Artigos Café Brasil
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

583 – A regra dos dois desvios
583 – A regra dos dois desvios
Nunca brigue se o adversário estiver a mais de dois ...

Ver mais

582 – Sobre transgressão
582 – Sobre transgressão
Alguns fatos recentes trouxeram à tona a discussão ...

Ver mais

581 – Carta aos jornalistas
581 – Carta aos jornalistas
Advogados erram. Treinadores erram. Mecânicos erram. ...

Ver mais

580 – O esquecimento do bem
580 – O esquecimento do bem
O Brasil continua de pé, apesar de todos os tropeços e ...

Ver mais

LíderCast 085 William Polis
LíderCast 085 William Polis
William é um daqueles empreendedores que a gente gosta: ...

Ver mais

LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LiderCast 084 – Rodrigo Azevedo – Rodrigo Azevedo é ...

Ver mais

LíderCast 083 Itamar Linhares
LíderCast 083 Itamar Linhares
Itamar Linhares é médico-cirurgião na cidade de ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Mudança, inovação e o espírito conservador
Bruno Garschagen
Ciência Política
Mudei de casa recentemente. Muito mais do que necessário, mudei porque quis, porque considerei que seria melhor. Mudar é sempre, porém, um tormento. Embalar os pertences, transportá-los para ...

Ver mais

O pior dos pecados
Tom Coelho
Sete Vidas
“A conduta é um espelho no qual todos exibem sua imagem.” (Goethe)   Um renomado palestrante é contratado para fazer uma apresentação em um evento de uma multinacional. Porém, apenas uma ...

Ver mais

Gênese da corrupção
Tom Coelho
Sete Vidas
“(…) que os criminosos fiquem em terra de meus senhorios e vivam e morram nela, especialmente na capitania do Brasil que ora fiz mercê a Vasco Fernandes Coutinho (…) e indo-se para ...

Ver mais

Analfabetismo funcional
Tom Coelho
Sete Vidas
“Só a educação liberta.” (Epicteto)   O índice de reprovação no exame anual da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo, tem atingido a impressionante marca de 90%. Realizado em duas ...

Ver mais

Cafezinho 14 – A sala, o piano e a partitura
Cafezinho 14 – A sala, o piano e a partitura
Mesmo uma obra de arte, só tem utilidade de houver uma ...

Ver mais

Cafezinho 13 – A sociedade da confiança
Cafezinho 13 – A sociedade da confiança
Quem confia nas leis não precisa quebrá-las.

Ver mais

Cafezinho 12 – Os tortos e os direitos
Cafezinho 12 – Os tortos e os direitos
Eu sou direito. Quero tratamento diferente dos tortos.

Ver mais

Cafezinho 11 – Vergulho e Orgonha
Cafezinho 11 – Vergulho e Orgonha
Se tenho orgulho de meu país? Sim. Mas também tenho vergonha.

Ver mais

O Comandante

O Comandante

Luciano Pires -

Meu irmão esteve em Cuba trabalhando. Foi recebido como turista, hospedou-se como turista e viveu uns dias de turista, no bem-bom dos hotéis e praias do Caribe. Comida da melhor qualidade, paisagens maravilhosas, música de primeira e um tratamento de rei. Até botar os pés na rua e ser assaltado por um moleque.



No dia seguinte, ao sair do hotel foi abordado por um cubano que, falando um português perfeito, ofereceu-se para ser o guia informal do grupo. Disse ser professor de português e ver na oportunidade de conviver com os brasileiros uma chance preciosa de praticar o idioma e aprender sobre nossa cultura. Aos poucos, pela simpatia, humildade e honestidade, o cubano conquistou a confiança de meu irmão e de seus amigos. Transformou-se no guia oficial do grupo durante a estadia em Havana.



E então meu irmão começou a falar dos choques. O primeiro aconteceu quando o grupo voltou para o hotel. Todos entraram, menos o guia, que parou na porta. Ele não podia entrar no hotel dos turistas. É proibido para os cubanos.



O segundo choque aconteceu quando o guia apontou uns indivíduos estranhos. Eram policiais sem farda, vigiando os turistas e seus contatos com os cubanos.
O terceiro choque foi quando o grupo parou para comer. Pediram hambúrgueres, inclusive para o guia. Quando o sanduíche chegou, o rapaz começou a chorar. Perguntado, explicou que seus filhos jamais tiveram a oportunidade de comer algo parecido… Quando meu irmão me contou essa história achei exagerada, melodramática. Mas conheço meu irmão. Melodramas não fazem parte de seu repertório. Se ele disse que foi assim, assim foi.



Sobre a questão da educação ele contou um fato curioso.  Uma das entidades visitadas estava com dificuldades para contratar “obreiros”, que aqui no Brasil são os que fazem serviços gerais. Os candidatos que apareciam para as vagas eram engenheiros, médicos, professores todos excessivamente qualificados. Mas o governo cubano proíbe que gente formada nas escolas públicas seja contratada para posições que não exigem qualificação. As vagas permaneciam abertas, pois não havia gente não qualificada para preenchê-las. No entanto, aqueles médicos, professores e engenheiros não tinham outra opção. Existe educação, mas não existem empregos com remuneração decente.



E assim, de choque em choque, meu irmão conheceu Cuba, um país miserável, sem liberdades, com a população sofrida e sem perspectivas nas mãos de um governo totalitário e anacrônico.



De tudo que li e ouvi a respeito de Cuba desde que Fidel Castro anunciou a renúncia, só acredito no relato de meu irmão. Pouca gente entende mais do que ele das grandes questões cubanas.



Meu irmão é especialista em educação para todos. Meu irmão é expert em segurança para todos. Meu irmão é mestre em saúde para todos. Meu irmão sabe exatamente o que é ter o poder em mãos por décadas. Meu irmão sabe manter uma sociedade de desiguais em harmonia. Meu irmão sabe tudo sobre controle da mortalidade infantil. Meu irmão conhece como ninguém as técnicas para controle da natalidade. Meu irmão sabe exatamente como manter a ordem e a disciplina. Meu irmão sabe como angariar recursos de entidades, do governo – até de outros países – e das empresas para manutenção de sua atividade. Meu irmão sabe como encantar os visitantes. Meu irmão fala muito bem em público. Quando meu irmão aparece, quem está sob sua influência faz festa! A maioria absoluta dos que vivem sob as ordens de meu irmão nunca conheceu outro comandante. Meu irmão fez uma revolução quando assumiu o poder, vinte e cinco anos atrás. Meu irmão é barbudo.



Meu irmão é diretor do Jardim Zoológico de Bauru.
Ele também dá saúde, comida e segurança para todos. E também não dá liberdade.



Se der, a onça come ele…



Luciano Pires
WWW.lucianopires.com.br
___________________________________________________________



* O podcast da semana fala de como nos acostumamos – e nos conformamos – com as situações que a vida coloca à nossa frente no dia-a- dia, e deixamos de… viver. Também trata das dificuldades de conseguir veicular nas rádios comerciais um programa com conteúdo diferenciado. Na trilha sonora, 3 na Bossa, Antonio Adolfo, Itamar Assumpção, Raul Seixas, Diana Pequeno, Ivan Lins e os fantásticos Os Diagonais, formados pela banda que acompanhava Tim Maia no começo dos anos setenta. Experimente em WWW.lucianopires.com.br/cafebrasil/podcast .



* E nesta semana a rádio Café Brasil retorna ao ar turbinada, com mais qualidade de som e estabilidade. Ela cresceu! Música popular que realmente presta, 24 horas por dia em seu computador. Experimente em WWW.lucianopires.com.br .