Artigos Café Brasil
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

582 – Sobre transgressão
582 – Sobre transgressão
Alguns fatos recentes trouxeram à tona a discussão ...

Ver mais

581 – Carta aos jornalistas
581 – Carta aos jornalistas
Advogados erram. Treinadores erram. Mecânicos erram. ...

Ver mais

580 – O esquecimento do bem
580 – O esquecimento do bem
O Brasil continua de pé, apesar de todos os tropeços e ...

Ver mais

579 – A arte de falar merda
579 – A arte de falar merda
Tenha um filtro, meu caro, minha cara. Para o bem do ...

Ver mais

LíderCast 085 William Polis
LíderCast 085 William Polis
William é um daqueles empreendedores que a gente gosta: ...

Ver mais

LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LiderCast 084 – Rodrigo Azevedo – Rodrigo Azevedo é ...

Ver mais

LíderCast 083 Itamar Linhares
LíderCast 083 Itamar Linhares
Itamar Linhares é médico-cirurgião na cidade de ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

O pior dos pecados
Tom Coelho
Sete Vidas
“A conduta é um espelho no qual todos exibem sua imagem.” (Goethe)   Um renomado palestrante é contratado para fazer uma apresentação em um evento de uma multinacional. Porém, apenas uma ...

Ver mais

Gênese da corrupção
Tom Coelho
Sete Vidas
“(…) que os criminosos fiquem em terra de meus senhorios e vivam e morram nela, especialmente na capitania do Brasil que ora fiz mercê a Vasco Fernandes Coutinho (…) e indo-se para ...

Ver mais

Analfabetismo funcional
Tom Coelho
Sete Vidas
“Só a educação liberta.” (Epicteto)   O índice de reprovação no exame anual da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo, tem atingido a impressionante marca de 90%. Realizado em duas ...

Ver mais

De Marceline para o mundo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
De Marceline para o mundo  Encantamento como objetivo   “Gosto do impossível porque lá a concorrência é menor”. Walt Disney O título deste artigo integra o título completo de um livro lançado em ...

Ver mais

Cafezinho 13 – A sociedade da confiança
Cafezinho 13 – A sociedade da confiança
Quem confia nas leis não precisa quebrá-las.

Ver mais

Cafezinho 12 – Os tortos e os direitos
Cafezinho 12 – Os tortos e os direitos
Eu sou direito. Quero tratamento diferente dos tortos.

Ver mais

Cafezinho 11 – Vergulho e Orgonha
Cafezinho 11 – Vergulho e Orgonha
Se tenho orgulho de meu país? Sim. Mas também tenho vergonha.

Ver mais

Cafezinho 10 – Legítima defesa
Cafezinho 10 – Legítima defesa
Quatro anos e 240 mil assassinatos depois, a única ...

Ver mais

Abundância

Abundância

Luciano Pires -

ABUNDÂNCIA

 Tempos atrás escrevi um artigo chamado “Bundalelê” em que falava da importância da bunda na cultura brasileira, inspirado no presidente Lula, que nos mandou mexer o traseiro para reduzir os juros. Pois li recentemente uma notícia segundo a qual o Instituto de Medicina Preventiva de Copenhagem descobriu que as mulheres com quadris mais largos estão menos propensas a sofrer ataques cardíacos. Os pesquisadores dizem que a gordura dos quadris contém um antiinflamatório natural, chamado adiponectina, que evita o entupimento das artérias. Os dinamarqueses examinaram quase 3 mil mulheres e homens de 35 a 65 anos, entre 1987 e 1988. As mulheres com quadris mais largos apresentaram 87% menos casos fatais. Elas também apresentaram 86% menos probabilidades de sofrer enfarte e 46% menos de vir a sofrer de doenças cardiovasculares.


“Gordura nos quadris é diferente de gordura no abdômen. Quem não tem o suficiente dessa gordura, corre o risco de sofrer enfarte” disse um dos pesquisadores.


Uia! Era o pretexto que faltava! Bunda é saúde!


Então aquela bunduda que trabalha na sua seção possivelmente vai viver mais que a gostosinha que tem aquela bundinha!


Proponho que iniciemos imediatamente uma campanha nacional pela bunda grande. Já somos o país dos bundões, não somos? Pois vamos fazer juz à fama. Seremos o país dos bundudos. Bundudos mas saudáveis.


Assim não teremos mais problemas com as malditas poltronas dos aviões. Os banheiros públicos serão mais generosos. E nas praias, teremos um show inesquecível. Sem contar que as bundas avantajadas serão o perfeito contraponto aos seios siliconados. Finalmente, o equilíbrio!


E quando um bunda-magra vier com piadinha sobre seu bundão, chame-o de cardíaco!


A indústria têxtil crescerá com o aumento das calças, calcinhas e calções. Mais tecido, mais caras. Gugu, Faustão e similares escalarão ainda mais bundas para seus programas, com a desculpa de apoio à saúde pública. Surgirá uma nova especialidade médica, o bundologista. E as próteses de bunda venderão como nunca, pois todos estarão interessados em parecer saudáveis. Os planos de saúde passarão a avaliar os clientes pelo tamanho da bunda. Quanto maior a bunda mais desconto no plano. Nas entrevistas de emprego, os candidatos de bunda grande entrarão de costas. Mas a longo prazo, teremos um problema. Os bundudos terão mais tempo de vida. E aumentarão o rombo da previdência. E a política econômica do arrocho vai permanecer. Juros altos, aperto, falta de investimentos… O dinheiro todo canalizado para o sistema financeiro. Quem tem dinheiro terá cada vez mais, quem não tem continuará sem… E continuaremos mergulhados em crises… Tudo por causa dos bundões.


Comentei essa preocupação com meu filho e ele foi mortífero:


– Ué. Então não vai mudar nada!