Artigos Café Brasil
O pacto dos canalhas
O pacto dos canalhas
Isca Intelectual de Luciano Pires sobre o grande mal ...

Ver mais

A colheita
A colheita
isca intelectual de Luciano Pires, sobre um Brasil que ...

Ver mais

Pelo exemplo
Pelo exemplo
Isca intelectual de Luciano Pires sobre gestão. Todo ...

Ver mais

Quem faz nossa cabeça
Quem faz nossa cabeça
Isca intelectual de Luciano Pires. Imagino uma criança ...

Ver mais

562 – Orgulho de ser corrupto
562 – Orgulho de ser corrupto
Podcast Café Brasil 562 - Orgulho de ser corrupto. ...

Ver mais

561 – Intueri
561 – Intueri
Podcast Café Brasil 561 - Intueri. Às vezes você tem a ...

Ver mais

560 – Welcome to the Hotel California
560 – Welcome to the Hotel California
Podcast Café Brasil 560 - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

559 – Vida de vampiro
559 – Vida de vampiro
Podcast Café brasil 559 - Vida de vampiro. Ainda na ...

Ver mais

LíderCast 069 – Panela Produtora
LíderCast 069 – Panela Produtora
Hoje converso com Daniel, Filipe, Janjão e Rhaissa ...

Ver mais

LíderCast 068 – Gilmar Lopes
LíderCast 068 – Gilmar Lopes
Hoje converso com Gilmar Lopes, que de pedreiro se ...

Ver mais

LíderCast 067 – Roberto Caruso
LíderCast 067 – Roberto Caruso
Hoje conversamos com Roberto Caruso, um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
Hoje converso com Alex Bezerra de Menezes, que é Clark ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

A mentalidade da caixa preta
Raiam Santos
Fiquei um tempinho distante do MundoRaiam porque estava em “Modo Buda” focado 100% na produção do meu quinto livro CLASSE ECONÔMICA: PAÍSES BALCÃS. Agora que o livro já tá na mão da ...

Ver mais

O coração da empresa
Tom Coelho
Sete Vidas
“Se fôssemos bons em tudo não necessitaríamos trabalhar em equipe.” (Gisela Kassoy)   É comum qualificarmos as empresas como “organismos vivos”. E, sob esta ótica, comparar seu funcionamento ...

Ver mais

Manual de disrupção do marketing
Mauro Segura
Transformação
17 fenômenos acontecendo no marketing que nem todo mundo está enxergando

Ver mais

Todos iguais. SQN
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A atual crise, com a delação dos famigerados irmãos Joesley e Wesley Batista, tem causado reações estranhas da nobre plateia; há mais fervura nas torcidas contra (e a favor do quanto-pior-melhor ...

Ver mais

Nossa pátria tão bela e perdida

Nossa pátria tão bela e perdida

Luciano Pires -

A ópera Nabucco, composta por Giuseppe Verdi, evoca o episódio dos judeus escravos na Babilônia, tendo como ponto alto a famosa canção Va Pensiero, entoada pelo coro dos escravos. Na Itália, essa canção é um símbolo da busca pela liberdade das pessoas que, em 1842, quando a ópera foi escrita, estavam oprimidas pelo império austríaco, contra o qual lutaram até a criação de uma Itália unida.

Em 2011, por ocasião da comemoração dos 150 anos da unificação da Itália, a ópera foi apresentada no Teatro dell’Opera di Roma, sob condução do maestro Riccardo Muti. Antes do início da ópera, Gianni Alemanno, prefeito de Roma, subiu ao palco e fez um discurso denunciando os cortes que o governo havia feito no orçamento para o setor cultural. Essa intervenção política num momento cultural emblemático da Itália, sobretudo pela presença do primeiro ministro Silvio Berlusconi no teatro, produziu um efeito inesperado.

No princípio houve fortes aplausos do público. E então começou a ópera. Foi tudo muito bem, até chegar na famosa Va Pensiero. De imediato o maestro sentiu que o ambiente era tenso na audiência. “Há coisas que não se pode descrever, mas que se sentem”, disse ele mais tarde.

Aconteceu então uma comunhão, um fervor entre o coro cantando “Oh, minha pátria, tão bela e perdida” e as lamentações do público na plateia.

Quando Va pensiero chegava ao final, enquanto algumas pessoas gritavam “Bis! Bis” e “Viva a Itália. Viva Verdi!”, outras jogaram pedaços de papéis dos pisos superiores do teatro. Os gritos despertaram o sentido patriótico do maestro que, num gesto teatral, se virou para o público e, parece que olhando para onde estava Berlusconi, disse:

– Sim, estou de acordo com isso de “Viva itália”, mas…

Aplausos

– Não tenho mais 30 anos e já  vivi minha vida. Mas como um italiano que viaja extensamente por todo o mundo, me envergonho do que está acontecendo em meu país. Assim, aceito o pedido de vocês para tocar Va Pensiero mais uma vez. E não apenas pela alegria patriótica que sinto, mas porque esta noite, enquanto eu dirigia o coro cantando ‘ Oh, minha pátria bela e perdida’, pensei que se continuar assim, se não ajudarmos a cultura, nossa pátria será verdadeiramente ‘bela e perdida’.

Muitos aplausos, inclusive dos artistas no palco. E o maestro continua:

– Me mantive em silêncio durante muitos anos. Eu gostaria agora… devemos dar um sentido a esta canção, já que estamos em nossa casa, no teatro da capital, e com um coro que canta muito bem e é muito bem acompanhado pela orquestra. Se vocês não se importarem, sugiro que se unam a nós e que cantemos juntos.

E então acontece um momento mágico na ópera. As pessoas se levantam e cantam junto com o coro e a orquestra, produzindo um momento emocionante que sempre, sempre, me leva às lágrimas.

Fiz questão de relembrar esse acontecimento, neste momento, como uma inspiração para nós, brasileiros, entrarmos em 2016 dispostos a recolocar o país nos trilhos.

Convido você a ouvir o Podcast Café Brasil onde conto essa história em detalhes: http://www.portalcafebrasil.com.br/podcasts/457-va-pensiero/ .

Ouça, se emocione e parta pra cima de 2016.

O Brasil, tão belo e perdido, precisa ser salvo. E só quem pode fazer isso é você.