Artigos Café Brasil
Podpesquisa 2018
Podpesquisa 2018
Em sua quarta edição, a PodPesquisa 2018 recebeu mais ...

Ver mais

Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

635 – De onde surgiu Bolsonaro?
635 – De onde surgiu Bolsonaro?
O pau tá quebrando, a eleição ainda indefinida e nunca ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

LíderCast 128 – Leide Jacob
LíderCast 128 – Leide Jacob
Empreendedora cultural e agora cineasta, que ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Como reduzir as Fakenews?
Carlos Nepomuceno
Ontem, a ministra Rosa Weber lançou este desafio. Vejamos o que podemos contribuir para este debate. O primeiro passo é compreender o que está ocorrendo. Vejamos: Note que estamos vivendo um ...

Ver mais

Os 7 erros da Folha de São Paulo sobre o “escândalo do Fake News”.
Carlos Nepomuceno
Veja o vídeo aqui.

Ver mais

Marxistas brasileiros vivem espécie de alucinação coletiva recorrente
Carlos Nepomuceno
O jornal Folha de São Paulo publica um artigo feita por uma petista confessa: Ver aqui: https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/posts/10156853246303631 …sem nenhum fato, baseado em ...

Ver mais

Sempre, sempre Godwin
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O advogado Mike Godwin criou em 1990 a seguinte “lei” das analogias nazistas: “À medida que uma discussão online se alonga, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou os ...

Ver mais

Cafezinho 117 – Caem as máscaras
Cafezinho 117 – Caem as máscaras
Quando passar a alucinação coletiva saberemos com quem ...

Ver mais

Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
O que vem por aí? Uma mudança ou nova brochada?

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Deseleições brasileiras

Deseleições brasileiras

Luciano Pires -

Enquanto escrevo, ouço pelo rádio que durante a sessão da Comissão de Direitos Humanos e Minorias em Brasília o pastor-deputado Marcos Feliciano mandou prender um manifestante que tumultuava o ambiente. O manifestante xingou o parlamentar de racista e, ao ser detido pelos seguranças, reagiu aos gritos: “Estou sendo preso porque sou gay!”.

Alguém tem que avisar o rapaz que ele foi preso por insultar outra pessoa de racista. Isso é crime. Mas não é esse o tema deste texto. Esse acontecimento é apenas mais um sintoma de um problema sério que acomete o cenário político brasileiro. Vemos uma reação, tão legítima na intenção quanto estúpida na forma, contra a presença do pastor-deputado na Comissão de Ética, mas ninguém reage à presença de dois mensaleiros julgados e condenados, José Genoino e João Paulo Cunha na Comissão de Constituição e Justiça, a mãe de todas as comissões.

Nóis…qui invertemo as coisa.

Estamos pagando o preço por eleger para cargos públicos uma porção de vigaristas, enganadores, bandidos, incompetentes e ladrões. Digo “uma porção” porque, acredite, existe outra porção composta de gente de bem.

E vira e mexe encontro pessoas desiludidas, arrependidas de seus votos, dizendo-se enganadas. Dá uma sensação de impotência…

Então tive uma ideia. Procurei no Google e descobri que outras pessoas já tiveram, o que é muito bom! Quero propor aqui que sejam criadas as Deseleições Brasileiras. A cada 2 anos os eleitores teriam a oportunidade de votar para eliminar os políticos que julgarem indignos dos mandatos. Teremos assim a oportunidade de dar o troco, de mostrar a eles quem manda… Que tal? Desvotar?

Aí alguém dirá que isso representará mais feriados, mais mobilizações, um custo imenso. Claro que sim! Mas o custo das deseleições será muito menor que o prejuízo que esses bandidos causam para o país.

Teremos a oportunidade de nos arrepender e tomar uma ação imediata. Prometeu e não cumpriu? Está deseleito. Roubou, desviou, enganou? Deseleito. Não fez o que tinha que ser feito, não respeitou a lei, não se comportou de acordo com o mandato que ganhou de nós? Deseleito. Sem ter que esperar denúncias e investigações, sem ver a lerdeza da justiça e os truques dos advogados mantendo impunes os criminosos! Terminou a apuração, rua! Simples assim!

Já pensou? Deseleições Brasileiras, com urnas eletrônicas ou sem, horário político nas rádios e televisões, campanhas e o que mais eles quisessem, como uma espécie de direito prévio de defesa. Eu adoraria ver aquela turma apavorada, tentando mostrar que nosso voto valeu a pena.

Que delícia. Sem votos nulos, sem votos brancos, com baixíssima abstenção… Quem é que vai perder a chance de dar o troco?

Ah, como é bom sonhar…

Luciano Pires