Artigos Café Brasil
#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Ao longo de 2018 o Café Brasil Premium decolou e ...

Ver mais

#Retrospectiva PodSumários
#Retrospectiva PodSumários
Comece 2019 praticando o Fitness Intelectual. A barriga ...

Ver mais

657 – Brumadinho e a Challenger
657 – Brumadinho e a Challenger
A tragédia da explosão da Challenger em 1986 marcou ...

Ver mais

656 – Rua Ramalhete
656 – Rua Ramalhete
Este programa é uma homenagem ao Tavito, que faleceu em ...

Ver mais

655 – É carnaval
655 – É carnaval
Tem gente boa, muito boa, fazendo a legítima música de ...

Ver mais

654 – Sarau Café Brasil III
654 – Sarau Café Brasil III
Realizamos mais uma edição do Café Brasil Premium, ...

Ver mais

LíderCast 145 – Ana Paula Andrade
LíderCast 145 – Ana Paula Andrade
CEO de uma multinacional de trademarketing, a Marco ...

Ver mais

LíderCast 144 – Daniel Arcoverde e Rafael Belmonte
LíderCast 144 – Daniel Arcoverde e Rafael Belmonte
Os jovens empreendedores que criaram a netshow.me, uma ...

Ver mais

LìderCast 143 – Doug Alvoroçado
LìderCast 143 – Doug Alvoroçado
Esse alvoroçado não é nome não, é adjetivo. Um ...

Ver mais

LíderCast 142 – Marcelo Pimenta
LíderCast 142 – Marcelo Pimenta
O Menta é um facilitador da inovação, um inquieto ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

CAPÍTULO 2 – LINGUAGEM E SEUS SÍMBOLOS (parte 4)
Alexandre Gomes
O caminho até agora está ficando longo, não é? Por mais que eu use exemplos próximos da realidade; ainda assim, eu e você estamos buscando entender conceitos abstratos. Afinal, estamos falando ...

Ver mais

Só envelhece quem perde a curiosidade
Henrique Szklo
O mundo está muito óbvio. As coisas têm sido analisadas pelos pontos de vista mais superficiais e, em geral, equivocados. Julga-se por aparência, por condição financeira, por orientação sexual, ...

Ver mais

Defendam Douglas também
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não conhece Douglas Leandro Clizesqui? Sem problemas. Ninguém conhece. Ele é pai de Douglas Murilo, uma das oito vítimas fatais no massacre da escola estadual em Suzano; o caso todos conhecem. ...

Ver mais

A abundante mente semanal
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: https://youtu.be/hHzgP5sqbjM LIVE COMPLETA: https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157193323018631/   Quer fazer? Me mande um zap: 21-996086422. R$ 200,00 ...

Ver mais

Cafezinho 160 – Os cinco estágios
Cafezinho 160 – Os cinco estágios
Ajudando a compreender o cenário político brasileiro.

Ver mais

Cafezinho 159 – O bobo da corte
Cafezinho 159 – O bobo da corte
O palhaço, o bobo, o gozador, é o único a perceber a ...

Ver mais

Cafezinho 158 – O tempo que lhe resta
Cafezinho 158 – O tempo que lhe resta
Dê o primeiro passo para fazer com que o tempo de vida ...

Ver mais

Cafezinho 157 – Papo de bêbado 2
Cafezinho 157 – Papo de bêbado 2
Se eu fosse o Bolsonaro, nestes primeiros 100 dias ...

Ver mais

Apareceu a Margarida

Apareceu a Margarida

Luciano Pires -

O ano é 1978, e o local é o Bauru Tênis Club, o clube da classe média alta de minha terra natal. Naquela noite, a cidade estava em festa. A grande atriz Marilia Pera estava lá para apresentar um monólogo de Roberto Athayde chamado “Apareceu a Margarida”, que havia permanecido em cartaz por dois anos na capital.  A peça era um tremendo sucesso e nela a atriz dava uma aula de biologia usando palavrões para explicar o ser humano. Ocorre que, ao invés de colocar um esqueleto no palco, ela coloca um ator nu, de costas para a plateia. Na cenografia, que representava uma sala de aula, havia um quadro do coração de Jesus, aquela imagem clássica da figura de Jesus Cristo apontando para seu coração envolto numa coroa de espinhos. Essa imagem era comum nas salas de aula dos anos 40 aos 60 no Brasil. O ator nu está de frente para a imagem.

Assim que a cena começa, o empresário Sérvio Tulio Coube, de família tradicional na cidade, interrompe a peça ao subir ao palco e retirar a imagem do Sagrado Coração. Para ele, aquela cena era um desrespeito, e aquele quadro não deveria estar ali. Marilia Pera, indignada, vai na direção do empresário, segura o quadro e o que se vê em cena é um cabo de guerra. O delegado da cidade sobe ao palco para o deixa disso e os 1600 espectadores começam a vaiar. Marilia fica histérica. Ela jamais passara por uma situação semelhante. Uma hora depois o Jornal Nacional dá a notícia.  Marilia Pera disse ao promotor da peça, Paulo Neves: “Paulo, meus colegas não vão passar por isso que eu passei.” E Bauru ficou 10, 15 anos sem receber qualquer espetáculo que tivesse atores da Globo.

Eu já vivia em São Paulo, mas me lembro perfeitamente do escândalo e dos rótulos de “ cidade conservadora” que Bauru recebeu.

Em 2014 foi a vez do ator Ney Latorraca, no Rio de Janeiro. Ney, então com 70 anos de idade, teve de interromper a peça Entredentes, de Gerald Thomas, para repreender uma espectadora de 72 anos que passou 20 minutos fazendo comentários homofóbicos em voz alta na plateia. Ney comentou:

— Não sei se por causa do clima das eleições, não sei o que é, mas as pessoas perderam a noção. Acham que podem dizer o que querem, que liberou geral, que podem agredir.

Pois é.

Se a situação de 1978 se repetisse hoje, o empresário seria imediatamente tachado de “coxinha”, “fascista”, “reacionário” e “ elite branca”, você tem alguma dúvida?

Afinal, um espectador que não concorda com o que está sendo dito no palco, tem o direito de interromper uma peça? E se forem dois espectadores? Dez? Cem?

É claro que não… A menos que o artista no palco critique Lula ou Dilma.

Aí pode.

Se você acha que estou falando de liberdade de expressão, errou.

Estou falando de hipocrisia.