Artigos Café Brasil
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

583 – A regra dos dois desvios
583 – A regra dos dois desvios
Nunca brigue se o adversário estiver a mais de dois ...

Ver mais

582 – Sobre transgressão
582 – Sobre transgressão
Alguns fatos recentes trouxeram à tona a discussão ...

Ver mais

581 – Carta aos jornalistas
581 – Carta aos jornalistas
Advogados erram. Treinadores erram. Mecânicos erram. ...

Ver mais

580 – O esquecimento do bem
580 – O esquecimento do bem
O Brasil continua de pé, apesar de todos os tropeços e ...

Ver mais

LíderCast 085 William Polis
LíderCast 085 William Polis
William é um daqueles empreendedores que a gente gosta: ...

Ver mais

LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LiderCast 084 – Rodrigo Azevedo – Rodrigo Azevedo é ...

Ver mais

LíderCast 083 Itamar Linhares
LíderCast 083 Itamar Linhares
Itamar Linhares é médico-cirurgião na cidade de ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Mudança, inovação e o espírito conservador
Bruno Garschagen
Ciência Política
Mudei de casa recentemente. Muito mais do que necessário, mudei porque quis, porque considerei que seria melhor. Mudar é sempre, porém, um tormento. Embalar os pertences, transportá-los para ...

Ver mais

O pior dos pecados
Tom Coelho
Sete Vidas
“A conduta é um espelho no qual todos exibem sua imagem.” (Goethe)   Um renomado palestrante é contratado para fazer uma apresentação em um evento de uma multinacional. Porém, apenas uma ...

Ver mais

Gênese da corrupção
Tom Coelho
Sete Vidas
“(…) que os criminosos fiquem em terra de meus senhorios e vivam e morram nela, especialmente na capitania do Brasil que ora fiz mercê a Vasco Fernandes Coutinho (…) e indo-se para ...

Ver mais

Analfabetismo funcional
Tom Coelho
Sete Vidas
“Só a educação liberta.” (Epicteto)   O índice de reprovação no exame anual da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo, tem atingido a impressionante marca de 90%. Realizado em duas ...

Ver mais

Cafezinho 14 – A sala, o piano e a partitura
Cafezinho 14 – A sala, o piano e a partitura
Mesmo uma obra de arte, só tem utilidade de houver uma ...

Ver mais

Cafezinho 13 – A sociedade da confiança
Cafezinho 13 – A sociedade da confiança
Quem confia nas leis não precisa quebrá-las.

Ver mais

Cafezinho 12 – Os tortos e os direitos
Cafezinho 12 – Os tortos e os direitos
Eu sou direito. Quero tratamento diferente dos tortos.

Ver mais

Cafezinho 11 – Vergulho e Orgonha
Cafezinho 11 – Vergulho e Orgonha
Se tenho orgulho de meu país? Sim. Mas também tenho vergonha.

Ver mais

Correndo da crise

Correndo da crise

Luciano Pires -

Tenho encontrado um clima de desânimo, desmotivação e frustração nas visitas a meus clientes e amigos, o que é compreensível diante da sucessão de notícias alarmantes nestes dias de escândalos, crise política, moral e institucional. Tentado a cair na mesma situação depressiva, lembrei de uma história deliciosa.

Na TV, uma entrevista com os nossos corredores que foram medalha de prata no revezamento nas Olimpíadas de Sidney em 2000:  Claudinei Quirino, André Domingos, Edson Luciano e Vicente Lenilson. Lá pelas tantas, vem a história. Em Presidente Prudente, onde treinavam, um ladrão pulou o muro do quintal para roubar umas roupas que estavam no varal. Foi surpreendido e os atletas saíram correndo atrás do bandido.

O ladrão, apavorado com os aqueles negões, pulou o muro e correu pela rua, com os nossos atletas atrás e… escapou!

“Pô, o cara era muito rápido” disse gargalhando um dos corredores medalha de prata na Olimpíada!

Sacou?

Raríssimas pessoas conseguem ter performance fora da média num ambiente de segurança e tranquilidade. É na fronteira do perigo que está a motivação, a explosão de adrenalina para superar suas limitações. Foi isso que fez o ladrão ganhar dos campeões olímpicos na corrida.

O medo provocado pela crise é uma experiência interessante. Não sei como é com você, mas comigo, quando bate aquele frio no estômago, o alerta de perigo, em vez de ficar paralisado sou empurrado para as oportunidades.  Quando em situação de risco, e sabendo disso, meus sentidos ficam em alerta, a respiração ofegante, o sangue circula mais rápido, me preparo para algo que poderá ser ruim. Esse estado de alerta paralisa algumas pessoas, mas aqueles que conhecem o processo e sabem utilizá-lo a seu favor, tiram dele a energia para as arrancadas em direção à solução dos problemas. Se o enfrentamento do risco der certo, seremos lembrados pelo feito espetacular, incomum, criativo, corajoso.

Este ano começou devagar e me pegou num momento crítico de mudança de escritório, de casa, de portal, no pico de uma série de investimentos importantes. Acendeu todos os alertas vermelhos, me obrigando sair da acomodação.

O resultado é que criei um novo podcast, o LíderCast, que já tem a primeira temporada pronta para ser lançada nas próximas semanas. E preparei mais um livro que está em produção com lançamento também nas próximas semanas. Também passei a visitar clientes novos com propostas de novos produtos, já com algumas oportunidades excelentes em vista. E vou terminar nas próximas semanas meu estúdio para voltar a gravar os vídeocasts e podbooks. Tudo nos últimos três meses.

Vi a crise correndo atrás de mim e disparei na frente…

– Mas Luciano, não é hora de correr riscos!

Pois é. Mas qual é mesmo a opção para não correr riscos?

Faça nada. Diga nada. Seja ninguém.

E isso é muito arriscado.