Artigos Café Brasil
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

674 – Balde de Caranguejos
674 – Balde de Caranguejos
O termo “mentalidade de caranguejo” é utilizado em ...

Ver mais

673 – LíderCast 12
673 – LíderCast 12
Mais uma temporada do LíderCast, agora é a 12. Mais um ...

Ver mais

672 – A mão invisível do mercado
672 – A mão invisível do mercado
Você certamente já ouviu falar de livre mercado, aquele ...

Ver mais

Café Brasil 671 – Antifrágil
Café Brasil 671 – Antifrágil
Um dos livros sumarizados no Café Brasil Premium foi o ...

Ver mais

LíderCast 161 – Murilo Gun
LíderCast 161 – Murilo Gun
Criador, inovador, pensador, provocador. Uma figura ...

Ver mais

LíderCast 160 – Parker Treacy
LíderCast 160 – Parker Treacy
Norte americano do setor automotivo ­financeiro, ...

Ver mais

LíderCast 159 – Paulo Ganime
LíderCast 159 – Paulo Ganime
Jovem deputado federal pelo partido Novo, engenheiro e ...

Ver mais

LíderCast 158 – Georgios Frangulis
LíderCast 158 – Georgios Frangulis
Fundador e CEO da Oakberry Açaí Bows, que está ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Por que a autenticidade radical do Bolsonaro faz tanto sucesso hoje em dia…
Carlos Nepomuceno
https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157497430623631

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – CONCLUSÃO – LINGUAGEM (parte 12)
Alexandre Gomes
Chegamos ao final deste segundo capítulo do TRIVIUM! O que tentei apresentar para você foram as minhas impressões do material original. Tem muito mais no livro, que não consegui trazer para estas ...

Ver mais

Entre Tabata e Ciro
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Tabata Amaral é deputada federal por São Paulo, filiada ao PDT, partido de esquerda que já abrigou, entre outros, Leonel Brizola e Dilma Rousseff, só para mencionar a que ponto baixo pode chegar ...

Ver mais

Resumos das aulas do COF e temas diversos
Eduardo Ferrari
Resumos de aulas do COF
Bom dia, Boa Tarde, Boa noite! Vida longa ao Café Brasil e à Confraria! Em primeiro lugar, gostaria de agradecer ao Luciano Pires pelo espaço e a oportunidade de publicar alguns dos meus resumos. ...

Ver mais

Cafezinho 196 – O sequestro do belo
Cafezinho 196 – O sequestro do belo
Reduzir tudo isso à uma questão de simpatia por ...

Ver mais

Cafezinho 195 – No mundo da lua
Cafezinho 195 – No mundo da lua
Colocar o homem na lua custou mais de 20 bilhões de ...

Ver mais

Cafezinho 194 – O banco
Cafezinho 194 – O banco
E aquele monte de dinheiro à minha disposição? Esqueça. ...

Ver mais

Cafezinho 193 – A zona do equilíbrio
Cafezinho 193 – A zona do equilíbrio
Quer saber? Antes de ser do meretrício, as zonas eram ...

Ver mais

Contemplando o caos

Contemplando o caos

Luciano Pires -

Saí de casa com antecedência de três horas para percorrer um trecho que leva menos de uma hora com trânsito normal, até o aeroporto de Cumbica, em São Paulo. E quase perdi o avião… Mais de duas horas para percorrer 60 quilômetros. O trânsito ficou totalmente parado, até muito perto de meu destino. A razão? Uma van que pegou fogo às sete e meia da manhã.

Detalhe: eu passei por ela às duas e meia da tarde…

Parada no acostamento há sete horas, sem fumaça ou chamas, parcialmente queimada. E os motoristas das cinco faixas reduzindo a velocidade para ver o veículo, provocando o congestionamento de quilômetros. Ao lado da van, um policial de trânsito observando o movimento.

Vi ali um retrato do Brasil que não nos interessa.

O acidente acontece pela manhã e sete horas depois continua o congestionamento que atrapalha a vida de centenas de milhares de pessoas, enquanto as autoridades observam.

Vi coisa parecida nos EUA. A primeira providência que eles tomam por lá é colocar tapumes que impedem a visão dos veículos acidentados. Sem nada para ver, os motoristas continuam trafegando normalmente, sem causar engarrafamentos. Uma providência que chega a ser ridícula pela obviedade, não é? E que tem um custo baixíssimo. Mas que demonstra que existe alguém pensando o problema como um todo, que há um processo para ser colocado em prática quando acontecem acidentes, e todos os envolvidos sabem o papel que lhes cabe.

Isso se chama competência. No Brasil, o policial de trânsito observa o caos… e espera. Provavelmente não tem equipamentos, não tem os tapumes, o guincho está quebrado, não tem a quem recorrer. Ou então acha que o problema não é dele e faz aquilo que pode fazer: observa, “passa um rádio” e… contempla o caos. O processo, quando existe, é pela metade. Fragmentado. Incapaz de cobrir todos os aspectos do problema. No Brasil, a competência é compartimentada, tem aqui, não tem ali, tem um pouquinho acolá, tem nadinha alhures. Lembro-me de uma palestra da Viviane Senna, sobre o Instituto Ayrton Senna, que tem um trabalho espetacular relacionado à educação. Viviane começou sua apresentação dizendo que no Brasil temos que escolher: ou qualidade ou quantidade. Não conseguimos nunca ter qualidade com quantidade. Por isso as ilhas de excelência rodeadas de bolsões de miséria e incompetência. Parece uma maldição. Temos boas ideias, temos gente capaz, temos recursos, temos boa vontade e conseguimos até mesmo desenvolver projetos fantásticos. Mas quando precisamos ampliar o alcance desses projetos, batemos de frente na incompetência.

Esse é, para mim, o maior indicativo da questão educacional no Brasil. Não conseguimos massificar a qualidade por falta de educação. Pela incapacidade das pessoas de compreender a razão do que estão fazendo, de perceber o impacto e a influência de seu trabalho no ambiente que as cerca, de entender a importância – e responsabilidade – que elas têm dentro do processo.

Tem gente que acha que isso é preguiça. Eu acho que é ignorância.

Estava estampada na cara daquele guarda de trânsito que contemplava o caos.

Luciano Pires