Artigos Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

631 – O valor de seu voto – Revisitado
631 – O valor de seu voto – Revisitado
Mais discussão de ano de eleição: afinal o que é o ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
Segunda participação no LíderCast, com uma história que ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia valoriza sustentabilidade e inovação tecnológica “Nossos filhos terão mais de quase tudo, com uma gritante exceção: eles não terão mais tempo. À medida que a renda e os salários ...

Ver mais

Ah, se os políticos usassem sua criatividade para o bem
Henrique Szklo
Tem gente que acha que os políticos não são corruptos. Nós é que somos certinhos demais. Já o meu amigo Rodriguez diz que o pior tipo de político é o honesto, porque, além de trouxa, é traidor da ...

Ver mais

Somos quem podemos ser
Jota Fagner
Origens do Brasil
Já faz um tempo que venho desiludido quanto aos resultados da educação. Ainda acredito que ela seja essencial, mas já consigo enxergar que não basta. Uma pessoa bem instruída não é garantia de ...

Ver mais

História da riqueza no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
História da riqueza no Brasil  Cinco séculos de pessoas, costumes e governos “A proposta de uma revolução copernicana na análise e interpretação da história do Brasil – esta é a marca ...

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Cafezinho 112 – Como decidi meu voto
Meu voto é estratégico, para aquilo que o momento exige.

Ver mais

#EnquantoIsso

#EnquantoIsso

Luciano Pires -

Em 2015, de saco cheio com o mau humor das mídias sociais, em especial do Facebook, criei o #EnquantoIsso para marcar posts positivos, que mostrassem indivíduos fazendo acontecer. A ideia é celebrar pessoas que, apesar de terem diante de si problemas aparentemente insolúveis, partem para a ação e conseguem atingir objetivos que pareceriam impossíveis. E dá-lhe histórias do catador de papelão que se formou na escola; do aluno da escola humilde que chega em primeiro no vestibular da grande universidade; do inventor sem recursos que cria algo que impacta na vida das pessoas; do agricultor que anda quilômetros para poder estudar e consegue se formar; da filha que homenageia os pais humildes que se viraram para dar-lhe condições de estudo, etc etc etc.

A ideia é celebrar a iniciativa individual, sacou? Celebrar a iniciativa individual.

Mas há quem se incomode com isso, e comenta: “o Luciano fica mostrando as exceções e ignorando a regra”. Em outras palavras, o sujeito diz: o Luciano devia continuar mostrando as merdas que são maioria, e não as coisas que dão certo, por sorte, para meia dúzia. É mais ou menos como ficar mostrando doenças e não as pessoas que procuram saídas para a doença.

Essa gente que se incomoda não reconhece o esforço individual como capaz de tirar alguém de um gueto, de um destino pré-traçado, que a sociedade reservou aos azarados, deficientes e miseráveis. Essa gente que se incomoda acha que mostrar os que deram certo é o mesmo que dizer:

– Tá vendo? Se deu certo para ele, dará pra você. Relaxa…

Não. Não é isso.

Nossos pensamentos são próprios, acontecem dentro de nossas cabeças, mas a substância desses pensamentos é constituída das experiências vividas, dos processos cognitivos e… de exemplos. E ao contrário do que muita gente pensa, não somos definidos por nossos relacionamentos ou pelos exemplos que vemos. Na verdade, escolhemos concordar ou não com eles, num processo de autoconstrução, criando as pessoas que queremos ser, compondo aquilo que se chama caráter, que é feito de julgamentos e de força de vontade.

Ao nascer, você foi condenado a escolher e agir, e a capacidade de pensamento independente levando em conta outros indivíduos é que cria sua autonomia individual.

Mostrar os que, a partir de sua iniciativa individual saíram da inércia é, portanto, uma forma de expor você a escolhas.

Tem gente que escolhe se inspirar e partir para ação.

Tem gente que escolhe achar que foi sorte e continuar no mimimi.

Escolha.