Artigos Café Brasil
O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Café Brasil 621 – Orgulho de Ser Brasileiro
Café Brasil 621 – Orgulho de Ser Brasileiro
Em junho de 2018 realizamos o II Sarau Café Brasil, ...

Ver mais

Café Brasil 620 – Democracia, tolerância e censura
Café Brasil 620 – Democracia, tolerância e censura
"Se começarmos a cercar com paredes aquilo que alguns ...

Ver mais

619 – LíderCast 9
619 – LíderCast 9
Neste programa apresentamos os convidados da Temporada ...

Ver mais

618 – No Toca Fitas Do Meu Carro – Scary Pockets
618 – No Toca Fitas Do Meu Carro – Scary Pockets
Mais um programa musical. E daqueles, cara. Você sabe ...

Ver mais

LíderCast 115 – Nailor Marques Jr
LíderCast 115 – Nailor Marques Jr
Professor, palestrante, uma das mentes mais divertidas ...

Ver mais

LíderCast 114 -Alexandre Ostrowiecki
LíderCast 114 -Alexandre Ostrowiecki
Empreendedor, com uma história incrível de como o ...

Ver mais

LíderCast 113 – Glaucimar Peticov
LíderCast 113 – Glaucimar Peticov
“Eu não tenho muros, só tenho horizontes” é a frase de ...

Ver mais

LíderCast 112 – Paulo Rabello de Castro
LíderCast 112 – Paulo Rabello de Castro
Professor, consultor, com vasta experiência no setor ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

É milagre, Crivella?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O Rio de Janeiro continua lindo Gil, e complicado; mais do que isso, espantoso. Não dá pra entender a razão pela qual os fluminenses elegem gente (latu sensu, ófi córsi) como Anthony Garotinho, ...

Ver mais

O despertador intelectual e a origem das ideias
Jota Fagner
Origens do Brasil
Possivelmente você teve uma pessoa que, em determinado momento de sua vida, acendeu a faísca da sua curiosidade sobre determinado assunto ou área do conhecimento. Talvez tenha sido mais de uma ...

Ver mais

Os caminhos para editar um livro
Isqueiro isqueiro
Muitas pessoas investem um tempo considerável colocando suas histórias e lições de forma escrita, para se perpetuarem na forma de livros. Mas, ao concluírem o texto, muitas vezes o guardam em ...

Ver mais

As causas e efeitos das barreiras de comunicação no trabalho
Mauro Segura
Transformação
Uma das maiores barreiras atuais para o sucesso de qualquer empresa é a comunicação no ambiente de trabalho, por mais irônico que isso possa aparecer por conta de todas as facilidades ...

Ver mais

Cafezinho 89 – Manifesto
Cafezinho 89 – Manifesto
Quero um mundo melhor, igualzinho a você. Talvez ...

Ver mais

Cafezinho 88 – A Teoria da Ilusão Fiscal
Cafezinho 88 – A Teoria da Ilusão Fiscal
Não existem soluções novas. O que existe é ignorância velha.

Ver mais

Cafezinho 87 – O que consome seu tempo de vida
Cafezinho 87 – O que consome seu tempo de vida
Se você não avaliar cada processo que consome seu tempo ...

Ver mais

Cafezinho 86 – Ser e parecer
Cafezinho 86 – Ser e parecer
É simples! É só fingir ser perfeito...

Ver mais

No outono da vida

No outono da vida

Luciano Pires -

Enquanto escrevo estas linhas, no dia 23 de julho, recebo a notícia que Ariano Suassuna faleceu, compondo um quadro triste de perdas: dia 18 foi João Ubaldo Ribeiro e dia 19, Rubem Alves. Grandes nomes da cultura brasileira estão desaparecendo e parece que a velocidade das perdas tem aumentado. Será só impressão?

Vamos ver.

Puxando rapidamente pela memória, João Ubaldo se foi aos 73, Rubem Alves aos 80. Pouco antes perdemos Millôr Fernandes com 89, Max Nunes com 92 e Chico Anysio com 81. Com essas idades, é natural que essas pessoas estejam morrendo, mas ao mesmo tempo é preocupante.

Farei então uma reflexão estatística com base em dados que encontrei em fontes diversas, sem nenhuma preocupação científica. Estou interessado apenas no exercício da especulação criativa.

Alguns estudos indicam que 54% dos mortos no Brasil têm 60 anos de idade ou mais, todos naquele período da existência que costumávamos chamar de “outono da vida”. Existe um site que calcula por meio de estimativas estatísticas quantas pessoas morrem em média por dia ( http://bit.ly/VuJuKG ). Com base nele é possível estimar que tenhamos 1.308.547 mortes por ano no Brasil. Aplicando aquele índice de 54% chegamos à cifra anual de 706 mil mortos com mais de 60 anos.

Vivem no Brasil 25 milhões de pessoas nessa faixa de idade. Se 706 mil morrem por ano, temos um índice 2,8% de mortes. Esse índice para quem tem entre 20 e 59 anos de idade é de cerca de 0,4%. Ou seja: se você já passou dos 60 anos de idade, tem sete vezes mais probabilidade de morrer que seu filho de 30.

Óbvio, não é? Mas duvido que você já tivesse feito esses cálculos. Mais uma vez: isso é apenas uma especulação sem valor científico, mas que aposto não estar muito longe da verdade.

Muito bem. Provado matematicamente que qualquer pessoa que passe dos 60 anos de idade aumenta consideravelmente a chance de morrer, se prepare. Vou relacionar aqui umas pessoas de vários setores distintos da sociedade que já entraram na faixa de risco:

Caetano Veloso 72, Gilberto Gil 72, Roberto Carlos 73, Chico Buarque 70, Rita Lee 67, Silvio Santos 84, Jô Soares 76, Cauby Peixoto 80, Ferreira Gullar 84, Fernando Gabeira 73, Antonio Abujamra 83, Bibi Ferreira 92, Luís Fernando Veríssimo 76, Paulo Coelho 67, Ziraldo 82, Mauricio de Souza 79, Alberto Dines 82, Arnaldo Jabor 74, Marilia Gabriela 66, Abilio Diniz 78, Edir Macedo 69, Paulo Maluf 83, Fernando Henrique Cardoso 83, Lula 69, José Sarney 84, Fernando Collor de Mello 65, Dilma Roussef 67, José Dirceu 68… e por aí vai.

Para que nenhum pocotó entenda que estou desejando a morte das pessoas que listei acima, por mais tentador que possa ser em alguns casos, peço que leia de novo o texto. Se não entender, peça para alguém explicar.

Conclusão: os próximos anos estarão repletos de perdas impactantes, o que é absolutamente natural.

O que preocupa é a reposição.

Luciano Pires