Artigos Café Brasil
#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Ao longo de 2018 o Café Brasil Premium decolou e ...

Ver mais

#Retrospectiva PodSumários
#Retrospectiva PodSumários
Comece 2019 praticando o Fitness Intelectual. A barriga ...

Ver mais

657 – Brumadinho e a Challenger
657 – Brumadinho e a Challenger
A tragédia da explosão da Challenger em 1986 marcou ...

Ver mais

656 – Rua Ramalhete
656 – Rua Ramalhete
Este programa é uma homenagem ao Tavito, que faleceu em ...

Ver mais

655 – É carnaval
655 – É carnaval
Tem gente boa, muito boa, fazendo a legítima música de ...

Ver mais

654 – Sarau Café Brasil III
654 – Sarau Café Brasil III
Realizamos mais uma edição do Café Brasil Premium, ...

Ver mais

LíderCast 145 – Ana Paula Andrade
LíderCast 145 – Ana Paula Andrade
CEO de uma multinacional de trademarketing, a Marco ...

Ver mais

LíderCast 144 – Daniel Arcoverde e Rafael Belmonte
LíderCast 144 – Daniel Arcoverde e Rafael Belmonte
Os jovens empreendedores que criaram a netshow.me, uma ...

Ver mais

LìderCast 143 – Doug Alvoroçado
LìderCast 143 – Doug Alvoroçado
Esse alvoroçado não é nome não, é adjetivo. Um ...

Ver mais

LíderCast 142 – Marcelo Pimenta
LíderCast 142 – Marcelo Pimenta
O Menta é um facilitador da inovação, um inquieto ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

CAPÍTULO 2 – LINGUAGEM E SEUS SÍMBOLOS (parte 4)
Alexandre Gomes
O caminho até agora está ficando longo, não é? Por mais que eu use exemplos próximos da realidade; ainda assim, eu e você estamos buscando entender conceitos abstratos. Afinal, estamos falando ...

Ver mais

Só envelhece quem perde a curiosidade
Henrique Szklo
O mundo está muito óbvio. As coisas têm sido analisadas pelos pontos de vista mais superficiais e, em geral, equivocados. Julga-se por aparência, por condição financeira, por orientação sexual, ...

Ver mais

Defendam Douglas também
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não conhece Douglas Leandro Clizesqui? Sem problemas. Ninguém conhece. Ele é pai de Douglas Murilo, uma das oito vítimas fatais no massacre da escola estadual em Suzano; o caso todos conhecem. ...

Ver mais

A abundante mente semanal
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: https://youtu.be/hHzgP5sqbjM LIVE COMPLETA: https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157193323018631/   Quer fazer? Me mande um zap: 21-996086422. R$ 200,00 ...

Ver mais

Cafezinho 160 – Os cinco estágios
Cafezinho 160 – Os cinco estágios
Ajudando a compreender o cenário político brasileiro.

Ver mais

Cafezinho 159 – O bobo da corte
Cafezinho 159 – O bobo da corte
O palhaço, o bobo, o gozador, é o único a perceber a ...

Ver mais

Cafezinho 158 – O tempo que lhe resta
Cafezinho 158 – O tempo que lhe resta
Dê o primeiro passo para fazer com que o tempo de vida ...

Ver mais

Cafezinho 157 – Papo de bêbado 2
Cafezinho 157 – Papo de bêbado 2
Se eu fosse o Bolsonaro, nestes primeiros 100 dias ...

Ver mais

Minha escolha sou eu

Minha escolha sou eu

Luciano Pires -

Como é que gente educada, inteligente, letrada, continua acreditando nas mentiras que os políticos contam? E vota neles?

Não lembro, desde a redemocratização do país, de jamais ter visto o marketing político causar tanta influência numa eleição como na presidencial de 2014. Dos primeiros passos praticamente amadores da eleição de Collor de Mello, que teve que recorrer aos profissionais da rede Globo para adaptar seu visual, borrifar água no rosto para parecer suor e outros truques, até o cabelo de Dilma Rousseff, foram anos de evolução. Hoje o Marketing Político é uma ciência. Mas foi uma evolução que correu à margem da ética, já que aparentemente qualquer mentira vale, não é?

Pois a campanha política de 2014 me provocou uma reflexão interessante.

Sheena Iyengar é uma educadora norte americana e professora na Columbia Business School. É também pesquisadora e, em uma de suas palestras no TED (http://bit.ly/1yzigTQ) , conta uma história curiosa sobre a influência do marketing em nossas vidas.

Durante uma pesquisa realizada na Europa Oriental, ela entrevistou pessoas que viveram sob os regimes comunistas e que enfrentaram a transição para os regimes democráticos e capitalistas após a queda do muro de Berlim. Quando os participantes chegavam para a entrevista, ela oferecia uma variedade de bebidas: Coca Cola, Coca Diet, Sprite, Pepsi, num total de sete opções. Durante a primeira sessão, que aconteceu na Russia, um dos participantes fez um comentário revelador quando ela perguntou qual bebida ele preferia:

– Ah, não tem importância. Só há uma opção, é tudo soda.

A partir daquele comentário Sheena passou a repetir a pergunta a outros participantes: “quantas opções há aqui?”.

E todos repetiam a mesma resposta: uma só. É tudo soda.

A experiência só mudou quando ela ofereceu uma jarra com água e outra com suco. Então os participantes passaram a ver três opções: água, suco e soda.

Aquelas pessoas, criadas sob um regime comunista, não tiveram a exposição à propaganda, ao marketing, às marcas, como nós temos em nosso dia a dia. Cresceram com poucas escolhas e não conseguiam perceber a personalidade das marcas. Para elas, é tudo soda. Para nós, que se bobear não conseguimos perceber a diferença de sabor entre Coca e Pepsi, Coca é Coca, Pepsi é Pepsi.

E a conclusão de Sheena foi deliciosa: para quem está diariamente exposto a opções de escolha e às propagandas associadas a essas opções, escolher tem mais a ver com quem a pessoa é do que com o que o produto é.

Em outras palavras, suas escolhas dizem mais sobre quem você é do que sobre o produto/serviço/político que você escolheu.

Talvez isso explique a razão de tanta gente educada, inteligente e letrada, continuar acreditando nas mentiras que os políticos contam… e votando neles.

O marketing político não trabalha o político. Trabalha você.