Artigos Café Brasil
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

579 – A arte de falar merda
579 – A arte de falar merda
Tenha um filtro, meu caro, minha cara. Para o bem do ...

Ver mais

578 – O Círculo de ouro
578 – O Círculo de ouro
Você já parou para pensar que talvez ninguém faça ...

Ver mais

577 – Dois pra lá, dois pra cá
577 – Dois pra lá, dois pra cá
Existe uma divisão política, social e cultural no ...

Ver mais

576 – Gratitude
576 – Gratitude
Gratitude vem do inglês e francês e significa que ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 – Lúcia Helena Galvão Maya é diretora da ...

Ver mais

LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 – Tito Gusmão – Tito Gusmão é um jovem ...

Ver mais

LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 –Marcio Appel executivo à frente da ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Sorte? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Chamam a atenção frases do tipo… “Não me inveje, trabalhe!”. Costuma enfeitar vidros traseiros e para-choques de caminhão. E o motivo é simples: Pode não decorar um luxuosíssimo Bugatti ...

Ver mais

Os jacobinos da “nova direita”
Bruno Garschagen
Ciência Política
Quando os antissocialistas mimetizam a mentalidade e a ação política do inimigo, tornam-se o espelho da perfídia.

Ver mais

A hora e a vez da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A hora e a vez da criatividade  Por que não no Brasil? “Eu olho para as coisas como elas sempre foram e pergunto: Por quê? Eu olho para as coisas como elas poderão vir a ser e pergunto: Por que ...

Ver mais

Cala a boca, Magdo!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quem não se lembra do “Cala a boca, Magda”, repetido por Caco Antibes no Sai de Baixo? Magda, sua esposa, era de uma estupidez oceânica, e o bordão era gritado a cada asneira dita pela bela ...

Ver mais

Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Sobre como aprender com nossos insucessos, ...

Ver mais

Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
O nome disso é livre mercado, goste você de Pimenta ...

Ver mais

Cafezinho 4 – A intolerância
Cafezinho 4 – A intolerância
Uma organização conhecida por investir em cultura ...

Ver mais

Cafezinho 3 – A inércia
Cafezinho 3 – A inércia
Issac Newton escreveu que “um objeto que está em ...

Ver mais

#EnquantoIsso

#EnquantoIsso

Luciano Pires -

Em 2015, de saco cheio com o mau humor das mídias sociais, em especial do Facebook, criei o #EnquantoIsso para marcar posts positivos, que mostrassem indivíduos fazendo acontecer. A ideia é celebrar pessoas que, apesar de terem diante de si problemas aparentemente insolúveis, partem para a ação e conseguem atingir objetivos que pareceriam impossíveis. E dá-lhe histórias do catador de papelão que se formou na escola; do aluno da escola humilde que chega em primeiro no vestibular da grande universidade; do inventor sem recursos que cria algo que impacta na vida das pessoas; do agricultor que anda quilômetros para poder estudar e consegue se formar; da filha que homenageia os pais humildes que se viraram para dar-lhe condições de estudo, etc etc etc.

A ideia é celebrar a iniciativa individual, sacou? Celebrar a iniciativa individual.

Mas há quem se incomode com isso, e comenta: “o Luciano fica mostrando as exceções e ignorando a regra”. Em outras palavras, o sujeito diz: o Luciano devia continuar mostrando as merdas que são maioria, e não as coisas que dão certo, por sorte, para meia dúzia. É mais ou menos como ficar mostrando doenças e não as pessoas que procuram saídas para a doença.

Essa gente que se incomoda não reconhece o esforço individual como capaz de tirar alguém de um gueto, de um destino pré-traçado, que a sociedade reservou aos azarados, deficientes e miseráveis. Essa gente que se incomoda acha que mostrar os que deram certo é o mesmo que dizer:

– Tá vendo? Se deu certo para ele, dará pra você. Relaxa…

Não. Não é isso.

Nossos pensamentos são próprios, acontecem dentro de nossas cabeças, mas a substância desses pensamentos é constituída das experiências vividas, dos processos cognitivos e… de exemplos. E ao contrário do que muita gente pensa, não somos definidos por nossos relacionamentos ou pelos exemplos que vemos. Na verdade, escolhemos concordar ou não com eles, num processo de autoconstrução, criando as pessoas que queremos ser, compondo aquilo que se chama caráter, que é feito de julgamentos e de força de vontade.

Ao nascer, você foi condenado a escolher e agir, e a capacidade de pensamento independente levando em conta outros indivíduos é que cria sua autonomia individual.

Mostrar os que, a partir de sua iniciativa individual saíram da inércia é, portanto, uma forma de expor você a escolhas.

Tem gente que escolhe se inspirar e partir para ação.

Tem gente que escolhe achar que foi sorte e continuar no mimimi.

Escolha.