Artigos Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

631 – O valor de seu voto – Revisitado
631 – O valor de seu voto – Revisitado
Mais discussão de ano de eleição: afinal o que é o ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
Segunda participação no LíderCast, com uma história que ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica “Nossos filhos terão mais de quase tudo, com uma gritante exceção: eles não terão mais tempo. À medida que a renda e os salários ...

Ver mais

Ah, se os políticos usassem sua criatividade para o bem
Henrique Szklo
Tem gente que acha que os políticos não são corruptos. Nós é que somos certinhos demais. Já o meu amigo Rodriguez diz que o pior tipo de político é o honesto, porque, além de trouxa, é traidor da ...

Ver mais

Somos quem podemos ser
Jota Fagner
Origens do Brasil
Já faz um tempo que venho desiludido quanto aos resultados da educação. Ainda acredito que ela seja essencial, mas já consigo enxergar que não basta. Uma pessoa bem instruída não é garantia de ...

Ver mais

História da riqueza no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
História da riqueza no Brasil  Cinco séculos de pessoas, costumes e governos “A proposta de uma revolução copernicana na análise e interpretação da história do Brasil – esta é a marca ...

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Meu voto é estratégico, para aquilo que o momento exige.

Ver mais

Introspectiva 2013

Introspectiva 2013

Luciano Pires -

Vou repetir neste final de ano um texto publicado em 2011 no qual fiz algumas adaptações. É que gosto muito dele, que é atemporal e merece ser revisto.

Todo final de ano tem retrospectivas. Quem é que não gosta de rever aquelas cenas que nos tiraram o fôlego ao longo do ano que passou? Principalmente quando editadas em ritmo de filme de ação? Imagens fortes que brincam com nossas emoções.

Retrospectivas colocam molho em nosso rotineiro cotidiano e servem para lembrar como somos sortudos, afinal, com raras exceções, aquelas tragédias nunca acontecem conosco, não é? E às vezes também aparecem as perspectivas, aqueles exercícios que tentam antecipar o que vem pela frente. Todo ano é igual: Jair de Ogum e Mãe Dinah dizendo que vai morrer um artista e economistas apostando que a inflação será de xis por cento. E a gente adora!

Pois vou propor algo diferente: em vez de olhar para trás pra rever o que passou ou para frente pra antecipar o que vem por aí, proponho olhar pra dentro e fazer sua “Introspectiva 2013”.
Pouca gente sabe direito o que é a introspecção. Costumamos dizer que um indivíduo introspectivo é aquele pouco social, que passa a maior parte do tempo às voltas com seus pensamentos, à margem da festa. Mas a introspecção é mais que isso. Envolve até mesmo a Filosofia. Sabe-se que Sócrates já utilizava a técnica da introspecção em seus estudos sobre os grandes enigmas da vida.
O que me interessa neste final de ano é refletir sobre a introspecção como “o ato de olhar para dentro de si mesmo, para seus pensamentos, desejos e sentimentos, examinar como sua mente funciona, como toma decisões, como direciona seus atos.” A introspecção como um auto-exame para nos conhecer melhor e assim antecipar nossas reações e realizar escolhas melhores.

A introspecção envolve credos, desejos, dores e emoções. É um vasto campo de estudos da psicologia, coisa de quem é do ramo. Mas dá pra refletir sobre esse processo de auto-conhecimento que fará você se arrepender e se orgulhar de coisas que fez ou deixou de fazer.

O processo de introspecção ajuda a entender como sua mente funciona, deixando você mais apto a evitar armadilhas e principalmente, a mudar. Mas a coisa não é assim tão fácil. Temos a tendência de repetir padrões de conduta, cometendo sempre os mesmos erros. Sabe aquela amiga que vai pedir dinheiro emprestado outra vez? E você vai acabar emprestando? Ou seu chefe que vai te chamar para a reunião no final da tarde e vai te segurar por horas? E você vai? Pois é…

A Introspectiva 2013 colocará você na incômoda posição de ter que explicar – para si mesmo – a razão de não mudar. Esse exercício é incômodo, pois mentir para si mesmo não é confortável, ninguém gosta de ser confrontado com suas fraquezas. Preferimos o auto-engano, a continuidade confortável dos processos que podem não ser os melhores, mas são familiares.

Comece 2014 realizando uma introspectiva 2013. Olhando para o que aconteceu no mundo, no Brasil, em sua cidade, em sua família – mas refletindo sobre como você reagiu aos acontecimentos. Que atitudes tomou, o que aprendeu e o que é que vai fazer a respeito.

Mudar dói. Reconhecer fraquezas dói também. Mas a alternativa é deixar como está pra ver como é que fica.

Um jeito bem vagabundo de começar 2014, não é?

Feliz Ano Novo.

Luciano Pires