Artigos Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

LíderCast 087 – Ricardo Camps
LíderCast 087 – Ricardo Camps
Ricardo Camps, empreendedor e fundador do Tocalivros, ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

O que aprendi com o câncer
Mauro Segura
Transformação
Esse é o texto mais importante que escrevi na vida. Na ponta da caneta havia um coração batendo forte. Todo o resto perto a importância perto do que vivemos ao longo desse ano.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Cafezinho 24 – Não brinco mais
Cafezinho 24 – Não brinco mais
Pensei em não assistir mais, até perceber que só quem ...

Ver mais

Compre o CD do Luan Santana

Compre o CD do Luan Santana

Luciano Pires -

Recebo diariamente dezenas de releases de assessorias de comunicação que buscam promover seus clientes. De quando em quando aparece algo que chama a atenção. Esta semana foi este:

“Na semana da Páscoa, chega às lojas o quinto CD de Luan Santana, que, como sempre, terá toda a renda arrecadada com as vendas doada para instituições de caridade. Desde 2009, quase R$ 2milhões foram destinados a 24 entidades de diferentes cidades do país (…) Outros exemplos de doações são as para o hospital do Câncer de Barretos, beneficiado com R$ 550 mil e a instituição AACC (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer) de Campo Grande – terra natal de Luan – que recebeu R$ 217 mil. Com o lançamento do CD Quando Chega a Noite, Luan Santana pretende beneficiar ainda mais instituições brasileiras.”

Em seguida aparece uma tabela com o detalhamento das doações, que eu publiquei em http://bit.ly/H0Cne5. Luan Santana é um garoto de 21 anos, muito longe da aposentadoria. Tornou-se sucesso nacional entre as jovens e adolescentes com um popzinho romântico que eles teimam chamar de “sertanejo”. O garoto juntou uma fortuna com a venda de shows ao longo dos últimos anos e ao realizar essas doações – e divulgar – está dando um grande exemplo. Ah, mas você acha que perto do que ele ganha o valor doado é uma ninharia? Que ele não deveria divulgar? Que ele desconta do Imposto de Renda? Que é oportunismo, jogada de marketing? Pô, ainda bem que é esse tipo de oportunismo! O popzinho romântico desaparecerá com o tempo, mas o legado do Luan está sendo muito maior que isso.

Comento essa ação do Luan Santana a propósito de um reencontro com um velho amigo, alto executivo de uma grande montadora. Conversamos sobre assuntos diversos, especialmente sobre uma pergunta: quando chegar a hora de parar de trabalhar, você vai fazer o quê? Meu amigo dizia, com uma ponta de desilusão, que sempre que falava com conhecidos a respeito de trabalho voluntário, as pessoas reagiam mal. A certa altura ele reagiu indignado quando um de seus interlocutores, muito bem sucedido, disse que “não trabalharia de graça”: – Pô, mas o que é que você vai fazer com mais dinheiro?

Chega uma época da vida em que a gente – ou ao menos quem tem uma vida equilibrada – deveria parar de guardar para usufruir o que foi guardado. Entenda “usufruir” como uma ação generosa, não é usufruir só consigo e com os seus, acumulando bens, fazendo viagens e cirurgias plásticas, mas devolvendo à sociedade um pouco do que ela lhe proporcionou. Generosidade. Altruísmo.

Nos Estados Unidos é normal que médicos abracem projetos humanitários e grandes executivos fiquem à frente de associações, museus, escolas. Lá ninguém considera o voluntariado como “trabalhar de graça”. Faz parte da cultura. Mas no Brasil… Aqui a única cultura possível parece ser a cultura do juntar mais. E mais.

Aquele meu amigo vai ter que batalhar até encontrar outros como ele que queiram, mais que uma vida confortável, um propósito. Deixar um legado.

Olha só: pelas minhas contas, se mantiver o ritmo e se aposentar aos 65 anos de idade, Luan Santana terá doado algo em torno de 30 milhões de reais.

Acho que não vou ouvir, mas vou comprar os CDs dele.

Luciano Pires