Artigos Café Brasil
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

710 – Todo mundo junto
710 – Todo mundo junto
Cara... que tempo louco estamos vivendo, não é? E no ...

Ver mais

709 – Sobre perguntas
709 – Sobre perguntas
O Sandro Magaldi e o José Salibi Neto são dois ...

Ver mais

708 – Manifesto do Educador Honesto
708 – Manifesto do Educador Honesto
Afinal de contas, o que é um educador? É uma professora ...

Ver mais

707 – O benefício da dúvida – Revisitado
707 – O benefício da dúvida – Revisitado
O programa de hoje é a revisita a um episódio publicado ...

Ver mais

LíderCast 192 – Eduardo Villela
LíderCast 192 – Eduardo Villela
Homem dos livros, mas de fazer livros. Com extensa ...

Ver mais

LíderCast 191 – Giovani Colacicco
LíderCast 191 – Giovani Colacicco
Professor do Departamento de Ciências Contábeis da ...

Ver mais

LíderCast 190 – Alcides Braga
LíderCast 190 – Alcides Braga
De office boy a dono da Truckvan, uma história ...

Ver mais

LíderCast 189 – Deborah Alves
LíderCast 189 – Deborah Alves
Jovem empreendedora, formada em Ciência da Computação e ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Aprenderemos algo?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Sim… afinal, não é possível que atravessemos esse inferno “coronário” sem tirar algum ensinamento, alguma aprendizagem, disso tudo. No caso do brasileiro, alguma disciplina e respeito, e já ...

Ver mais

Liga e desliga
Chiquinho Rodrigues
Ela disse pra mim que gostar e desgostar eram coisas simples! Que existia dentro dela um botão de “liga e desliga”. Quando esse botão estava no “liga” era porque ela ...

Ver mais

Vivendo e aprendendo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vivendo e aprendendo  Lições da quarentena “Vivendo e aprendendo a jogar Vivendo e aprendendo a jogar Nem sempre ganhando Nem sempre perdendo Mas, aprendendo a jogar.” Guilherme Arantes O mundo ...

Ver mais

Analogias inusuais
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Analogias inusuais  Para desenvolver a criatividade… e para entender as crises econômicas “Para os historiadores cada evento é único. Os economistas, entretanto, sustentam que as forças da ...

Ver mais

Cafezinho 267 – Cafezinho.Live
Cafezinho 267 – Cafezinho.Live
Escolha bem suas conexões para não infectar também a mente.

Ver mais

CAFEZINHO 266 – O QUE NÃO SE VÊ
CAFEZINHO 266 – O QUE NÃO SE VÊ
Neste momento em que para deter uma epidemia os ...

Ver mais

Cafezinho 265 – O Lado Cheio do Copo
Cafezinho 265 – O Lado Cheio do Copo
Vamos combater o novo Coronavirus com Fitness Intelectual.

Ver mais

Cafezinho 264 –  Não adianta mudar o rótulo.
Cafezinho 264 –  Não adianta mudar o rótulo.
Quando você muda o rótulo, pode até mudar o sentido da ação.

Ver mais

Não É “Pobrema” Meu

Não É “Pobrema” Meu

Luciano Pires -

NÃO É “POBREMA” MEU

 Dias atrás foi inaugurado o Museu da Língua Portuguesa, nas instalações da Estação da Luz, em São Paulo. Imagine só, um museu dedicado à língua portuguesa…


Nossa língua é um patrimônio que a sociedade materialista trata com descaso, pois não tem valor aparente. Qualquer um fala. Não dá pra vender. Não dá pra alugar. Nem dá pra emprestar. E nem é preciso dar muita atenção a ela, pois mesmo falando errado nos fazemos compreender.


Não entendeu? “O pobrema” é seu. O ministro fala errado? Não é “pobrema” meu…


Será que nossa língua merecia um museu? E logo aqui no Brasil, onde coisas importantes são deixadas de lado?


A resposta me parece óbvia: merece e merecia muito antes…


Qualquer investimento focado em educação e cultura é primordial para este país de brucutus, que só consegue investir naquilo que enxerga. Ou que traz resultados imediatos. Mas… Será que o povo merece? Tenho minhas dúvidas.


Acho que, para ter valor, um museu que trata do idioma só tem sentido num país onde o povo tenha um mínimo de educação para entender e respeitar o que está visitando. Coisa que a maioria dos brasileiros não tem. E nessa maioria incluo gente com formação, gente rica, gente pobre, brancos, negros, amarelos, homens, mulheres, gays, heteros e tudo o que você quiser citar. A ignorância não é privilégio de um grupo. Está disseminada por toda a sociedade, com variações de grau. Mas presente.


Pois bem.


Estou indignado. Acabo de ler que o Museu da Língua Portuguesa foi fechado para manutenção, poucos dias após a inauguração. Puxa, será que estourou um cano d´água? Rachou o gesso do teto? Uma pane elétrica? Não.


A manutenção é para consertar o estrago que os visitantes fizeram, pisando onde não deviam. Arrancando partes de algumas obras. Sujando outras…


A manutenção se dá em razão do desleixo. Ou será da depredação?


E então? Será que as pessoas que visitam o museu, merecem o museu? Ah, mas quem depreda é uma minoria, dirão os mais apressados. É verdade… Mas e a maioria que vê a minoria depredando e se finge de morta?


– Não é “pobrema” meu!


Essa é a verdade de nossos dias: perdemos a capacidade de indignação. Ou de expressar nossa indignação. O sujeito fura a fila e eu fico quieto. O outro quebra o orelhão e eu fico quieto. Não é “pobrema” meu… E se eu falar alguma coisa sou capaz de ser vaiado pela maioria dos que preferem não se manifestar. Vão me chamar de estressado, de neurastênico… E se bobear ainda tomo um tiro do vagabundo.


Pois é…


E se fico quieto com as pequenas coisas que me atingem diretamente, você acha que vou gritar por causa de um deputado desonesto? Contra a fila de aposentados? Contra a baixaria na televisão? 


Eu não. Não é “pobrema” meu…


Pois assim que reabrir, vou visitar o museu.


Quero ver se tem lá a palavra “burro”.