Artigos Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 28 – No grito
Cafezinho 28 – No grito
Não dá pra construir um país no grito.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Desconfio

Desconfio

Luciano Pires -

Ando desconfiado. Desconfio do que leio nos jornais. Desconfio do que vejo na TV. Desconfio do que recebo pela Internet. Desconfio das estatísticas dos políticos. Desconfio das estatísticas dos economistas. Desconfio do desconto na loja. Desconfio da promoção da empresa de telefonia. Desconfio do brinde no posto de gasolina. Desconfio do vendedor. Desconfio do padre. Desconfio do policial. Desconfio do eletricista. Desconfio da pessoa que me aborda para perguntar as horas. Desconfio de quem defende o governo. Desconfio de quem ataca o governo. Desconfio de quem não gosta de política. Desconfio do técnico do meu time. Desconfio do filme que ganhou o Oscar. Desconfio do vinho que me servem. Pior: desconfio que estou educando meus filhos a desconfiar dos outros.
Tô ficando louco? Velho? Ranzinza? Ou sou apenas um brasileiro deste início de milênio, igualzinho a você?
Meio século de vida me mostrou que confiar cegamente é perigoso, mas a impressão que tenho é que saí do oito pros oitenta! E descobri que não sou dos mais intolerantes. Meus amigos também desconfiam!
Um estudioso norte americano chamado Robert Putnan escreveu que “uma sociedade caracterizada pela reciprocidade generalizada é mais eficiente que uma sociedade desconfiada”.
Sociedade desconfiada…
Essa é a melhor definição para o momento atual. Diga sinceramente: em quem ou no que você confia?
Você provavelmente vai perceber que a resposta cairá em sua família ou em Deus. Dificilmente em alguma instituição pública ou privada. Pois houve um tempo em que confiávamos na justiça. Na polícia. Nos políticos. No professor. No padre. No jornal.
Estamos perdendo aquilo que Robert Putnan definiu como “capital social”. Nos últimos quarenta anos assistimos a redução do envolvimento cívico e político, dos laços sociais informais, da tolerância e da confiança. Passamos menos tempo com os amigos, freqüentamos menos clubes, nos afastamos da política, dedicamos horas e horas à tv e recebemos pela mídia uma carga diária de catástrofes que nos transformam em indivíduos medrosos, descrentes e desconfiados.
Inspirar confiança, então, passa a ser uma tarefa quase impossível. Integridade e caráter tornam-se elementos-chave.
E pense bem: quais são as demonstrações de integridade e caráter que você assistiu nos últimos dias? Últimos meses? Últimos anos?
Ta difícil de lembrar?
Por isso desconfio.