmão nunca conheceu outro comandante. Meu irmão fez uma revolução quando assumiu o poder, vinte e cinco anos atrás. Meu irmão é barbudo.



Meu irmão é diretor do Jardim Zoológico de Bauru.
Ele também dá saúde, comida e segurança para todos. E também não dá liberdade.



Se der, a onça come ele…



Luciano Pires
WWW.lucianopires.com.br
___________________________________________________________



* O podcast da semana fala de como nos acostumamos – e nos conformamos – com as situações que a vida coloca à nossa frente no dia-a- dia, e deixamos de… viver. Também trata das dificuldades de conseguir veicular nas rádios comerciais um programa com conteúdo diferenciado. Na trilha sonora, 3 na Bossa, Antonio Adolfo, Itamar Assumpção, Raul Seixas, Diana Pequeno, Ivan Lins e os fantásticos Os Diagonais, formados pela banda que acompanhava Tim Maia no começo dos anos setenta. Experimente em WWW.lucianopires.com.br/cafebrasil/podcast .



* E nesta semana a rádio Café Brasil retorna ao ar turbinada, com mais qualidade de som e estabilidade. Ela cresceu! Música popular que realmente presta, 24 horas por dia em seu computador. Experimente em WWW.lucianopires.com.br .