Artigos Café Brasil
Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

679 – Será que acordamos?
679 – Será que acordamos?
Adalberto Piotto apresenta o programa Cenário Econômico ...

Ver mais

678 – Dominando a Civilidade
678 – Dominando a Civilidade
Vivemos uma epidemia de incivilidade que ...

Ver mais

677 – Teorias da Conspiração
677 – Teorias da Conspiração
Vivemos numa sociedade assolada por grandes ...

Ver mais

676 – Homem na Lua 2
676 – Homem na Lua 2
Cinquenta anos atrás o homem pousou na Lua. Mas parece ...

Ver mais

LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
Um dos mais influentes profissionais de comunicação ...

Ver mais

LíderCast 164 – Artur Motta
LíderCast 164 – Artur Motta
Professor que fez transição de carreira e usa podcasts ...

Ver mais

LíderCast 163 – Amanda Sindman
LíderCast 163 – Amanda Sindman
Profissional de comunicação, jornalista e mulher trans. ...

Ver mais

LíderCast 162 – Aldo Pini
LíderCast 162 – Aldo Pini
Ex-diretor de planejamento da agência África, que ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Simples assim
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Simples assim Excelência em Educação Dia 10 de agosto, compareci a um evento muitíssimo interessante. Estimulado pela chamada do convite eletrônico – Avanços na educação pública: o que podemos ...

Ver mais

Homenagem aos Economistas 2019
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Homenagem aos Economistas 2019 Memoráveis citações “O Brasil é um país onde você passa quinze dias fora e muda tudo, mas passa quinze anos fora e não muda nada.” Cássio Casseb  “Quando alguém tem ...

Ver mais

O que podemos aprender com a tragédia que virá da Argentina?
Carlos Nepomuceno
O que podemos aprender com a tragédia que virá da Argentina? Live completa.

Ver mais

Ni nóis não
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A história todo mundo conhece, pelo menos no enredo do samba: Criminosos de extenso currículo (estelionatários, ladrões, traficantes) foram contratados para espionar telefones privados de ...

Ver mais

Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Ainda existe hoje uma cultura, muito estimulada por ...

Ver mais

Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Quem é o idiota que quer deliberadamente envenenar seus ...

Ver mais

Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Se não bastassem as dificuldades para comprar, ...

Ver mais

Cafezinho 201 – Agrotóxicos – melhor seria não usar
Cafezinho 201 – Agrotóxicos – melhor seria não usar
Agrotóxicos são a bola da vez. Da forma como é ...

Ver mais

Chefepédia

Chefepédia

Luciano Pires -

Uma das grandes vantagens em ser palestrante é que a gente navega por todo tipo de mercado, empresa e tribo. E com o tempo vamos aprendendo a definir os estilos dos chefes pela reação do público. São nítidas as diferenças entre uma empresa fortemente baseada na hierarquia e outra onde a relação liderança x subordinados é pautada pela camaradagem e informalidade. Sempre pensei em escrever a respeito, mas preferi analisar e buscar informações complementares. E acabei tendo uma idéia: criar a Chefepédia, a Enciclopédia Livre sobre Liderança.

Algum tempo atrás, comentando um de meus artigos, o leitor Caio Marcio apresentou-me três conceitos de gerenciamento bastante interessantes, que servem para apresentar a você os três primeiros verbetes da Chefepédia. Os nomes dos dois primeiros estão em inglês, provavelmente por terem se originado nos EUA onde parece existir um ninho de modismos e rótulos sobre administração e liderança. Mas estes não são modismos, não. Definem estilos de liderança e existem em todo lugar, quer ver?

O MBWA – Management By Walking Around, o gerenciamento por “dar voltas”. Diante da dificuldade (ou da responsabilidade) de tomar uma decisão, as pessoas ficam dando voltas. Pedem mais dados, pedem mais tempo, procuram outras opiniões, encontram empecilhos, empurram com a barriga, sabe como é? Na hora de tomar a decisão sempre surge um fato novo para manter as coisas indefinidas. Quem sabe alguém esquece que a decisão tem de ser tomada… Ou melhor ainda, quem sabe alguém mais acima dá uma ordem e transfere a responsabilidade, não é? Ou um colega ao lado dá uma bobeada e a responsabilidade vai parar no colo dele? Você conhece gente assim? Pois agora tem um rótulo elegante: MBWA.

O MBFOA – Management By Fear Of Auditors. O gerenciamento por medo dos auditores. Apavoradas com a idéia de quebrar alguma regra e ter que assumir a responsabilidade, as pessoas gerenciam conforme “o que está escrito”. Nada de interpretações criativas, nada de concessões, nada de riscos. Faça o que está escrito ou o auditor te pega! A grande vantagem é que tudo passa a ser culpa do auditor. Ele é o vilão, o que não faz e nem deixa fazer.

– Ah, sem ele nosso trabalho seria um paraiso!

A primeira coisa que falece com o MBFOA é a inovação. Esqueça. Inovar é quebrar regras, é mudar, é criar instabilidades. E a última coisa que um auditor quer ver são instabilidades, sacou?

O terceiro verbete está – em parte – em português. Pelo grau de sacanagem parece ter sido inventado por aqui mesmo: o MPQF – Management Por Queima de Fusíveis. Este é genial, e o mais maquiavélico. É muito usado no serviço público e funciona assim: na organização, algumas funções mais ou menos importantes e sempre com alguma visibilidade, são ocupadas por “pessoas fusíveis”. Em caso de crise, essas pessoas são queimadas, declarando-se resolvido o problema, sacou?

– Já botamos o responsável na rua! Agora está tudo bem!

Quantas vezes você já viu/ouviu isso? Pois é. E se você reconheceu alguém, saiba que é assim mesmo. O MBWA, o MBFOA e MPQF estão aí do seu lado, meu caro! Se bobear, já pegaram você.

Você conhece outros estilos assim? Por favor, mande pra mim.

Vamos montar a Chefepédia!

Luciano Pires