Artigos Café Brasil
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

597 – Simplifique
597 – Simplifique
O programa de hoje é um presente. Reproduzimos na ...

Ver mais

596 – A complicada arte de ver – revisitado
596 – A complicada arte de ver – revisitado
“A árvore que o sábio vê não é a mesma árvore que o ...

Ver mais

595 – A empatia positiva
595 – A empatia positiva
Se você construir uma linha emocional imaginária, numa ...

Ver mais

594 – Sultans of Swing
594 – Sultans of Swing
Láááááá em 1977 uma obscura banda inglesa começou a ...

Ver mais

LíderCast 96 – Ricardo Geromel
LíderCast 96 – Ricardo Geromel
Ricardo Geromel, que sai do Brasil para jogar futebol, ...

Ver mais

LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
Pascoal da Conceição, que fala sobre a vida de ator no ...

Ver mais

LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
Marcelo e Evelyn Barbisan. O Marcelo é médico, a Evelyn ...

Ver mais

LíderCast 93 – Max Oliveira
LíderCast 93 – Max Oliveira
Max Oliveira, empreendedor que fundou a Max Milhas, uma ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

País de Santos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Há dias um assunto artificialmente inflado ocupa sites e jornais: A posse interrompida da ex-quase-futura ministra do Trabalho, deputada federal Cristiane Brasil (PTB/RJ), filha do conhecido ...

Ver mais

Jonatan, o Tolo
Bruno Garschagen
Ciência Política
Jonatan é o tolo cuja credulidade fantasiosa corrompeu qualquer traço de inocência

Ver mais

Projeções econômicas do Brasil para 2018
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Projeções econômicas do Brasil para 2018[1] Com uma sólida formação humanista, um economista pode afirmar que quanto menor a intervenção do Estado na economia de mercado, mais rico será este país ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Cafezinho 39 – Como fazer críticas nutritivas
Cafezinho 39 – Como fazer críticas nutritivas
Num cafezinho anterior falei sobre a importância de ...

Ver mais

Cafezinho 38 – A agarra
Cafezinho 38 – A agarra
Basta implantar uma dúvida, uma agarra... e pronto! A ...

Ver mais

Cafezinho 37 – Sobre críticas
Cafezinho 37 – Sobre críticas
Saber avaliar as críticas é fundamental, mas saber ...

Ver mais

Cafezinho 36 – Velhos problemas
Cafezinho 36 – Velhos problemas
O Brasil não tem problemas novos.

Ver mais

Estelionato Televisivo

Estelionato Televisivo

Luciano Pires -

ESTELIONATO TELEVISIVO

Quem acompanha meus artigos desde 2004 sabe que andei me estranhando com o advogado de Augusto Liberato – o Gugu – no ano passado, por conta do Troféu Brasileiro Pocotó, que nosso solerte apresentador estava prestes a ganhar. Em eleição direta pelos internautas.
Naquela ocasião o advogado veio pra cima de mim, dizendo que se eu não parasse de “atacar celebridades”, iria me processar. O troféu acabou por outros motivos, mas para mim foi uma vitória contra aqueles que transformam nossa televisão numa lata de lixo.
Reproduzo a seguir uma nota recentemente publicada no site do jornal Meio e Mensagem, que é especializado em mídia:
“O apresentador Antonio Augusto Moraes Liberato, o Gugu, vai pagar R$ 750 mil para encerrar um processo civil na Justiça de São Paulo referente à falsa entrevista com membros do PCC, segundo informa o site Consultor Jurídico. A´ matéria ´, que foi ao ar no programa do apresentador no SBT em 2003, mostrava supostos membros da facção criminosa paulistana fazendo uma série de ameaças contra apresentadores de programas policiais e ativistas de direitos humanos”.
A indenização por dano moral difuso e por prática comercial abusiva é resultado de ação da promotora Deborah Pierri e alega que o apresentador tinha conhecimento do conteúdo do programa antes de sua veiculação. Responde então por omissão dolosa. O apresentador e seus advogados aceitaram doar R$ 750 mil a instituições de caridade que serão indicadas pelo Ministério Público Estadual, divididos em 12 parcelas.
O acordo não encerra outras ações sobre a falsa entrevista. Gugu ainda responde pelos crimes de ameaça e divulgação de notícia falsa na 2ª Vara Criminal de Osasco, na Grande São Paulo e o SBT responde a uma Ação Civil Pública do Ministério Público Federal pelos danos causados à sociedade pela exibição do programa “”.
Bem feito. Mas… E se o culpado fosse eu, que não tenho 750 mil reais? A pena seria uma cadeiazinha pra deixar de ser besta?
Quanto vale um crime moral como aquele de falsificar entrevista com os bandidos? Vale dez mil? Duzentos mil? Pois o Ministério Público achou que vale 750 mil. Uma boa grana, não é? Vai ajudar um monte de gente…
No entanto, penso que não tem dinheiro que pague a destruição de valores morais que sistematicamente essas porcarias veiculadas por nossa tv vêm causando.
Nós, brasileiros, estamos perdendo a capacidade de indignar-nos, por conta da exposição sistemática, através da mídia, a situações onde valores morais são acessórios. Detalhes secundários.
Vale a carinha bonitinha, a bundinha redondinha e a piadinha engraçadinha.
E agora descobrimos quanto vale o dano moral em rede nacional de TV: R$ 750 mil.
Pois quer saber? Eu acho pouco.
Valores morais valem mais.
E não creio que possam ser comprados com dinheiro.