Artigos Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

635 – De onde surgiu Bolsonaro?
635 – De onde surgiu Bolsonaro?
O pau tá quebrando, a eleição ainda indefinida e nunca ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

LíderCast 128 – Leide Jacob
LíderCast 128 – Leide Jacob
Empreendedora cultural e agora cineasta, que ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Marxistas brasileiros vivem espécie de alucinação coletiva recorrente
Carlos Nepomuceno
O jornal Folha de São Paulo publica um artigo feita por uma petista confessa: Ver aqui: https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/posts/10156853246303631 …sem nenhum fato, baseado em ...

Ver mais

Sempre, sempre Godwin
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O advogado Mike Godwin criou em 1990 a seguinte “lei” das analogias nazistas: “À medida que uma discussão online se alonga, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou os ...

Ver mais

É mais fácil seguir o grupo
Jota Fagner
Origens do Brasil
Existe uma crença muito difundida de que a história humana avança em etapas gradativas e que culminará numa revolução transformadora. O tipo de revolução muda conforme o viés ideológico. A ...

Ver mais

Bolsonaro e Transformação Digital
Carlos Nepomuceno
Vivemos o início de Revolução Civilizacional na qual ao se plantar um "pé de cooperativa de táxi" por mais que se tome litros de Design Thinking não nasce nunca um Uber.

Ver mais

Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
O que vem por aí? Uma mudança ou nova brochada?

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

Acabativa: o óbvio para fazer acontecer

Acabativa: o óbvio para fazer acontecer

Luciano Pires -

Em meu penúltimo artigo de 2010 dei início ao que pretendo seja uma série sobre a Acabativa, neologismo que indica a capacidade de fazer acontecer. Uma leitora, a Paula Cristina, me escreveu:

“…vamos colocar pessoas como eu dando conselhos aos outros, ou melhor, repassando. Mas na hora H, fica difícil aplicar o que aprendi durante anos, e entro em pânico. Será que é possível colocar as idéias em prática sem a ajuda de toda esta gente com textos maravilhosos? Quem sabe você formula um lindo texto e destrincha esta questão?”

Vou tentar. Paula, muitas vezes esses “conselhos” que recebemos tratam do “o que fazer” e nos vemos paralisados diante do “como fazer”. Isso acontece com todo mundo… O melhor é desenvolver um método para fazer acontecer. “Método” vem do grego méthodos, que quer dizer “caminho para chegar a um fim”. Ao tomar banho, por exemplo, você prende o cabelo da mesma forma, ensaboa primeiro uma parte do corpo, depois outra, e ao se enxugar segue uma rotina. É seu método.

É por meio de métodos (ou processos) que os objetivos estratégicos pessoais e das empresas são atingidos. Por exemplo, para perder peso os métodos podem ser: tomar remédios, fazer dietas ou praticar exercícios físicos. Para dar suporte a esses métodos, precisamos do conhecimento do médico, da nutricionista e do professor de educação física. E da tecnologia de aparelhos de ginástica, do tênis à esteira computadorizada. 

Se dividirmos as providências necessárias para agir e perder peso, acabaremos chegando a um método óbvio:

Primeiro tem que estar clara a necessidade de que TEMOS de perder peso. Se não estivermos convencidos, se não entendermos a razão de perder peso e os benefícios, não vamos nem começar. Portanto, a compreensão da inconveniência que precisa da ação vem em primeiro lugar.

Em seguida temos que descobrir O QUE fazer: perguntando a quem tem ou teve a mesma inconveniência, lendo a respeito, consultando especialistas que dirão o que deve ser feito e até mesmo COMO fazer.

Em seguida, precisamos do conhecimento e da tecnologia para agir. Que dieta fazer? Temos grana pra pagar uma academia? Se não temos, dá pra fazer o exercício em casa? Onde aprender os exercícios?

Depois é preciso definir indicadores que mostrem que estamos no caminho certo: medir o peso todo dia? Fazer um exame de sangue periódico? Determinar a taxa de gordura e acompanhar? Experimentar roupas antigas pra saber se servem? Quem já sentiu o prazer de subir numa balança e descobrir que está um quilo mais leve, sabe do que estou falando. A sensação de vitória desse indicador de sucesso – a balança – é que vai nos motivar a continuar seguindo o método.

Bem, não dá para escrever aqui um tratado, tem que ser aos poucos, mas acho que deu pra dar uma pista: para praticar a acabativa é conveniente desenvolver um método. Convencer-se de que algo tem que ser feito. Buscar conhecimento sobre o que fazer. Desenvolver as tecnologias necessárias para executar. E definir como medir o resultado.

Parece óbvio, não é? E é óbvio. 

Mas como é difícil fazer…

Luciano Pires