Artigos Café Brasil
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

597 – Simplifique
597 – Simplifique
O programa de hoje é um presente. Reproduzimos na ...

Ver mais

596 – A complicada arte de ver – revisitado
596 – A complicada arte de ver – revisitado
“A árvore que o sábio vê não é a mesma árvore que o ...

Ver mais

595 – A empatia positiva
595 – A empatia positiva
Se você construir uma linha emocional imaginária, numa ...

Ver mais

594 – Sultans of Swing
594 – Sultans of Swing
Láááááá em 1977 uma obscura banda inglesa começou a ...

Ver mais

LíderCast 96 – Ricardo Geromel
LíderCast 96 – Ricardo Geromel
Ricardo Geromel, que sai do Brasil para jogar futebol, ...

Ver mais

LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
Pascoal da Conceição, que fala sobre a vida de ator no ...

Ver mais

LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
Marcelo e Evelyn Barbisan. O Marcelo é médico, a Evelyn ...

Ver mais

LíderCast 93 – Max Oliveira
LíderCast 93 – Max Oliveira
Max Oliveira, empreendedor que fundou a Max Milhas, uma ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

País de Santos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Há dias um assunto artificialmente inflado ocupa sites e jornais: A posse interrompida da ex-quase-futura ministra do Trabalho, deputada federal Cristiane Brasil (PTB/RJ), filha do conhecido ...

Ver mais

Jonatan, o Tolo
Bruno Garschagen
Ciência Política
Jonatan é o tolo cuja credulidade fantasiosa corrompeu qualquer traço de inocência

Ver mais

Projeções econômicas do Brasil para 2018
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Projeções econômicas do Brasil para 2018[1] Com uma sólida formação humanista, um economista pode afirmar que quanto menor a intervenção do Estado na economia de mercado, mais rico será este país ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Cafezinho 39 – Como fazer críticas nutritivas
Cafezinho 39 – Como fazer críticas nutritivas
Num cafezinho anterior falei sobre a importância de ...

Ver mais

Cafezinho 38 – A agarra
Cafezinho 38 – A agarra
Basta implantar uma dúvida, uma agarra... e pronto! A ...

Ver mais

Cafezinho 37 – Sobre críticas
Cafezinho 37 – Sobre críticas
Saber avaliar as críticas é fundamental, mas saber ...

Ver mais

Cafezinho 36 – Velhos problemas
Cafezinho 36 – Velhos problemas
O Brasil não tem problemas novos.

Ver mais

Imprecisos desejos

Imprecisos desejos

Luciano Pires -

Minha nova palestra “Pessoas Criativas, Empresas Lucrativas” começa ao som de “Os Argonautas” com Caetano Veloso, focando especialmente o refrão: “Navegar é preciso. Viver não é preciso.” Foi lendo Rubem Alves que entendi que o “preciso” daqueles versos escritos originalmente pelo poeta português Fernando Pessoa, vinha de “exatidão” e não de “necessidade”:

– Antes da precisão da ciência de navegar vem o impreciso desejo de navegar.

Em 2005 tive o impreciso desejo de fazer um programa de rádio, por minha conta e risco. O resultado é o Café Brasil, que se transformou em 2006 num podcast, com 224 programas produzidos. São mais de 90 horas de conteúdo, uma trabalheira infernal! Uns amigos consultores usam a ciência do navegar para fazer uma continha e mostrar que se eu tivesse investido em ações o dinheiro que coloquei nesse projeto em cinco anos, poderia ter levantado uma pequena fortuna. Pois é. Então eu mostro a eles um cartaz que preparei anos atrás para colar na porta de minha sala:

“Se você tem uma reclamação, me mande uma carta. Se você tem um sonho, me envie um email. Se você tem uma idéia, me fale por telefone. Se você tem um projeto, pode entrar. Mas se você tem uma causa, sente-se e me conte. Sem pressa.”

Não gosto de julgar as coisas somente pela descrição das coisas, pelo impreciso desejo. Quero ver, tocar, experimentar, cheirar, sentir. Talvez isso seja uma deformação profissional de cartunista, que antes de descrever, vê as coisas. Resultado: em vez de uma gaveta cheia de idéias, tenho um armário cheio de projetos, modelos e amostras que custaram um monte de dinheiro, tempo e energia. Para meus amigos consultores, recursos mal empregados. Mas para mim, sementes que transformaram imprecisos desejos de navegar em causas a serem defendidas.

A qualquer momento uma das sementes germina. E minha vida muda.

Mas reconheço que não é fácil agir assim. Precisa de sangue frio, paciência, fé e coragem para investir no impreciso (e arriscado) desejo e torná-lo algo palpável, real. Mas será que existe outra forma de fazer?

Pois bem, de uma daquelas sementes, acabam de nascer dois brotinhos.

Fui convidado por um diretor de uma grande editora, fã do podcast Café Brasil, para gravar o audiolivro de um bestseller! Começo já.

E o Itaú Cultural acaba de fechar a primeira programação de patrocínio para o podcast. Modesta, mas que, mais que dinheiro, proporciona a satisfação de ver que aquele sonho impreciso tornou-se real.

Se eu tivesse apenas os imprecisos desejos para mostrar, sem a precisão da ciência e o esforço pessoal para transformá-los em sementes, nada teria acontecido. 

Antes da precisão da ciência de navegar vem o impreciso desejo de navegar. Mas sem a precisão da ciência, sem a execução, o impreciso desejo não passa de um sonho. Lindo, inspirador e necessário.

Mas sonho.

Luciano Pires