Artigos Café Brasil
A “Netflix de Conteúdo”
A “Netflix de Conteúdo”
Surge o Café Brasil Premium, uma espécie de "Netflix do ...

Ver mais

OrgulhoDeSerCorrupto
OrgulhoDeSerCorrupto
Isca intelectual de Luciano Pires. Neste Brasil ...

Ver mais

O moço do Uber
O moço do Uber
Isca intelectual de Luciano Pires relatando uma ...

Ver mais

A terceirização e os brontossauros
A terceirização e os brontossauros
A terceirização e os brontossauros. Isca intelectual de ...

Ver mais

557 – Três princípios para falar de Justiça
557 – Três princípios para falar de Justiça
Podcast Café Brasil 557 - Três princípios para falar de ...

Ver mais

556 – Certos abraços – Revisitado
556 – Certos abraços – Revisitado
Podcast Café Brasil 556 - Certos abraços - Revisitado. ...

Ver mais

555 – Uma proposta para reforma da Previdência
555 – Uma proposta para reforma da Previdência
Podcast Café Brasil 555 - Uma proposta para transformar ...

Ver mais

554 – Um jeito de ver o mundo
554 – Um jeito de ver o mundo
Podcast Café Brasil 554 - Um jeito de ver o mundo. ...

Ver mais

LíderCast 065 – Antonio Carlos Sartini
LíderCast 065 – Antonio Carlos Sartini
Hoje recebo Antonio Carlos de Moraes Sartini, Bacharel ...

Ver mais

LíderCast 064 – Luiz Henrique Romagnoli
LíderCast 064 – Luiz Henrique Romagnoli
Hoje recebo o Roma, Luiz Henrique Romagnoli, que faz ...

Ver mais

LíderCast 063 – Diogenes Lucca
LíderCast 063 – Diogenes Lucca
Hoje converso com Diogenes Luca, fundador e ex-comando ...

Ver mais

LíderCast 062 – Felipe Pires e Katiusca Carvalho
LíderCast 062 – Felipe Pires e Katiusca Carvalho
Hoje recebemos Felipe Pires e Katiusca Carvalho. O ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 07 Se a sua ...

Ver mais

Duas listas diferentes
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Já assistiu A Lista de Schindler? Não? Assista, é excelente. Já viu? Veja de novo. Uma das cenas mais tocantes é a da elaboração da lista de pessoas que o protagonista pretende “comprar” do ...

Ver mais

Políticos de carreira: o maior mal do Brasil
Raiam Santos
Chega pra um amigo teu e pergunta o seguinte: “Qual é o maior problema do Brasil hoje em dia?” Te garanto que pelo menos 90% dessa galera vai responder algo relacionado à política. ...

Ver mais

Sobre as desavenças do liberalismo
Jota Fagner
Origens do Brasil
O atual liberalismo é a redescoberta tardia de um projeto de tolerância surgido no século XVI, no continente europeu.   Na última segunda-feira, dia 17 de abril de 2017, foram lançados dois ...

Ver mais

Centenário de Roberto Campos
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Centenário de Roberto Campos 1917 – 2017 “Roberto Campos foi um tecnocrata esclarecido, o mais iluminista de nossos intelectuais, um estadista exemplar, embora frustrado em suas inúmeras ...

Ver mais

Muito prazer, Tico

Muito prazer, Tico

Luciano Pires -

Em artigo recente apresentei o conceito do Tico e do Teco, duas paranóias que levam as empresas à incompetência. O Tico é o Transtorno da Incompetência Compulsiva Obsessiva. E o Teco é o Transtorno da Excelência Compulsiva Obsessiva. Hoje vou mais fundo no Tico.

É relativamente fácil perceber quando o Tico está presente. Empresas e pessoas acometidas do Transtorno da Incompetência Compulsiva Obsessiva podem apresentar os seguintes sintomas:

– Desculpar-se dizendo que “são pequenas” e não podem investir. Não entendem que “estão pequenas” e que o processo de crescimento exige sacrifícios em várias frentes. E coragem de investir em coisas que só renderão frutos lá na frente.
– Não acreditam em investir em processos com resultados a longo prazo. Só conseguem enxergar “despesas” e só gastam naquilo que conseguem ver e entender.
– Não sabem como promover a comunicação interna entre a direção e os funcionários e vice-versa. Normalmente dão a uma ex-secretária ou a um estagiário a incumbência de “pregar uns cartazes no mural”, achando que isso é comunicação.
– Administram o negócio com base na intuição ou na experiência prática das lideranças, sem jamais buscar aconselhamento externo.
– Não tem cuidados com os processos de seleção e contratação dos funcionários. Escolhem pela amizade, pelo parentesco, pelo “quem indicou”.
– Tem dirigentes despóticos. Gente que trata os funcionários de forma grosseira. Gente que acha que sabe tudo e manda fazer “porque eu quero”.
– Jamais constroem um ambiente propício para a inovação. São adeptas do “sempre foi assim” e expulsam quem perturba a estabilidade.
– São avessas a riscos e repetem processos velhos e ultrapassados pela simples comodidade de estarem familiarizadas a eles.
– Não tem planos estratégicos ou os tem apenas para dizer que tem. Nenhum processo de revisão ou de alinhamento às mudanças de mercado.
– Tratam clientes como um problema com o qual são obrigadas a conviver.
– E a principal característica: quem tem Tico jamais aprende com os erros. As pessoas tem medo de denunciar responsabilidades, de demitir quem precisa ser demitido, de enfrentar as saias justas. O velho  cagaço, lembra?

É claro que existem muitos outros sintomas e, dependendo do tamanho e natureza da empresa, o Tico pode manifestar-se de formas menos evidentes.

Para curar-se do Transtorno da Incompetência Compulsiva Obsessiva é preciso primeiro reconhecer que o problema existe, ouvindo colaboradores em busca de idéias para soluções. Ter a humildade de buscar ajuda externa, sem esperar por milagreiros. Ah, a empresa não tem grana? Busque ajuda de gente que aceita ganhar com base nos resultados obtidos. A empresa é pequena? Procure o Sebrae e outras entidades que promovem cursos muito bons para formar empreendedores. A empresa é grande? Estimule a liderança a mexer na organização, eliminando os causadores de problemas.

Mas não pense que será fácil, pois quem quer acabar com o Tico pode ser demitido por ele.

Enfim, se você quer ser um agente de mudanças, não há outra saída: tem que correr o risco de ser demitido. Quem não incomoda o suficiente para ser expulso, não está indo suficientemente longe.

Luciano Pires