Artigos Café Brasil
Podpesquisa 2018
Podpesquisa 2018
Em sua quarta edição, a PodPesquisa 2018 recebeu mais ...

Ver mais

Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

640 – O monumento à incompetência
640 – O monumento à incompetência
É muito fácil e confortável examinar o passado com os ...

Ver mais

639 – Chega de falar de política
639 – Chega de falar de política
Diversos ouvintes mandam mensagens pedindo para que eu ...

Ver mais

638 – O efeito Dunning-Kruger
638 – O efeito Dunning-Kruger
Cara, eu fico besta com a quantidade de gente que ...

Ver mais

637 – LíderCast 10
637 – LíderCast 10
Olha só, chegamos na décima temporada do LíderCast. Com ...

Ver mais

LíderCast 132 – Alessandro Loiola
LíderCast 132 – Alessandro Loiola
Médico, escritor, um intelectual inquieto, capaz de ...

Ver mais

LíderCast 131 – Henrique Szklo e Lena Feil
LíderCast 131 – Henrique Szklo e Lena Feil
Henrique Szklo e Lena Feil – Henrique se apresenta como ...

Ver mais

LíderCast 130 – Katia Carvalho
LíderCast 130 – Katia Carvalho
Mudadora de vidas, alguém que em vez de apenas lamentar ...

Ver mais

LíderCast 129 – Guga Weigert
LíderCast 129 – Guga Weigert
DJ e empreendedor, que a partir da experiência com a ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

O MARXISMO É UMA RELIGIÃO POLÍTICA!
Carlos Nepomuceno
Na minha live de hoje fiz uma afirmação que se tornou verdade para mim nos últimos anos, mas hoje ficou evidente. Como lidar com meus amigos marxistas? Publicado por Carlos Nepomuceno em Segunda, ...

Ver mais

Quem não é capaz de rir de si mesmo será sempre um intolerante em potencial
Henrique Szklo
Humorista de verdade não tem lado, não tem ideologia, não tem bandeira. Independentemente de sua posição pessoal, tem de ser livre o suficiente para atirar em tudo o que se mexe e no que não se ...

Ver mais

Capitalismo Versus Esquerdismo*
Alessandro Loiola
Uma das consequências involuntárias do capitalismo é que ele coloca diferentes culturas e sociedades em contato direto muito mais amplo umas com as outras. Liga as pessoas entre si muito mais ...

Ver mais

A cavalgada de um cowboy
Jota Fagner
Origens do Brasil
Cowboy não havia dormido bem. Tinha feito corridas até às duas da manhã. O trabalho como moto-taxista costumava não render muito, mas em época de alta temporada a demanda era muito grande. ...

Ver mais

Cafezinho 126 – Mais Médicos
Cafezinho 126 – Mais Médicos
- Mas eles estavam atendendo os brasileiros necessitados!

Ver mais

Cafezinho 125 – O chute
Cafezinho 125 – O chute
Se o governador mentiu ou se enganou, peço desculpas ...

Ver mais

Cafezinho 124 – À luz do sol
Cafezinho 124 – À luz do sol
É assim, com a luz do sol, que a gente faz a limpeza.

Ver mais

Cafezinho 123 – A zona da indiferença
Cafezinho 123 – A zona da indiferença
Ter consciência sobre o que é certo e errado todo mundo ...

Ver mais

Gastão, O Vomitador

Gastão, O Vomitador

Luciano Pires -

Nos anos setenta, quando o tablóide O PASQUIM estava no auge, o cartunista Jaguar criou um personagem antológico: Gastão, o vomitador. O Gastão era um sujeito comum, tinha cara de contador, carequinha, barba mal feita, óculos com moldura grossa e usava um terninho com gravata escura. Sempre que uma situação o desagradava, especialmente se relacionada ao universo político daqueles anos de chumbo, Gastão não tinha dúvidas, vomitava sobre a fonte de sua indignação. Seu grito de guerra era delicioso:

– BLUAH!!



Os anos passaram, a ditadura se foi, o Pasquim acabou, chegamos à democracia, a esquerda tomou o poder e… que falta faz Gastão, o vomitador!

Mas parece que ele voltou. Na reunião do Conselho de Ética do Senado, presidida pelo boneco de ventríloquo Paulo Duque, que arquivou as 11 denúncias contra o senador José Sarney, Gastão baixou no Senador Flavio Arns, do PT do Paraná.

Diante das éticas explicações de Paulo Duque, o sistema nervoso parasimpático de Flavio Arns – que estimula as atividades relaxantes – entrou em ação, provocando um aumento na salivação. Conforme a votação foi se encaminhando, começou um movimento na zona média de seu intestino delgado, fazendo com que o conteúdo intestinal começasse a circular num sentido inverso. Quando ouviu Wellington Salgado dizendo “não”, sua musculatura abdominal contraiu-se, aumentando a pressão intra-abdominal. Então veio Ideli Salvati e Flavio Arns sentiu que sua pressão intra-toráxica baixou… E ao ouvir a decisão pelo arquivamento, seu sistema nervoso simpático – que estimula as ações que mobilizam energia – entrou em ação, aumentando os batimentos cardíacos. E Flavio Arns começou a transpirar. Era o pródromo do vômito, que foi espetacular:

“Eu quero dizer infelizmente que eu tenho que me envergonhar daquilo que meu partido fez. O Partido dos Trabalhadores rasgou hoje a página fundamental da sua constituição, que é a ética. Pegou a folha da ética e jogou no lixo. (…) Infelizmente o partido deu as costas para a sociedade, para o povo, para os seus princípios, para bandeiras que são tão caras para mim e para tantas pessoas pelo Brasil. Eu posso dizer hoje que me envergonho de estar no Partido dos Trabalhadores com este direcionamento que o partido está fazendo. É uma vergonha para mim e quero dizer isso de maneira muito clara à todos os meus eleitores.”

E então o Senador anunciou que vai retirar-se do partido.

Flavio Arns me lembrou daquelas antigas comédias quando o Gordo dava uma tijolada na cabeça do Magro, que sempre levava alguns segundos para reagir à dor. Flavio Arns é o Stan Laurel do PT: levou quase três anos para acordar e vomitar sua indignação. Mas ao menos teve a coragem e dignidade de vomitar. Espero que tenha sido sincero.

O vômito, na maior parte das vezes, é o recurso que o organismo usa para livrar-se de substâncias tóxicas. O Brasil precisa incorporar Gastão, o vomitador, para um grande, consciente e redentor vômito, seguido daquela deliciosa sensação de bem estar.

Vomita Brasil! Antes tarde do que nunca.