Artigos Café Brasil
O desengajamento moral
O desengajamento moral
Isca intelectual de Luciano Pires sobre o ...

Ver mais

O ridículo
O ridículo
Isca intelectual de Luciano Pires pra incomodar: será ...

Ver mais

Quando um não quer.
Quando um não quer.
Isca intelectual de Luciano Pires com um exemplo de ...

Ver mais

Um bosta
Um bosta
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

548 – O efeito borboleta
548 – O efeito borboleta
Podcast Café Brasil 548 - O efeito borboleta. Você já ...

Ver mais

547 – Sobre desigualdade
547 – Sobre desigualdade
Podcast Café Brasil 547 - Sobre desigualdade. O tema da ...

Ver mais

546 – Só por hoje
546 – Só por hoje
Podcast Café Brasil 546 - Só por hoje. Adicção é o ...

Ver mais

545 – Explicando Política Para Crianças – Revisitado
545 – Explicando Política Para Crianças – Revisitado
Podcast Café Brasil 545 - Explicando Política Para ...

Ver mais

LíderCast 056 – Paula Miraglia
LíderCast 056 – Paula Miraglia
LiderCast 056 - Hoje conversaremos com Paula Miraglia, ...

Ver mais

LíderCast 055 – Julia e Karine
LíderCast 055 – Julia e Karine
LiderCast 055 - Hoje vamos conversar com duas jovens ...

Ver mais

LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LíderCast 054 – Rodrigo Dantas
LiderCast 054 - Hoje vamos falar com o empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LíderCast 053 – Adalberto Piotto
LiderCast 053 - Hoje vamos entrevistar Adalberto ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 04
Videocast Nakata T02 04
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 4 Você reparou ...

Ver mais

Videocast Nakata T2 01
Videocast Nakata T2 01
Videocast Nakata Temporada 2 - Epsódio 1. Quem é você, ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

O que vi e vivi nos dias de terror no Espírito Santo
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca Intelectual de Bruno Garschagen. O que aconteceu no Espírito Santo abre uma janela de oportunidade fabulosa para discutirmos temas fundamentais para a segurança da sociedade.

Ver mais

Carnaval: síntese da economia criativa
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Carnaval: síntese da economia criativa “A ‘Cadeia Produtiva do Carnaval’ pode ser traduzida num conceito formal de ‘Economia Criativa e Multidisciplinar’, pois lida com a interface entre ...

Ver mais

Finanças pessoais em equilíbrio
Tom Coelho
Sete Vidas
“A parte mais sensível do corpo humano é o bolso.” (Delfim Netto)   Administrar finanças pessoais pouco difere de gerenciar o caixa de uma empresa ou mesmo de um país. Mudam apenas a ...

Ver mais

O Tempo dos Chefes Maus
Suely Pavan Zanella
Iscas Comportamentais
O TEMPO DOS CHEFES MAUS Suely Pavan Zanella Cursos e mais cursos sobre Liderança e Gestão de Pessoas. MBAs e Coachs sobre o tema. Livros de diferentes tipos sobre o assunto. 29.400.000 resultados ...

Ver mais

As Quedas

As Quedas

Luciano Pires -

Caiu o Corinthians. Foi pra segunda divisão do campeonato! Que emocionantes as cenas da torcida gritando mesmo após o final do jogo. Vários brutamontes tatuados chorando convulsivamente enquanto os jogadores saíam de campo. Se fossem os jogadores do Corinthians que eu aprendi a admirar nos anos setenta, oitenta e noventa, eu teria certeza de que estariam envergonhados. Hoje não sei mais. Naquele Corinthians que aprendi a amar, jogador perna-de-pau que erra passe de três metros não durava muito tempo. Era colocado pra fora pelos próprios companheiros. Hoje, além de permanecer no time ainda dá entrevista na televisão… Que coisa mais melancólica… O meu Coringão caiu. E o que vimos nesse Campeonato Brasileiro foi o exemplo acabado de dois Brasis. De um lado, a elite representada pelo São Paulo campeão, time coerente, com planejamento profissional e objetivos de longo prazo. De outro, o Corinthians. O time da bagunça, do amadorismo, da politicagem e desonestidade. Meu Timão mereceu cair.
Vamos analisar a queda? O time é uma porcaria, os jogadores são pernas-de-pau, o técnico não resolve, a direção é amadora e o planejamento não existe. O Corinthians tinha que cair. Mas o Corinthians não podia cair. Sem ele o campeonato perde a graça, a nação corinthiana fica desmotivada, os jogos perdem o interesse, reduz-se a quantidade de dinheiro aplicado ao campeonato, cai a audiência da televisão. O Corinthians não podia cair.
Fez-se justiça. Fez-se a desgraça.


Caiu a CPMF. As cenas dos políticos tentando defender ou derrubar o imposto sobre os cheques foram ridículas. Argumentos populistas, rasos, falsos. Chantagens, ameaças, mentiras e manipulações. A discussão foi totalmente política e em alguns momentos me senti ofendido. Pensam que sou idiota. Como no momento em que o presidente recém-eleito para o Senado foi chamado às pressas para uma audiência com Lula. Os assessores argumentaram que a razão era “o desejo do Presidente de cumprimentar o recém-eleito”. Não era pra falar da CPMF. Sei.
Vamos analisar a queda. A CPMF é uma excrescência, um imposto disfarçado de “contribuição”, que incide diversas vezes sobre a cadeia produtiva, que penaliza os ricos, os remediados e os pobres, que teve sua nobre intenção inicial desvirtuada, que de “provisório” não tem nada. Um imposto criado para uma situação de emergência que se perpetua, amparada na incompetência do governo em determinar prioridades, criar planos robustos e manter disciplina na execução. A CPMF tinha que cair.
Mas a CPMF não podia cair. Era um imposto com sistema de arrecadação eficiente, imune à corrupção, barato, praticamente à prova de sonegação. O dinheiro que ela arrecadava ajudava o combalido sistema de saúde brasileiro. E agora os caras vão arranjar outro bolso onde meter a mão. Outro bolso meu e seu, logicamente.
Fez-se justiça. Fez-se a desgraça.


As quedas da CPMF e do Corinthians são sintomas de um Brasil confuso. Um Brasil onde a justiça traz desgraças.
Algo vai mal, no país tropical.