Artigos Café Brasil
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil no Top 10 Podbean
Café Brasil no Top 10 Podbean
O Café Brasil está entre os Top 10 numa das maiores ...

Ver mais

O Irlandês
O Irlandês
O Irlandês é um PUTA filme, para ser degustado. Se você ...

Ver mais

700 – Girl Power
700 – Girl Power
Bem, você sabe que sempre que chegamos num programa ...

Ver mais

699- Um brasileiro
699- Um brasileiro
Como sabemos que muitos ouvintes do Café Brasil não ...

Ver mais

698 – A Mente Moralista
698 – A Mente Moralista
Somos criaturas profundamente intuitivas cujas ...

Ver mais

697 – O isentão
697 – O isentão
Quando você não tem político de estimação é muito bom ...

Ver mais

LíderCast 183 – Antonio Mamede
LíderCast 183 – Antonio Mamede
Ex-executivo de grandes empresas, hoje consultor e ...

Ver mais

LíderCast 182 – Alexis Fontaine
LíderCast 182 – Alexis Fontaine
Segunda participação do Deputado Federal do partido ...

Ver mais

LíderCast 181 – Christian Gurtner
LíderCast 181 – Christian Gurtner
Christian Gurtner – O homem que leva a gente para ...

Ver mais

LíderCast 180 – Marco Aurélio Mammute
LíderCast 180 – Marco Aurélio Mammute
Luciano Pires: Bom dia, boa tarde, boa noite. ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

A harpa elétrica
Chiquinho Rodrigues
Valdenir era um cara que acreditava piamente em reencarnação. Mas não era só isso… Acreditava também em vidas passadas, ufos e astrologia. Flertava com o candomblé, o budismo e era também ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 3 – Classificação dos Termos (parte 9)
Alexandre Gomes
Continuando os resumos depois de um belo fim de ano, vou continuar detalhando mais sobre os o que são os termos e suas variedades. Perceba que isso é muito mais uma base de compreensão lógica das ...

Ver mais

Primeiras impressões de 2020
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Primeiras impressões de 2020 “A economia compreende todas as atividades do país, mas nenhuma atividade do país compreende a economia.” Millôr Fernandes O ano está apenas começando, mas algumas ...

Ver mais

Lendas urbanas volume um
Chiquinho Rodrigues
Ademar e Ademir eram gêmeos siameses isquiópagos. Gêmeos siameses xifópagos (E não XiPófagos como alguns entendem) são aqueles unidos por um segmento físico. A nomenclatura provém de xifóide que ...

Ver mais

Cafezinho 248 – O meiostream
Cafezinho 248 – O meiostream
Sobre se considerar bem-sucedido sendo o que se é.

Ver mais

Cafezinho 247 – Compartilhe!
Cafezinho 247 – Compartilhe!
Sobre o hábito de compartilhar aquilo que vale a pena.

Ver mais

Cafezinho 246 – Setecentos
Cafezinho 246 – Setecentos
São 74 minutos de puro deleite.

Ver mais

Cafezinho 245 – Como censurar o Porta dos Fundos
Cafezinho 245 – Como censurar o Porta dos Fundos
Democracia é a liberdade de dizer “não”, mesmo que você ...

Ver mais

Minha escolha sou eu

Minha escolha sou eu

Luciano Pires -

Como é que gente educada, inteligente, letrada, continua acreditando nas mentiras que os políticos contam? E vota neles?

Não lembro, desde a redemocratização do país, de jamais ter visto o marketing político causar tanta influência numa eleição como na presidencial de 2014. Dos primeiros passos praticamente amadores da eleição de Collor de Mello, que teve que recorrer aos profissionais da rede Globo para adaptar seu visual, borrifar água no rosto para parecer suor e outros truques, até o cabelo de Dilma Rousseff, foram anos de evolução. Hoje o Marketing Político é uma ciência. Mas foi uma evolução que correu à margem da ética, já que aparentemente qualquer mentira vale, não é?

Pois a campanha política de 2014 me provocou uma reflexão interessante.

Sheena Iyengar é uma educadora norte americana e professora na Columbia Business School. É também pesquisadora e, em uma de suas palestras no TED (http://bit.ly/1yzigTQ) , conta uma história curiosa sobre a influência do marketing em nossas vidas.

Durante uma pesquisa realizada na Europa Oriental, ela entrevistou pessoas que viveram sob os regimes comunistas e que enfrentaram a transição para os regimes democráticos e capitalistas após a queda do muro de Berlim. Quando os participantes chegavam para a entrevista, ela oferecia uma variedade de bebidas: Coca Cola, Coca Diet, Sprite, Pepsi, num total de sete opções. Durante a primeira sessão, que aconteceu na Russia, um dos participantes fez um comentário revelador quando ela perguntou qual bebida ele preferia:

– Ah, não tem importância. Só há uma opção, é tudo soda.

A partir daquele comentário Sheena passou a repetir a pergunta a outros participantes: “quantas opções há aqui?”.

E todos repetiam a mesma resposta: uma só. É tudo soda.

A experiência só mudou quando ela ofereceu uma jarra com água e outra com suco. Então os participantes passaram a ver três opções: água, suco e soda.

Aquelas pessoas, criadas sob um regime comunista, não tiveram a exposição à propaganda, ao marketing, às marcas, como nós temos em nosso dia a dia. Cresceram com poucas escolhas e não conseguiam perceber a personalidade das marcas. Para elas, é tudo soda. Para nós, que se bobear não conseguimos perceber a diferença de sabor entre Coca e Pepsi, Coca é Coca, Pepsi é Pepsi.

E a conclusão de Sheena foi deliciosa: para quem está diariamente exposto a opções de escolha e às propagandas associadas a essas opções, escolher tem mais a ver com quem a pessoa é do que com o que o produto é.

Em outras palavras, suas escolhas dizem mais sobre quem você é do que sobre o produto/serviço/político que você escolheu.

Talvez isso explique a razão de tanta gente educada, inteligente e letrada, continuar acreditando nas mentiras que os políticos contam… e votando neles.

O marketing político não trabalha o político. Trabalha você.