Artigos Café Brasil
O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

617 – O Clube da Música Autoral
617 – O Clube da Música Autoral
Uma das coisas mais fascinantes de quem se dispõe, como ...

Ver mais

616 – Na média
616 – Na média
Num ambiente construído para que as pessoas fiquem “na ...

Ver mais

615 – Fake News? Procure o viés
615 – Fake News? Procure o viés
Nova Iorque, madrugada de março de 1964. No bairro do ...

Ver mais

614 – Limão ou limonada
614 – Limão ou limonada
No começo dos anos 1970 apareceu um termo que anos mais ...

Ver mais

LíderCast 111 – Tiemi Yamashita
LíderCast 111 – Tiemi Yamashita
LíderCast 111 - Hoje conversamos com Tiemi Yamashita, ...

Ver mais

LíderCast 110 – Rafael Baltresca
LíderCast 110 – Rafael Baltresca
LíderCast 110 - Hoje conversamos com Rafael Baltresca, ...

Ver mais

LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 - Hoje conversamos com Romeo Busarello, É ...

Ver mais

Lídercast 108 – Leandro Nunes
Lídercast 108 – Leandro Nunes
LíderCast 108 - Hoje conversamos com Leandro Nunes, um ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Lições de viagem 11 – Santa Catarina
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Lições de viagem 11 Santa Catarina e seus diferenciais  Percebi que me encontrava num estado diferenciado na primeira vez que estive em Santa Catarina, em 1980, quando fui ministrar aulas em dois ...

Ver mais

Solidão em rede: estamos cada vez mais solitários
Mauro Segura
Transformação
Vivemos a "cultura do estresse", de não perder tempo e usar cada minuto para sermos mais produtivos. Mas isso tem um preço.

Ver mais

1936, 1984, 1918
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A guerra civil espanhola (1936-1939) foi assustadora, cruel, mas teve seus lances tragicômicos. Um deles era a eterna bagunça entre as muitas facções que formavam as Forças Republicanas, ...

Ver mais

Região de conflito duplamente em foco
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Região de conflito duplamente em foco “Fronteiras? Nunca vi uma. Mas ouvi dizer que existem na mente de algumas pessoas.” Thor Heyerdahl Não é sempre que alguns dos focos mais controvertidos das ...

Ver mais

Cafezinho 81 – A Confederação
Cafezinho 81 – A Confederação
A Confederação mais eficiente do Brasil é a dos bandidos.

Ver mais

Cafezinho 80 – A Copa que era nossa
Cafezinho 80 – A Copa que era nossa
Ao contrário do que acreditam coxinhas e petralhas, o ...

Ver mais

Cafezinho 79 – Desengajados Ativos
Cafezinho 79 – Desengajados Ativos
Engajamento vem do francês engager, que quer dizer “se ...

Ver mais

Cafezinho 78 – Motivação e engajamento
Cafezinho 78 – Motivação e engajamento
Motivação é uma intenção pessoal, engajamento é um ...

Ver mais

Eu Laiko!

Eu Laiko!

Luciano Pires -

Num dos eventos em que palestrei um dos apresentadores foi um jovem executivo de uma grande agência de propaganda global.  Coube a ele tratar das novas mídias e formas de fazer negócios utilizando a internet. Ele anunciou que trataria de “retail”, “mobile”, “social media”, “devices” e uma sucessão de termos em inglês que não estavam apenas nas imagens projetadas na tela, mas em seu vocabulário. Se um iPad pudesse falar  acho que falaria como ele, um cruzamento de português com iPad, uma espécie de dialeto, o aipedês… Em cada frase uma palavra em aipedês, como “basta uploudar”. E lá pelas tantas ele colocou na tela a imagem daquele sinal de positivo, a mãozinha com o dedão levantado característica do Facebook, dizendo que aquele sistema do “like it” (“curtir”) é a grande sensação. E soltou o petardo:

– Todo mundo quer ser laikado!

Todo mundo quer ser laikado… puro aipedês! 

Quando uma tendência passa a influenciar a forma como falamos, significa que deixou de ser um modismo para ser um fenômeno social. A tecnologia, especialmente aquela voltada ao mundo dos computadores, da internet, já é um fenômeno cultural que influencia vários aspectos de nossa vida. 

O desenvolvimento da internet e de tudo aquilo que ela proporcionou, sofreu uma virada no ano 2000, quando estourou a bolha especulativa que produziu (e destruiu) negócios bilionários. Ali tivemos certeza de que vivíamos uma mudança profunda. Mais de uma década se passou a ainda não entendemos direito como tirar proveito desse novo mundo virtual.Eu faria uma aposta. O grande estouro da internet, o momento de mudança definitiva na humanidade começará mesmo por volta de 2018, basicamente por dois motivos:

Pouco dias atrás anunciou-se que a Índia estava lançando um modelo de tablet (olha o aipedês!) que custará entre 20 e 40 dólares, com o objetivo de atender a uma população de 200 milhões de estudantes indianos. Você leu direito: 200 milhões! Esse barateamento e conseqüente multiplicação daquilo que o rapaz do começo deste texto chamou em aipedês de “devices” acontecerá rapidamente em todo o mundo. Dá para imaginar o impacto em 8 anos?

Mas o mais importante vem agora: em 2018 a garotada que tinha 10 anos de idade em 2000 estará completando 28 anos. Uma geração que cresceu dentro da internet, que interage e se comunica diferente das gerações mais antigas, a minha e a sua… Aos 28 anos de idade, essa moçada estará assumindo postos de chefia, de gerência, de direção no governo e nas empresas. 

Seu chefe falará aipedês! No Brasil, nos Estados Unidos, na França, na Índia, na Indonésia, no Butão e na Rodésia. 

Começo a achar que o aipedês um dia conseguirá aquilo que se tentou com o esperanto: uma linguagem universal. Você duvida?

Pois então… Prepare-se meu amigo, minha amiga. O mundo que vem por aí não fala nossa língua. É melhor ir treinando…

Eu laiko, tu laikas, ele laika. Nós laikamos, vós laikais , eles laikam.

Luciano Pires