Artigos Café Brasil
Terezinha de Santana
Terezinha de Santana
Isca Intelectual de Luciano Pires propondo uma reflexão ...

Ver mais

O pacto dos canalhas
O pacto dos canalhas
Isca Intelectual de Luciano Pires sobre o grande mal ...

Ver mais

A colheita
A colheita
isca intelectual de Luciano Pires, sobre um Brasil que ...

Ver mais

Pelo exemplo
Pelo exemplo
Isca intelectual de Luciano Pires sobre gestão. Todo ...

Ver mais

562 – Orgulho de ser corrupto
562 – Orgulho de ser corrupto
Podcast Café Brasil 562 - Orgulho de ser corrupto. ...

Ver mais

561 – Intueri
561 – Intueri
Podcast Café Brasil 561 - Intueri. Às vezes você tem a ...

Ver mais

560 – Welcome to the Hotel California
560 – Welcome to the Hotel California
Podcast Café Brasil 560 - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

559 – Vida de vampiro
559 – Vida de vampiro
Podcast Café brasil 559 - Vida de vampiro. Ainda na ...

Ver mais

LíderCast 070 – Alexandre Barroso
LíderCast 070 – Alexandre Barroso
Hoje conversamos com Alexandre Barroso, num programa ...

Ver mais

LíderCast 069 – Panela Produtora
LíderCast 069 – Panela Produtora
Hoje converso com Daniel, Filipe, Janjão e Rhaissa ...

Ver mais

LíderCast 068 – Gilmar Lopes
LíderCast 068 – Gilmar Lopes
Hoje converso com Gilmar Lopes, que de pedreiro se ...

Ver mais

LíderCast 067 – Roberto Caruso
LíderCast 067 – Roberto Caruso
Hoje conversamos com Roberto Caruso, um empreendedor ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Viajar perdeu a graça
Raiam Santos
O título chamou a atenção né? Pô, Raiam… viajar não era a melhor coisa do mundo? Depende! Meu trabalho aqui nesse site é desconstruir mitos. Já desconstruí a “empresa” do filho ...

Ver mais

O lado negro de fazer networking
Raiam Santos
Esses dias, eu tava assistindo uma entrevista entre o Brian Johnson do site Philosopher’s Notes e o Cal Newport. Cal Newport é um PhD pica das galáxias formado no MIT que hoje dá aula de ...

Ver mais

Assuma o Brasil de vez
Adalberto Piotto
Olhar Brasileiro
Isca intelectual de Adalberto Piotto, No Brasil, tem coisas que só acontecem no Brasil.

Ver mais

A mentalidade da caixa preta
Raiam Santos
Fiquei um tempinho distante do MundoRaiam porque estava em “Modo Buda” focado 100% na produção do meu quinto livro CLASSE ECONÔMICA: PAÍSES BALCÃS. Agora que o livro já tá na mão da ...

Ver mais

Correndo da crise

Correndo da crise

Luciano Pires -

Tenho encontrado um clima de desânimo, desmotivação e frustração nas visitas a meus clientes e amigos, o que é compreensível diante da sucessão de notícias alarmantes nestes dias de escândalos, crise política, moral e institucional. Tentado a cair na mesma situação depressiva, lembrei de uma história deliciosa.

Na TV, uma entrevista com os nossos corredores que foram medalha de prata no revezamento nas Olimpíadas de Sidney em 2000:  Claudinei Quirino, André Domingos, Edson Luciano e Vicente Lenilson. Lá pelas tantas, vem a história. Em Presidente Prudente, onde treinavam, um ladrão pulou o muro do quintal para roubar umas roupas que estavam no varal. Foi surpreendido e os atletas saíram correndo atrás do bandido.

O ladrão, apavorado com os aqueles negões, pulou o muro e correu pela rua, com os nossos atletas atrás e… escapou!

“Pô, o cara era muito rápido” disse gargalhando um dos corredores medalha de prata na Olimpíada!

Sacou?

Raríssimas pessoas conseguem ter performance fora da média num ambiente de segurança e tranquilidade. É na fronteira do perigo que está a motivação, a explosão de adrenalina para superar suas limitações. Foi isso que fez o ladrão ganhar dos campeões olímpicos na corrida.

O medo provocado pela crise é uma experiência interessante. Não sei como é com você, mas comigo, quando bate aquele frio no estômago, o alerta de perigo, em vez de ficar paralisado sou empurrado para as oportunidades.  Quando em situação de risco, e sabendo disso, meus sentidos ficam em alerta, a respiração ofegante, o sangue circula mais rápido, me preparo para algo que poderá ser ruim. Esse estado de alerta paralisa algumas pessoas, mas aqueles que conhecem o processo e sabem utilizá-lo a seu favor, tiram dele a energia para as arrancadas em direção à solução dos problemas. Se o enfrentamento do risco der certo, seremos lembrados pelo feito espetacular, incomum, criativo, corajoso.

Este ano começou devagar e me pegou num momento crítico de mudança de escritório, de casa, de portal, no pico de uma série de investimentos importantes. Acendeu todos os alertas vermelhos, me obrigando sair da acomodação.

O resultado é que criei um novo podcast, o LíderCast, que já tem a primeira temporada pronta para ser lançada nas próximas semanas. E preparei mais um livro que está em produção com lançamento também nas próximas semanas. Também passei a visitar clientes novos com propostas de novos produtos, já com algumas oportunidades excelentes em vista. E vou terminar nas próximas semanas meu estúdio para voltar a gravar os vídeocasts e podbooks. Tudo nos últimos três meses.

Vi a crise correndo atrás de mim e disparei na frente…

– Mas Luciano, não é hora de correr riscos!

Pois é. Mas qual é mesmo a opção para não correr riscos?

Faça nada. Diga nada. Seja ninguém.

E isso é muito arriscado.