Artigos Café Brasil
Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

670 – A nova Previdência
670 – A nova Previdência
No dia 12 de Junho fomos à Brasília e, no Ministério da ...

Ver mais

669 – Fora da Caixa 2
669 – Fora da Caixa 2
Você não precisa inventar a lâmpada para ser original. ...

Ver mais

668 – Fora da caixa
668 – Fora da caixa
Não é fácil hoje em dia ter uma ideia original, ...

Ver mais

667 – Ajuda, por favor
667 – Ajuda, por favor
Toda mudança implica em incomodação. Se não incomoda, ...

Ver mais

LíderCast 157 – Marcel Van Hattem
LíderCast 157 – Marcel Van Hattem
Marcel Van Hattem é um jovem Deputado Federal pelo ...

Ver mais

LíderCast 156 – Karina Oliani e Carlos Morey
LíderCast 156 – Karina Oliani e Carlos Morey
Aproveitando que o Everest está sendo discutido na ...

Ver mais

LíderCast Temporada 12
LíderCast Temporada 12
Vem aí a Temporada 12 do LíderCast, que será lançada na ...

Ver mais

LíderCast 155 – Emilio Dantas Costa
LíderCast 155 – Emilio Dantas Costa
Servidor público de carreira, que a partir das ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Por que você afirmar que é de direita ajuda a esquerda?
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA.

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – AMBIGUIDADE DA LINGUAGEM (parte 10)
Alexandre Gomes
Já que uma PALAVRA é um SÍMBOLO, um SIGNO ARBITRÁRIO ao qual é imposto um significado por convenção, é natural que esteja sujeita (a palavra) à AMBIGUIDADE. E isso pode surgir de alguns pontos: ...

Ver mais

O salário do professor brasileiro é um dos mais baixos do mundo
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Matéria de ontem no jornal O Globo nos lembra um fato que é amplamente reconhecido: os professores brasileiros estão entre os que recebem os menores salários no mundo inteiro. Em relação aos ...

Ver mais

As cigarras, as formigas e o tal do viés ideológico
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA.

Ver mais

Cafezinho 188 – O coeficiente de trouxidão
Cafezinho 188 – O coeficiente de trouxidão
É seu coeficiente de trouxidão, com a suspensão ...

Ver mais

Cafezinho 187 – Quem merece seu tempo de vida
Cafezinho 187 – Quem merece seu tempo de vida
Meu tempo de vida está sendo enriquecido ou só desperdiçado?

Ver mais

Cafezinho 186 – A disciplina intelectual
Cafezinho 186 – A disciplina intelectual
Na definição dos dicionários, disciplina é o conjunto ...

Ver mais

Cafezinho 185 – O princípio Eisenhower
Cafezinho 185 – O princípio Eisenhower
Dê uma olhada nas pautas em discussão nas mídias. Veja ...

Ver mais

Ideologicamente Estressados

Ideologicamente Estressados

Luciano Pires -

IDEOLOGICAMENTE ESTRESSADOS

Recentemente cunhei a expressão “ideologicamente estressados” para adjetivar algumas pessoas que me atacaram quando manifestei a necessidade de se falar o idioma com correção ou de se criar um sistema de qualificação a quem concorrer a cargos públicos. Na visão daquelas pessoas, sou preconceituoso e elitista. Alguns leitores pediram que eu explicasse melhor o conceito do “estresse ideológico”.


Um dos pioneiros no estudo do estresse foi um canadense, Hans Selye, que em 1936 submeteu cobaias a estímulos estressantes e observou um padrão específico na resposta comportamental e física dos animais. Selye descreveu os sintomas como Síndrome Geral de Adaptação. E a decompôs em três fases sucessivas: alarme, resistência e esgotamento. Após a fase de esgotamento surgiam doenças sérias como artrites, úlcera, hipertensão e problemas cardíacos. São dois os tipos básicos de estresse: o crônico e o agudo. O estresse crônico afeta a maioria das pessoas, sendo “suavemente” experimentado no dia a dia. O estresse agudo é mais intenso e curto. É causado por situações traumáticas, mas passageiras, como a morte de um parente, uma separação, uma demissão. Portanto, basta estar vivo para estar sujeito ao estresse.


Já “ideologia” pode ser entendida como um conjunto de crenças e objetivos de um grupo social ou político, que explica e justifica as decisões e o comportamento desse grupo. Karl Marx definiu ideologia como o conjunto de idéias que a classe dominante de uma sociedade impõe sobre todos os membros dessa sociedade.


E vejamos o que anda acontecendo neste país tropical. Somos um país jovem. Que só começou a existir de fato no século 19, com a chegada da família real portuguesa. Temos, portanto, menos de 200 anos. E só começamos a experimentar o gostinho da vida democrática umas duas décadas atrás. Somos jovens aprendizes. E nesse processo tivemos ondas de autoritarismo, populismo, revanchismo e outros ismos. Na última eleição presidencial vivemos uma dessas ondas. O petismo tomou o poder, amparado num discurso que prometia a redenção. Foi a primeira vez que vivemos uma transição dessa magnitude e milhões depositaram suas esperanças na promessa do céu.


Pois na metade do mandato, o trauma. As referências que elegeram o grupo redentor caem por terra. Os valores cultivados por quase três décadas desaparecem. O discurso da esperança dissipa-se dentro de uma cueca, em meio a apertos de mão e abraços comerciais… Os escolhidos mostram-se exatamente iguais aos que sempre combateram. Um choque.


O resultado? Trauma ideológico… Estresse ideológico… Agudo!


Portanto, calma com os ideologicamente estressados. Eles acabam de sair da fase de alarme descrita por Hans Selye, para entrar na de resistência.


Em breve cairão no esgotamento.


Não precisam de críticas. Precisam de ajuda. De um “spa” ideológico.


Reconhecer os sintomas seria um ótimo começo.